Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mostra a Tua Alma Serrana!


PAMPILHOSENSE REFORÇA O ATAQUE

por ultraserranos4605, em 14.01.20

Isma.JPG

 

Depois da saída do avançado Moacir, o Pampilhosense sentiu a necessidade de assegurar um novo avançado que viesse colmatar essa lacuna atacante. Sendo assim, a equipa serrana assegurou, na última semana, a contratação de Isma que chega do Sacavenense do CPP. O novo avançado pampilhosense, que vem ajudar a equipa a tentar atingir os seus objetivos, já conhece a realidade da distrital de Coimbra, pois na ultima temporada esteve ao serviço do Penelense. A estreia com a camisola serrana aconteceu no passado domingo na vitória frente ao Lagares da Beira de uma forma muito feliz, já que o avançado de 27 anos entrou aos 77’ e, pouco segundos depois e na primeira vez que tocou na bola, marcou um golo (o terceiro do Pampilhosense no jogo)!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:41

INFANTIS SUB13 FUT7 - RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

por ultraserranos4605, em 14.01.20

NOGUEIRENSE 9-0 PAMPILHOSENSE

 

1ª Jornada da Taça de Encerramento Infantis – Série A
Estádio de Stº. António em Nogueira do Cravo
Árbitro: Flávio Fonseca
Ao intervalo: 0-3

 

Nogueirense - Pampilhosense 1ªJ TE infantis 11-01

 

No arranque da Taça de Encerramento a nossa equipa de infantis sub13 regressou aos jogos com uma viagem a Nogueira do Cravo. De destacar a boa primeira metade da nossa equipa, que continua o seu processo de evolução numa modalidade que é novidade para a grande maioria das nossas crianças neste ano.

 

Resultados:
Oliv. Hospital 4-4 Red School Lousã
Nogueirense 9-0 Pampilhosense
Mirandense 5-2 União FC
Lousanense 6-1 COJA

 

Classificação:

Class 1ªJ TE infantis 11-01-2020.jpg

 

Próxima Jornada:
União FC – Lousanense
COJA – Nogueirense
Pampilhosense – Oliv. Hospital
Red School Lousã – Mirandense

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:11

PAMPILHOSENSE - LAGARES DA BEIRA

Pampilhosense - Lagares da Beira 13ªJ DH 12-01-20

 

13ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra
Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra
Assistência: cerca de 120 espetadores
Árbitro: Joel Pacheco
Assistentes: Luís Vilela e Liliana Duarte
Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:
Kiko, Abel, Guimar, Abi Dju, Amândio, Yekine (Ricardo Figueiredo 83’), Will, Miguel Barreto (Isma 77’), Rodrigo Lima (Ronaldo 56’), Ricky e Henrique.
Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Márcio Augusto e Flávio Salgado
Treinador: Carlos Alegre

 

Lagares da Beira:
Óscar, Diogo, Nuno Silva. Luís Loureiro, Francisco Coutinho (Sérgio 74’), Lucas Lima, Romário Oliveira, Lionel, Diogo Costa, Paulo Lopes e Rafael.
Suplentes não utilizados: Zé Miguel, Marcos e Piti.
Treinador: João Rocha

 

Ação Disciplinar
Amarelos:
Amândio 47’ (Pampilhosense); Paulo Lopes 49’ e Diogo 89’ (Lagares da Beira)

 

Golos:
Henrique 24’, Ricky 60’ e Isma 78’ (Pampilhosense); Diogo Costa 15’ e Lucas Lima 86’ (Lagares da Beira)

 

Pampilhosense - Lagares da Beira 13ªJ DH 12-01-20

 

Na receção ao Lagares da Beira o conjunto serrano tentava manter a senda dos triunfos perante um Lagares da Beira que, com um bom conjunto, espreitava regressar às vitorias.

 

Pampilhosense - Lagares da Beira 13ªJ DH 12-01-20

 

Assistiu-se a uma partida de futebol bastante dividida com as duas equipas em contante busca pelo o golo. O Pampilhosense ameaçou primeiro, aos 14’, por intermédio de Henrique que falhou a emenda na pequena área depois de cruzamento de Will. Mas foi o Lagares da Beira a sair na frente do marcador, no minuto seguinte, através de um grande pontapé de Diogo Costa que, do meio da rua, rematou com fé e adiantou a sua equipa no marcador. No entanto a resposta serrana não tardou e, aos 24’, Abel cruzou e Henrique, de cabeça, restabeleceu a igualdade. O desafio continuava equilibrado, principalmente na zona intermediaria, e até ao intervalo apenas registo para um remate de Rafael de fora da área, que levou algum perigo à baliza do Pampilhosense.

 

Pampilhosense - Lagares da Beira 13ªJ DH 12-01-20

 

Na segunda metade o Pampilhosense entrou disposto a dar a cambalhota no marcador e Henrique, aos 49’, consegue se isolar, mas perde no duelo com o guardião Óscar. A reviravolta acabou mesmo por acontecer aos 60’, depois de um livre cobrado por Miguel Barreto com Ricky a surgir na pequena área a concluir com êxito. O encontro podia ter ficado sentenciado pouco depois, aos 69’, com Abel a servir Henrique e este, bem colocado no coração da área, rematou para defesa de Óscar. O Lagares da Beira ainda ameaçou num remate cruzado por intermédio de Romário, aos 73’, mas foi o Pampilhosense a dilatar a vantagem aos 78’: Henrique insistiu na jogada e ofereceu ao estreante Isma, que na primeira vez que tocou na bola, fez o golo! Mas o Lagares da Beira, que demonstrou possuir uma boa equipa, manteve a persistência e reduz para a diferença mínima aos 86’, depois de Romário atirar cruzado e Lucas Lima aproveitar uma defesa incompleta de Kiko para fazer o golo. No entanto a vitória não iria fugir ao conjunto pampilhosense.

 

Pampilhosense - Lagares da Beira 13ªJ DH 12-01-20

 

Perante um adversário difícil, que veio a Pampilhosa da Serra com a intenção de conquistar os três pontos, o Pampilhosense não perdeu o controlo emocional, foi capaz de reagir à desvantagem, passou para a frente do marcador por dois golos de diferença, e nos instantes finais soube segurar competentemente a diferença mínima. Com este triunfo o Pampilhosense leva quatro vitórias consecutivas e sobe ao quarto posto.

 

Bom trabalho da equipa de arbitragem.

 

Resultados:
Tocha 2-0 União FC
Fatia e Gil

 

Eirense 1-1 Marialvas
Carlitos (UCE); Bernardo Ferreira (Mar)

 

Pampilhosense 3-2 Lagares da Beira
Henrique, Ricky e Isma (GDP); Diogo Costa e Lucas Lima (LB)

 

Penelense 2-0 Vinha da Rainha
Marco e Vinícius

 

Vigor Mocidade 0-0 Nogueirense

 

União 1919 0-2 Carappinheirense
Cleiton e André

 

Académica SF 0-1 Ançã FC
Vicente

 

Tourizense 3-1 Naval 1893
Omar (2) e Allu (GDT); Graça (Nav)

 


Classificação:

Class 13ªJ DH 12-01-19.jpg

 

Próxima Jornada:
Ançã FC – Tocha
Marialvas – Académica SF
União FC – Penelense
Lagares da Beira – Vigor Mocidade
Nogueirense – Tourizense
Pampilhosense – Carapinheirense
Vinha da Rainha – União 1919
Naval 1893 – Eirense

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:39

NÃO FACILITAR PARA ENTRAR NO ANO A GANHAR

por ultraserranos4605, em 06.01.20

UNIÃO 1919 - PAMPILHOSENSE

União 1919 - Pampilhosense 12ªJ 05-01-2020 1.jpg

 

12ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra
Estádio: Campo Ramos de Carvalho na Adémia
Assistência: cerca de 100 espetadores
Árbitro: Pedro Machado
Assistentes: Alexandre Rato e Diogo Neves
Ao intervalo: 0-1

 

Pampilhosense:
Kiko, Abel (Luís Ramos 89’), Guimar, Abi Dju, Amândio, Yekine (Flávio Salgado 71’), Will, Miguel Barreto, Rodrigo (Ricardo Figueiredo 59’), Henrique e Ricky.
Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Gabriel Dias e Márcio Augusto
Treinador: Carlos Alegre

 

União 1919:
Guilherme, Rafael, Brandão, Sequeira, Costa, Pedro (Zé Augusto 69’), Paulino (Branca 68’), Levezinho (Edu 60’), Mário Brito, Lousado e Palmeirão.
Suplentes não utilizados: Ricardo, Cuvelo, Alex e Góis
Treinador: Tiago Felgar

 

Ação disciplinar:
Amarelos: Abel 57’ (Pampilhosense); Pedro 35’ e Rafael 45’ (União 1919)

 

Golos: Amândio 22’, Henrique 62’ e Guimar 90+4’

 

União 1919 - Pampilhosense 12ªJ 05-01-2020 2.JPG

 

Para o arranque de 2020 o Pampilhosense deslocava-se à Adémia, casa emprestada ao União 1919, com o intuito de dar seguimento aos bons resultados com que terminou 2019. Já o União 1919, um histórico de Coimbra, tentava somar pontos na luta pela manutenção neste que era o primeiro confronto da historia entre as duas instituições.

 

União 1919 - Pampilhosense 12ªJ 05-01-2020 3.JPG

 

A equipa serrana entrou mais determinada e a querer controlar as ações do jogo. Aos 12’ Abi Dju, na marcação de um livre, obrigou Guilherme a uma excelente defesa pela linha final e, na sequência do pontapé de canto, Henrique cabeceou para o guardião local ter, sobre a linha de baliza, nova defesa difícil. A vantagem pampilhosense acaba por surgir aos 22’, com Amândio a ter um brilhante lance individual e, bem do meio da rua, disparar um forte remate marcando um grande golo! O Pampilhosense manteve a mesma toada e aos 33’ poderia ter chegado ao segundo, Yekine conduziu um ataque rápido e isolou Henrique que rematou para boa intervenção de Guilherme. A reação do conjunto da casa aconteceu a partir daqui, mas de uma forma tímida, já que as oportunidades de golo foram nulas.

 

União 1919 - Pampilhosense 12ªJ 05-01-2020 4.JPG

 

Na segunda metade o conjunto do União 1919 entrou com vontade em discutir o resultado e assustou aos 58’, na sequência de um livre lateral tenso que levou a bola a passar na pequena sem qualquer desvio para a baliza. No entanto o conjunto visitante voltou a tomar as rédeas do jogo e Amândio torna a disparar da meia distância e assusta o guardião Guilherme. O golo da tranquilidade serrana acaba mesmo por surgir no minuto seguinte, depois de uma boa jogada coletiva, com Ricardo Figueiredo a soltar Amândio na esquerda e este a cruzar para Henrique surgir a concluir para o 2-0. Com uma vantagem mais tranquila o Pampilhosense relaxou um pouco e permitiu ao União 1919 algum espaço para visar, com maior perigo, a baliza de Kiko. Aos 65’ Palmeirão colocou largo para a entrada de Lousado que rematou de primeira por cima! Depois, aos 74’, nova ocasião de perigo para os da casa com Mário Brito a servir Zé Augusto para este desperdiçar ao rematar por cima. Sobre o minuto 90 o União 1919 têm a melhor oportunidade que resulta de uma oferta pampilhosense com Palmeirão, isolado pela direita, a rematar ao lado! Os da casa não marcaram e acabou por ser o Pampilhosense a fechar o marcador na ultima jogada do desafio, através de um canto que Guimar, de cabeça, deu a melhor conclusão.

 

União 1919 - Pampilhosense 12ªJ 05-01-2020 5.JPG

 

A formação serrana nunca perdeu o controlo do jogo e o golo de Amândio aos 22’ permitiu gerir as ações de uma forma mais pragmática e sem acelerar. Na segunda metade o segundo golo permitiu uma maior tranquilidade, talvez até em demasia, e o Pampilhosense tentou gerir o resultado de acordo com o relógio! O União 1919 aproveitou algum desleixo visitante e podia ter relançado o jogo, no entanto tal não aconteceu e o Pampilhosense ainda foi a tempo de aumentar a vantagem!

 

União 1919 - Pampilhosense 12ªJ 05-01-2020 7.JPG

 

Trabalho tranquilo da equipa de arbitragem.


Resultados:
Naval 1893 1-3 Vigor Mocidade
Pedro Lucas (Nav); Hugo Amado, Flávio e Marquinhos (VM)

 

Nogueirense 2-1 Lagares da Beira
Mário Jorge e Matheus Chaves (ADN); Luís Loureiro (LB)

 

União 1919 0-3 Pampilhosense
Amândio, Henrique e Guimar

 

Marialvas 3-0 Tourizense
Ivo Frasco (2) e Bita

 

Ançã FC 2-0 Eirense
João Neves e Hugo Parreiral

 

Vinha da Rainha 0-3 Tocha
Sané e Gil (2)

 

União FC 3-1 Académica SF
Silva e Costa (2) (UFC); Lauro (AAC SF)

 

Carapinheirense 0-0 Penelense

 

Classificação:

Class 12ªJ DH 05-01-2020.jpg

 

Próxima Jornada:
Tourizense – Naval 1893
Vigor Mocidade – Nogueirense
Pampilhosense – Lagares da Beira
Eirense – Marialvas
Académica SF – Ançã FC
Penelense – Vinha da Rainha
Tocha – União FC
União 1919 – Carapinheirense

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:54

PAMPILHOSENSE DE COMPETÊNCIA CHEGOU À GOLEADA

por ultraserranos4605, em 16.12.19

PAMPILHOSENSE - NOGUEIRENSE

Pampilhosense - Nogueirense 11ªJ DH 15-12-19 1.jp

 

11ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra
Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra
Assistência: cerca de 100 espetadores
Árbitro: Hugo Ventura
Assistentes: Telmo Carvalho e Diogo Martins
Ao intervalo: 4-0

 

Pampilhosense:
Cédric, Abel, Guimar, Abi Dju, Amândio, Yekine (Márcio Augusto 82’), Will, Miguel Barreto, Rodrigo Lima (Moacir 67’), Ricky e Henrique (Luís Ramos 86’).
Suplentes não utilizados: Kiko, Cristiano, Flávio Salgado e Ricardo Figueiredo
Treinador: Carlos Alegre

 

Nogueirense:
Sussu, Gouveia, David Almeida, Jota (Romeu 45+2), Matheus Batista, Hugo Duque, Pedro Tavares, Daycson, Wasaki, Matheus Chaves (Renato Oliveira 77’) e Igor (João B. 89').
Suplentes não utilizados: Dmitriy, Melo e Hélder.
Treinador: Daniel Santos

 

Ação disciplinar:
Amarelos: Ricky 38’ (Pampilhosense); Hugo Duque 38’ e Sussu 80’ (Nogueirense)

 

Golos: Ricky 3’ e 41’, Matheus Batista 12’ (PB) e Henrique 43’ e 76’ (Pampilhosense); Wasaki 70’ (Nogueirense).

 

Pampilhosense - Nogueirense 11ªJ DH 15-12-19 2.JP

 

No ultimo desafio de 2019 para Pampilhosense e Nogueirense ambas as equipas queriam acabar o ano da melhor forma e somar os três pontos em disputa. Mas a jogar em casa os serranos tinham algum favoritismo perante os homens de Nogueira do Cravo.

 

Pampilhosense - Nogueirense 11ªJ DH 15-12-19 3.JP

 

O conjunto da casa entrou forte no jogo e logo aos 3’, através de um ataque rápido, Amândio cruzou e Ricky, de cabeça, deu vantagem ao Pampilhosense. A equipa serrana não tirou o pé do acelerador e Henrique, aos 9’, fica perto do 2-0, valeu a intervenção de Sussu. No entanto, o segundo golo acabou mesmo por surgir pouco depois, aos 12’, com Abel a cobrar um livre lateral e Matheus Batista a introduzir a bola na própria baliza. Sem que o Nogueirense conseguisse reagir o Pampilhosense voltaria a fazer funcionar o marcador perto do intervalo por duas ocasiões, aos 41’ e aos 43’. Na primeira, e depois de uma oferta do Nogueirense, Ricky serviu Henrique e este retribuiu e ofereceu o golo a Ricky que concluiu com facilidade. Na segunda Henrique aproveitou mais uma oferta dos visitantes, arrancou para a baliza e fez o 4-0! Deste lance resultou a lesão grave de Jota (Nogueirense) que saiu do campo em maca forçando uma longa paragem no jogo!

 

Pampilhosense - Nogueirense 11ªJ DH 15-12-19 4.JP

 

Na segunda metade a equipa da casa geriu a vantagem no marcador e abrandou o ritmo. Fruto disso, e também de uma dupla oferta do Pampilhosense, o Nogueirense chega ao tento de honra através de Wasaki que rematou de fora da área e bateu Cédric que facilitou. O lance despertou o Pampilhosense que a partir daqui dispõe de várias ocasiões para dilatar o marcador. Aos 72’ Will atirou e Hugo Duque evitou o golo sobre a linha. Dois minutos depois Amândio cruzou e Henrique rematou à trave! Até que aos 76’ os serranos atingem a marca dos cinco golos, depois de Henrique ultrapassar dois adversários, entrar na grande área e rematar a contar! Até final o Pampilhosense ainda poderia ter dilatado o marcador mas Moacir, aos 79’, desperdiçou duas grandes penalidades (a primeira foi mandada repetir e ambas foram defendidas pelo guardião visitante), e perto do fim Márcio Augusto, à boca da baliza, cabeceou para defesa de Sussu.

 

Pampilhosense - Nogueirense 11ªJ DH 15-12-19 5.JP

 

A equipa do Pampilhosense resolveu o jogo ainda no primeiro tempo com quatro golos. Perante um Nogueirense que facilitou defensivamente o Pampilhosense que não se fez rogado às ofertas e com competência resolveu o desafio nos primeiros 45’. Na segunda metade aos serranos bastou gerir o resultado, mas o placar poderia ter sido ainda mais avolumado, mas foram desperdiçadas um punhado de boas ocasiões.

 

Trabalho regular da equipa de arbitragem.

 

Nota final para a lesão de Jota aparentemente com gravidade. Ao jogador do Nogueirense votos de rápidas melhoras.

 

Resultados:
Vigor Mocidade 3-2 Marialvas
Diogo Batista, Hugo Amado e fachada (VM); João Canita e Rafa Madeira (pb) (Mar)

 

Lagares da Beira 3-0 Naval 1893
Luís Paulo (2) e João Paulo (LB)

 

Pampilhosense 5-1 Nogueirense
Ricky (2), Matheus Batista (PB) e Henrique (2) (GDP); Wasaki (ADN)

 

Tourizense 0-0 Ançã FC

 

Eirense 2-1 União FC
João Marques e Tamble (UCE); Nino (UFC)

 

Tocha 2-2 Carapinheirense
Cadu (2) (UDT); Cleiton e Simão (CAC)

 

Académica SF 1-1 Vinha da Rainha
Bernardo (AAC SF); China (VR)

 

Penelense 2-0 União 1919
Penela e Pato

 

Classificação:

Class DH 11ªJ 15-12-19.jpg

 

Próxima Jornada:
Naval 1893 – Vigor Mocidade
Nogueirense – Lagares da Beira
União 1919 – Pampilhosense
Marialvas – Tourizense
Ançã FC – Eirense
Vinha da Rainha – Tocha
União FC – Académica SF
Carapinheirense – Penelense

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

JOGO ELETRIZANTE NO REGRESSO AOS TRIUNFOS!

por ultraserranos4605, em 09.12.19

PENELENSE - PAMPILHOSENSE

Penelense - Pampilhosense 10ªJ DH 08-12-19 1.jpg

 

10ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra
Parque Desp. de S. Jorge em Penela
Assistência: cerca de 80 espetadores
Árbitro: Telmo Galvão
Assistentes: Gonçalo Teixeira e Gonçalo Rosa
Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:
Cédric, Abel, Guimar, Abi Dju, Amândio, Ronaldo, Yekine, Will (Ricardo Figueiredo 90+3’), Rodrigo Lima (Moacir 67’), Henrique (Miguel Barreto 82’) e Ricky.
Suplentes não utilizados: Kiko, Cristiano, Márcio Augusto e Luís Ramos
Treinador: Carlos Alegre

 

Penelense:
Diogo Viseu, William, Bertier, Valdo (Nelson 35’), Diogo Azevedo, Pedro Penela, Danilo (Joel 75’), Pita, Loureiro, Wilson e Pato (Vinicius 65’).
Suplentes não utilizados: Cláudio, Rodrigo e Lucas
Treinador: Jorge Duarte

 

Ação disciplinar:
Amarelos: Will 19’, Abel 19’ e Ronaldo 43’ e 80’ (Pampilhosense); Penela 16’, Loureiro 37’ e 54’, Nelson 51’, Pita 53’ e William 90+3’ (Penelense).
Vermelhos: Ronaldo 80’ (pa) (Pampilhosense); Loureiro 54’ (pa) (Penelense)
Golos: Ricky 1’ e Moacir 79’ (Pampilhosense); Wilson 4’ (Penelense)

 

Penelense - Pampilhosense 10ªJ DH 08-12-19 2.JPG

 

Depois de dois jogos para o campeonato sem vencer e um afastamento da taça, o Pampilhosense viajava até Penela onde mora uma equipa moralizada pelo bom campeonato realizado até então e que, a jogar em casa, queria continuar na senda dos bons resultados.

 

Penelense - Pampilhosense 10ªJ DH 08-12-19 3.JPG

 

O arranque de jogo frenético! Logo no pontapé de saída o Pampilhosense lança a bola no ataque, Rodrigo Lima atira para defesa de Diogo Viseu e Ricky aproveita o ressalto para adiantar o Pampilhosense no marcador. A resposta do conjunto da casa não tardou e aos 4’, na sequência de uma boa abertura de Pita para a esquerda, Wilson surge solto e perante Cédric restabelece a igualdade. Estava dado o mote para uma emotiva partida de futebol! Os visitantes tentam reagir, mas foi o Penelense que voltou a criar perigo na marcação de um livre em jeito de canto curto, aos 23’, com William a surgir sozinho ao segundo poste a cabecear ao lado. Ate final do primeiro tempo o sinal “mais” coube ao conjunto de Pampilhosa da Serra que ficou muito perto do golo por duas ocasiões, valendo aos da casa duas boas defesas de Diogo Viseu. Na primeira situação, aos 26’, Ricky passa pelo meio de dois adversários e isolado remata forte para boa defesa do guardião da casa; pouco depois, aos 33’, foi Henrique a entrar dentro da grande área, ultrapassar um adversário e forçar Diogo Viseu a uma boa intervesão. O jogo foi para descanso com as equipas empatadas a uma bola.

 

Penelense - Pampilhosense 10ªJ DH 08-12-19 4.JPG

 

Na segunda metade houve ainda mais emoção e incerteza! Aos 54’ Loureiro abusou nos protestos e viu o segundo cartão amarelo, deixando o Penelense só com 10! Mas foi, curiosamente, a partir deste momento que os da casa surgiram mais perigosos e a colocar problemas maiores aos serranos! Aos 60’ Wilson surgiu com espaço dentro da grande área e rematou para defesa de Cédric! O Pampilhosense respondeu e Will, com muito espaço à entrada da grande área, rematou para defesa apertadíssima de Diogo Viseu! Mas mesmo com 10 o Penelense estava melhor e com ataques rápidos levava perigo à baliza de Cédric! Aos 73’ Vinícius, na direita, ultrapassa um adversário e entra na área a rematar cruzado com perigo! O jogo estava impróprio para cardíacos, muito intenso e disputado, até que aos 79’ Yekine tem um brilhante lance individual na direita e coloca a bola em Moacir que, ao primeiro poste, desvia com o pé e bate Diogo Viseu! Com o Pampilhosense em vantagem o jogo iria ganhar, ainda, mais emoção quando Ronaldo, aos 80’, recebe ordem de expulsão ao ver o segundo amarelo, ficando as duas equipas em igualdade numérica para os instantes finais! Dessa forma os da cassa arriscaram e Pita, num pontapé de ressaca, fica perto de restabelecer a igualdade, mas a bola roçou na trave da baliza de Cédric. Os serranos conseguiam suster o ímpeto do adversário e na ultima jogada do desafio até poderiam ter feito o 3-1 com Moacir a oferecer a Ricky a possibilidade de bisar, mas o capitão pampilhosense, na cara de Diogo Viseu, não dominou da melhor forma!

 

Penelense - Pampilhosense 10ªJ DH 08-12-19 5.JPG

 


Num emocionante jogo de futebol o Pampilhosense regressou aos triunfos. A primeira metade foi com sinal “mais” para as cores serranas mas o placar chegou ao intervalo empatado a um! Na etapa completar foi o Penelense, curiosamente com 10, que se mostrou mais atrevido! Aos poucos o Pampilhosense também começou a criar situações de perigo e voltou para a frente do marcador! Aos minutos finais, com as duas equipas em igualdade numérica, não faltou emoção e situações de perigo nas duas balizas, o Penelense a querer chegar ao empate e o Pampilhosense a tentar sair rápido para “matar” o jogo! Mas o resultado não se alterou.

 

Muitos erros do arbitro da partida Telmo Galvão que, foram de tal quantidade, não adianta enumerá-los!

 

Resultados:
Marialvas 2-1 Lagares da Beira
Ivo e João Maria (Mar); Loureiro (LB)

 

Naval 1893 2-2 Nogueirense
Jeremias (2) (Nav); Matheus (2) (ADN)

 

Penelense 1-2 Pampilhosense

Wilson (Pen); Ricky e Moacir (GDP)

 

Ançã FC 2-0 Vigor Mocidade
Rosas e André Gonçalo

 

União FC 1-0 Tourizense
Kiko

 

Carapinheirense 4-1 Académica SF
Carlos Santos, David, André e Cleiton (CAC); Bernardo (AAC SF)

 

Vinha da Rainha 1-1 Eirense
Paulito (VR); João Marques (UCE)

 

União 1919 1-1 Tocha
Ricardo (U19); Sassá (UDT)

 

Classificação:

Class DH 10ªJ 08-12-19.jpg

 

Próxima Jornada:
Vigor Mocidade – Marialvas
Lagares da Beira – Naval 1893
Pampilhosense – Nogueirense
Tourizense – Ançã FC
Eirense – União FC
Tocha – Carapinheirense
Académica SF – Vinha da Rainha
Penelense – União 1919

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:29

PAMPILHOSENSE FEZ POR MERECER MAIS!

por ultraserranos4605, em 02.12.19

PAMPILHOSENSE - NAVAL1893

Pampilhosense - Naval 1893 9ªDH 01-12-19 1.jpg

 

9ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra
Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra
Assistência: cerca de 100 espetadores
Árbitro: Diogo Silva
Assistentes: Luís Jesus e João Martins
Ao intervalo: 0-1

 

Pampilhosense:
Kiko, Abel, Guimar, Abi Dju, Amândio, Yekine, Will, Miguel Barreto (Moacir 63’), Ricardo Figueiredo (Rodrigo Lima 54’), Henrique e Ricky.
Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Gabriel Dias e Márcio Augusto
Treinador: Carlos Alegre

 

Naval 1893:
Pedro Mano, Silas, Copinho, Nogueira, Patrick (Amorim 29’), Maranata, Koki (Camarão 60’), César, João Vasco (Vítor 63’), Christian e Graça.
Suplentes não utilizados: Rui, Zé, Jeremias e Joshua
Treinador: José Godinho

 

Ação disciplinar
Amarelos: Yekine 90+4’ (Pampilhosense); Christian 34’ e Silas 52’ (Naval 1893)

 

Golos: Amândio 83’ (Pampilhosense); Copinho 40’ (Naval 1893)

 

Pampilhosense - Naval 1893 9ªDH 01-12-19 2.JPG

 

Para o jogo entre duas equipas colocadas geograficamente nos extremos do distrito, o Pampilhosense queria, com uma vitória, fazer esquecer a pesada derrota do jogo anterior. Já a Naval 1893 apresentava-se mais motivada pois vinha de uma vitória.

 

Pampilhosense - Naval 1893 9ªDH 01-12-19 5.JPG

 

Esteve melhor o conjunto da casa ao querer impor, desde cedo, o seu futebol mais técnico perante um adversário que tentava jogar um pouco mais na expectativa. Mas foi precisamente o conjunto que viajou desde da Figueira da Foz a dispor da primeira grande ocasião para inaugurar o marcador quando, aos 20’, têm um penalti a castigar uma mão na bola de Yekine e Graça, chamado a converter, faz brilhar Kiko com uma excelente defesa. Os serranos tinham mais bola, mas sem construir grandes ocasiões de perigo, com exceção aos 35’ com Henrique a disparar em velocidade e cruzar para Ricky falhar a emenda à entrada da pequena área. No entanto, aos 40’, a Naval 1893 vai chegar à vantagem na sequência de um canto, através de Copinho que, com um pouco de sorte à mistura, vê a bola embater no corpo e tomar o caminho da baliza.

 

Pampilhosense - Naval 1893 9ªDH 01-12-19 7.JPG

 

Na segunda metade os da casa tinham de correr atrás do prejuízo, e foi isso que aconteceu! Aos 64’, depois da marcação de um livre em forma de canto mais curto, Henrique surgiu sozinho a cabecear por cima do travessão. Pouco depois, aos 66’, Moacir aproveitou um ressalto e na cara de Pedro Mano rematou forte para defesa do guardião visitante. O Pampilhosense jogava melhor, criava vários lances de aperto para a turma da Figueira da Foz e o empate acaba mesmo por surgir, merecidamente, aos 83’: através da cobrança de um canto Amândio saltou ao “segundo andar” e cabeceou fulgurantemente para golo. A equipa serrana não tirou o pé do acelerador e foi em busca da cambalhota no marcador, perante uma Naval 1893 algo desgastada e preocupada em segurar, agora, o empate. E em período de compensação o Pampilhosense esteve muito perto da vitória por três ocasiões! Na primeira por Henrique que, bem posicionado à entrada da pequena área, cabeceou por cima; depois por Moacir que foi guloso e atirou para as mãos de Pedro Mano com Henrique sozinho para “encostar”; e por fim, no ultimo lance do jogo, através de Abi Dju a concluir de cabeça com perigo depois de um canto.

 

Pampilhosense - Naval 1893 9ªDH 01-12-19 6.JPG

 

Neste desafio a equipa serrana merecia bem mais do que o empate. Na primeira metade houve mais equilíbrio, embora com sinal mais para os da casa, para na segunda metade os serranos dominarem por inteiro e criarem várias situações de golo, perante uma Naval 1893 que tentou, com os seus argumentos, não regressar de mãos a abanar para casa.

 

Pampilhosense - Naval 1893 9ªDH 01-12-19 4 (1).JP

 

Tarde infeliz da equipa de arbitragem que cometeu inúmeros erros a vários níveis. Assinalou uma penalidade a favor da Naval 1893 por mão na bola de Yekine, mas depois, ainda no decorrer do primeiro tempo, houve mais duas situações semelhantes na grande área da equipa da Figueira da Foz em que não foi mantido o mesmo critério. Novo erro, entre tantos outros, aconteceu na segunda metade (51’) quando Henrique se preparava para ficar isolado e é derrubado por Silas. A infração é assinalada, mas sem a expulsão do defesa visitante, ou então deixar prosseguida a jogada dando a lei da vantagem, pois a bola sobrou para Will que ficou na cara de Pedro Mano.

 

 

Resultados:
Lagares da Beira 2-5 Ançã FC
Pedro Fonseca e Lima (LB); Neves, Bernardo, André Gonçalo, Válter e Pedro Alves (AFC)

 

Nogueirense 1-2 Marialvas
Matheus (ADN); Zé Rasteiro e Nicolas (Mar)

 

Pampilhosense 1-1 Naval 1893
Amândio (GDP); Copinho (Nav)

 

Vigor Mocidade 0-3 União FC
Silva e André santos (2)

 

Tourizense 2-3 Vinha da Rainha
Iniesta e Omar (GDT); China, Mário João e Dani (VR)

 

Académica SF 2-0 União 1919
Pacheco e João Vieira

 

Eirense 2-3 Carapinheirense
João Marques e Bernardo (UCE); Carlos Santos, Ricardo e Faria (CAC)

 

Tocha 3-3 Penelense
Fatia, Sané e João Silva (UDT); Pato e Vinicius (Pen)

 

Classificação:

Class 9ªJ DH 30-11-19.jpg

 

Próxima Jornada:
Marialvas – Lagares da Beira
Naval 1893 – Nogueirense
Penelense – Pampilhosense
Ançã FC – Vigor Mocidade
União FC – Tourizense
Carapinheirense –Académica SF
Vinha da Rainha – Eirense
União 1919 – Tocha

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:42

PAMPILHOSENSE VIVEU PESADELO NA PRAIA!

por ultraserranos4605, em 25.11.19

TOCHA - PAMPILHOSENSE

Tocha - Pampilhosense 8ªJ DH 24-11-19 1.jpg

 

8ª Jornada da Divisão de Honra da AF Coimbra
Complexo Desportivo da Tocha
Assistência: cerca de 150 espetadores
Árbitro: Eduardo Nunes
Assistentes: João Marques e João Calado
Ao intervalo: 4-0

 

Pampilhosense:
Kiko, Abel, Guimar, Abi Dju, Flávio Salgado (Henrique 51’), Ronaldo, Yekine, Miguel Barreto (Will 57’), Ricardo Figueiredo (Moacir 57’), Amândio e Ricky.
Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Márcio e Rodrigo Lima
Treinador: Carlos Alegre

 

Tocha:
Hélio, Gravato, Kanu, Mateus, Juninho, Joel (Sássa 61’), Guimba, Fatia, João Silva (Cadu 68’), Gil e Sané (Gonçalo Nunes 68’).
Suplentes não utilizados: Diogo, Curto, Tiago Conceição e Manel
Treinador: Davide Dias

 

Ação disciplinar
Amarelos: Ronaldo 45’ e Abi Dju 73’ (Pampilhosense); Joel 35’, Cadu 78’ e Sassá 61 (Tocha)

 

Golos: Henrique 65’ (Pampilhosense); Sané 7’, Gil 18’ e 21’, Fatia 28’ e 59’ e Gravato 83’ (Tocha)

 

Tocha - Pampilhosense 8ªJ DH 24-11-19 2.JPG

 

Na viagem mais longa do campeonato o Pampilhosense deslocava-se à Tocha onde mora o líder do campeonato. Os serranos ambicionavam levar de vencida a formação da casa, algo que já fizeram nesta temporada, em jogo a contar para a taça.

 

Tocha - Pampilhosense 8ªJ DH 24-11-19 3.JPG

 

Foi um desafio desastroso por parte da turma serrana que viu o seu adversário, na primeira meia hora, marcar por quatro vezes e arrumar com a partida. Logo aos 7’ Fatia surgiu com espaço a rematar para boa defesa de Kiko e, na recarga, surgiu Sané a fazer o primeiro. Aos 18’ surgiu o segundo tento dos da casa, recuperação de bola no meio campo, que parece ter sido com falta, e Sané ultrapassa um adversário e oferecer o golo a Gil. O Pampilhosense não estava a ser capaz de responder! Os serranos conseguiam ter alguma bola, mas sempre que a perdiam a reação era nula e o Tocha fazia o que queria! Aos 21’ surge o 3-0 num lance que começa num pontapé de baliza de Kiko, com o vento forte a bola ficou curta e Sané ganhou de cabeça e isolou Gil que rematou cruzado com sucesso. O pesadelo serrano ficou ainda mais negro aos 28’, Gil aproveitou uma sobra e atirou a contar! No primeiro tempo o único lance de registo pampilhosense aconteceu aos 32’, na sequencia de um livre lateral, com Ronaldo a cobrar tenso e Hélio a responder com uma boa intervenção.

 

Tocha - Pampilhosense 8ªJ DH 24-11-19 4.JPG

 

Na segunda parte os serranos queriam dar uma imagem diferente, mas foi o Tocha a ter mais motivos de festa, com Sané a trabalhar bem na esquerda e cruzar atrasado para Fatia rematar para o fundo da baliza (59’). O Pampilhosense reduziu para 5-1 aos 65’, através de uma boa jogada de entendimento entre Moacir e Henrique com o primeiro a isolar o segundo e este a atirar cruzado para o golo de honra dos serranos. O Tocha, não satisfeito com os números da goleada, teve mais algumas ocasiões para marcar e Gravato, aos 83’, fez o resultado final depois de um ataque rápido concluído com um belo remate.

 

Foi um jogo negro para a equipa do Pampilhosense. Um resultado muito pesado para as hostes serranas que, assim, interrompem a tentativa de recuperação na classificação.

 

O trio de arbitragem, sem qualquer influência no resultado, teve um trabalho fraco e com muitos erros.


Resultados:
Ançã FC 4-1 Nogueirense
Valter Silva (2), André Gonçalo e João Neves (AFC); Mateus Batista (ADN)

 

Marialvas 2-3 Naval 1893
Xavi e Bita (Mar); Nogueira, César e Graça (Nav)

 

Tocha 6-1 Pampilhosense
Sané, Gil (2), Fatia (2) e Gravato (UDT); Henrique (GDP)

 

União FC 1-3 Lagares da Beira
Bernardo (UFC); Diogo Costa, Pedro e Nuno Silva (LB)

 

Vinha da Rainha 0-2 Vigor Mocidade
Fachada e Estanqueiro

 

União 1919 0-0 Eirense

 

Carapinheirense 4-1 Tourizense
Hugo Oliveira, Lavrador e Cleiton (2) (CAC); Iniesta (GDT)

 

Penelense 3-0 Académica SF
Rhuab, Wilson e Pita

 

Classificação:

Class 8ªJ DH 24-11-19.jpg

 

Próxima Jornada:
Lagares da Beira – Ançã FC
Nogueirense – Marialvas
Pampilhosense – Naval 1893
Vigor Mocidade – União FC
Tourizense – Vinha da Rainha
Académica SF – União 1919
Eirense – Carapinheirense
Tocha – Penelense

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32

GOSTO AMARGO NA SAIDA NOS PENALTIS

por ultraserranos4605, em 18.11.19

PAMPILHOSENSE - VIGOR MOCIDADE

Pampilhosense - Vigor Mocidade Oitavos final Taça

 

Oitavos de Final da Taça AF Coimbra
Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra
Assistência: cerca de 100 espetadores
Árbitro: Pedro Tomás
Assistentes: João Abreu e Miguel Soares
Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:
Kiko, Abel, Guimar, Abi Dju, Flávio Salgado (Moacir 105’), Ronaldo, Yekine (Will 64’), Miguel Barreto (Rodrigo Lima 97’), Ricardo Figueiredo (Henrique 61’), Amândio e Ricky.
Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano e Márcio Augusto
Treinador: Carlos Alegre

 

Vigor Mocidade:
João Cruz, Portugal (Estanqueiro 66’), Samuel, Eric, Tiago Gomes (Diogo Barreto 120’), Amaral, Diogo Batista (Marco 113’), Fachada, Paganini, Rafa (Marcos 57’) e Hugo Amado.
Suplentes não utilizados: Manu, Bernardo e João Teixeira
Treinador: Rafael Silva

 

Ação disciplinar:
Amarelos: Yekine 32’, Ronaldo 70’, Flávio Salgado 82’, Guimar 110’, Henrique 119’ e Ricky 120’ (Pampilhosense); Rafa 37’ e Amaral 96’ (Vigor Mocidade)

 

Penaltis:
Ricky, Abel, Guimar, Amândio (falhou) e Ronaldo (falhou) (Pampilhosense); Hugo Amado, Amaral, Estanqueiro e Diogo Barreto (Vigor Mocidade)

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade Oitavos final Taça

 

Pampilhosense e Vigor Mocidade era um dos jogos mais quentes desta ronda da taça. As duas equipas com pretensões na prova queriam seguir em frente, mas um tinha que ficar pelo caminho.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade Oitavos final Taça

 

Entrou muito bem o conjunto da casa que nos primeiros minutos levou perigo à baliza de João Cruz através da meia distância. Logo aos 3’ Amândio rematou e fez a bola passar muito perto do poste esquerdo da baliza; aos 5’ foi Abel a cruzar de forma traiçoeira obrigando João Cruz a aplicar-se com defesa para a trave e, aos 15’, novamente Amândio a rematar de longe e João Cruz a responder com uma excelente intervenção. A equipa do Vigo Mocidade não conseguia responder com situações de golo e o Pampilhosense voltaria, aos 43’, a estar perto de marcar depois de uma boa jogada com Ricardo Figueiredo a servir Ricky para este concluir obrigar João Cruz a mais uma bela intervenção. Ao intervalo o nulo era um resultado injusto para as hostes serranas.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade Oitavos final Taça

 

Na segunda metade o Vigor Mocidade tentou dar um ar da sua graça, mas primeiro foi o Pampilhosense, uma vez mais, aos 62’, a estar perto de marcar através de Henrique que, acabado de entrar e à entrada da pequena área, rematou ao lado. Foi preciso esperar até aos 68’ para se assistir ao primeiro lance de perigo por parte dos forasteiros, com Hugo Amado, de livre direto, obrigar a Kiko a uma defesa atenta. O jogo entrou numa fase um pouco mais dividida e, em muitos momentos, partido, mas o 90’ chegaram sem golos e as equipas foram para tempo extra.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade Oitavos final Taça

 

Nessa fase a primeira situação de perigo surgiu aos 107’, para o Vigor Mocidade, e novamente de bola parada, já que em lances corridos os visitantes não conseguiam construir oportunidades de golo. Novamente através dos pés de Hugo Amado que cobrou um livre direto e Kiko, atento, fez uma excelente defesa. O jogo caminhava a passos largos para as grandes penalidades mas antes, aos 119’, surge o caso do jogo com Henrique a entrar dentro da grande área e, com a pressão de dois defesas contrários e do guardião João Cruz, é derrubado sem que seja assinalada qualquer infração.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade Oitavos final Taça

 

Sendo assim e depois de 120’ sem golos, a eliminatória teve de ser decidida nas grandes penalidades e, da marca do 11m, o Vigor Mocidade foi mais competente ao não falhar nenhuma, enquanto o Pampilhosense atirou duas ao lado! Os visitantes venceram por 4-3!

 

Um resultado amargo para as hostes serranas já que foi o Pampilhosense quem melhor esteve ao longo dos 120’. Perante um Vigor Mocidade com bons valores individuais, mas que em muitos momentos jogou mais na expetativa, com um bloco mais baixo e em busca de explorar os ataques rápidos e erros do adversário. A turma da casa não conseguiu marcar, os visitantes também não e a eliminatória acabou por ser decidida nas grandes penalidades, onde o Vigor Mocidade foi mais competente.

 

Não foi uma tarde feliz para Pedro Tomás e seus assistentes! O trio de arbitragem errou muito, em prejuízo das duas equipas, mas há dois lances capitais em que os serranos têm mais razões de queixa. Aos 37’ Rafa têm uma entrada muito dura sobre Ronaldo que poderia perfeitamente ter valido o cartão vermelho! Só resultou em amarelo e poucos minutos depois, o mesmo jogador, evita um ataque promissor do adversário cortando a bola com o braço, nesse lance ficou por mostrar o segundo amarelo! No ultimo minuto do encontro, no lance de maiores protestos, Henrique entrou na área, é pressionado por dois defesas contrários e derrubado por uma entrada tempestiva do guarda-redes João Cruz! Pedro Tomás nada assinalada e ainda teve o desplante de admoestar o jogador serrano com amarelo por simulação!

 

Resultados:
Mocidade FC 1-3 Os Marialvas

Naval 1893 3-2 Nogueirense

Lagares da Beira 5-1 União 1919

Eirense 3-2 Poiares (ap)

Ançã FC 4-2 Brasfemes

Vinha da Rainha 0-3 Carapinheirense

Pampilhosense (3) 0-0 (4) Vigor Mocidade (GP)

Cova Gala 1-2 Penelense

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:23

BOA EXIBIÇÃO PARA A SEGUNDA VITÓRIA SEGUIDA

por ultraserranos4605, em 11.11.19

PAMPILHOSENSE - MARIALVAS

Pampilhosense - Marialvas 7ªJ DH 10-11-19 1.jpg

 

7ª Jornada da Divisão de Honra da AF Coimbra
Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra
Assistência: cerca de 100 espetadores
Árbitro: André Rodrigues
Assistentes: Luís Tavares e Fernando Gouveia
Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:
Kiko, Abel, Guimar, Abi Dju, Flávio Salgado (Will 68’), Yekine (Henrique 76’), Ronaldo, Miguel Barreto, Amândio, Ricardo Figueiredo (Moacir 68’) e Ricky.
Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Rodrigo Lima e Luís Ramos
Treinador: Caros Alegre

 

Marialvas:
Rodrigo, Freire, Alex, Gabi, Rochinha, João Catarino, Bita, Cheick, Veríssimo (Ivo Frasco 56’), Zé Rasteiro (Xavi 56’) e Pele (Pedro Catarino 74’).
Suplentes não utilizados: Neto, Miguel neves, João Neves e Cláudio
Treinador: Paulo Taraio

 

Ação disciplinar:
Amarelos: Ronaldo 16’ e Amândio 70’ (Pampilhosense); João Catarino18’ e Rochinha 68’ (Marialvas)

 

Golos: Henrique 85’

 

Pampilhosense - Marialvas 7ªJ DH 10-11-19 2.JPG

 

Depois do triunfo na jornada anterior o Pampilhosense queria repetir a receita perante um Marialvas que está a realizar um bom arranque de campeonato. Esperava-se um bom jogo de futebol, apesar do frio e da chuva que se fazia sentir em Pampilhosa da Serra.

 

Pampilhosense - Marialvas 7ªJ DH 10-11-19 3.JPG

 


A equipa serrana, a jogar em casa, começou a querer tomar as rédeas do desafio, perante um Marialvas a jogar mais na expetativa. Com o jogo muito amarrado o primeiro sinal de perigo só surgiu aos 34’, quando Bita recebeu um passe atrasado e de fora da grande área disparou um remate que levou a bola a passar muito perto do poste esquerdo da baliza de Kiko. Os homens da casa responderam no minuto seguinte com Abel, na cobrança de um pontapé de canto traiçoeiro, a acertar no poste. O Pampilhosense voltou a criar perigo na reta final do primeiro tempo, aos 43’, com Amândio a disparar para uma boa defesa do guardião Rodrigo.

 

Pampilhosense - Marialvas 7ªJ DH 10-11-19 4.JPG

 

O segundo tempo abriu com uma grande ocasião de golo para a equipa forasteira, Veríssimo lançou longo nas contas da defensiva pampilhosense onde surgiu Pelé que, sozinho, rematou para defesa de Kiko. A partir daqui os serranos foram mais mandões, com a estratégia do Marialvas a passar por tentar explorar rápidas jogadas de ataque e com alterações feitas para esse intuito. Aos 54’ Amândio entrou na grande área e, assim que ganhou espaço, rematou com selo de golo, valeu aos forasteiros Alex que, sobre a linha, evitou a festa dos homens da casa. Aos 63’ o jogador pampilhosense volta a estar em destaque, cheio de confiança Amândio disparou, bem do meio da rua, um forte remate que embateu com estrondo no poste esquerdo da baliza de Rodrigo. A pressão pampilhosense intensificava-se e, as 77’, Abi Dju, de livre direto, rematou para boa defesa de Rodrigo. Até que na parte final do encontro, aos 85’, a turma pampilhosense vai chegar ao golo da vitória: Abel rematou de fora da grande área, Rodrigo não defendeu à primeira e Henrique, oportuno, concluiu com êxito.

 

Pampilhosense - Marialvas 7ªJ DH 10-11-19 5.JPG

 

A equipa do Pampilhosense realizou uma boa partida, perante um Marialvas que veio a Pampilhosa da Serra com a lição bem estuda. Por tudo que aconteceu no terreno de jogo a vitória assenta bem aos serranos, já que foram a equipa que mais arriscou na parte decisiva da partida.

 

Boa arbitragem.

 

Resultados:
Nogueirense 1-0 União FC

 

Naval 1893 0-3 Ançã FC
André Gonçalo, Pepe e João Rosas

 

Pampilhosense 1-0 Marialvas
Henrique

 

Lagares da Beira 3-1 Vinha da Rainha

 

Vigor Mocidade 0-2 Carapinheirense
Hugo Oliveira e Cleiton

 

Eirense 1-2 Penelense
Tamble (UCE);

 

Tourizense 1-2 União 1919
Alvaro (GDT); Mário Brito (2) (U19)

 

Académica SF 0-2 Tocha
Fatia e Sané

 

Classificação:

Class 7ªJ DH 09-11-19.jpg

 


Próxima Jornada:
Ançã FC – Nogueirense
Marialvas – Naval 1893
Tocha – Pampilhosense
União FC – Lagares da Beira
Vinha da Rainha – Vigor Mocidade
União 1919 – Eirense
Carapinheirense – Tourizense
Penelense – Académica SF

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:52


. ............ . . .

.