Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mostra a Tua Alma Serrana!


ANÁLISE DA TEMPORADA PAMPILHOSENSE

por ultraserranos4605, em 15.05.18

Caiu o pano sobre a temporada da equipa do Pampilhosense, aquela que foi uma época atípica e difícil, em que a turma serrana foi forçada a andar com a “casa as costas”! Os incêndios de outubro trouxeram uma realidade inédita ao dia-a-dia do clube, que desde então se viu impossibilitado de utilizar o seu campo para a realização de jogos, assim como interferir no planeamento das unidades de treino a aplicar aos atletas. Desde dessa data a equipa teve de realizar quase 30 treinos fora de casa, e todos os jogos (13) na mesma condição. Na condição de visitado a equipa serrana ainda conseguiu utilizar o seu terreno por 3 ocasiões (uma delas para a Taça AFC), mas depois foi necessário recorrer a outros terrenos: Moinhos (5 desafios), Pedrogão Grande (4), Miranda do Corvo (2) e Góis (2). São números que comprovam a difícil realidade que a equipa pampilhosense enfrentou ao longo de quase toda a época, situação atenuada com os resultados desportivos que no final foram os melhores de sempre.

 

Pampilhosense 17-18 min2.JPG

 

No campeonato a equipa do Pampilhosense conseguiu a melhor classificação de sempre, ao conseguir um fantástico quarto lugar com 52 pontos (a melhor pontuação num campeonato com 16 equipas), resultado de 15 vitórias, 7 empates e 8 derrotas, 45 golos marcados e 33 sofridos. Na primeira volta a equipa somou 25 pontos, embora tivesse perdido apenas por duas ocasiões, e estava classificada na sexta posição, a apenas um ponto de distância do terceiro lugar. O arranque da segunda volta não foi o melhor, com a equipa a somar 3 derrotas nos 4 jogos iniciais. Mas depois o Pampilhosense arrancou para uma incrível série (a melhor de sempre nesta divisão) de 7 triunfos consecutivos, que deixou a equipa quase com quarto lugar assegurado e em boa posição para chegar ao terceiro posto, o que acabou por não se verificar na reta final, já que nos últimos dois encontros a equipa não somou nenhum ponto quando precisava de quatro. Nesta segunda fase do campeonato a equipa conquistou 27 pontos, mais 2 que na primeira metade. Também a prestação fora de casa foi equilibrada em termos de pontos conquistados. Apesar da equipa só ter utilizado o seu campo em duas ocasiões para o campeonato, o Pampilhosense conseguiu amealhar 27 pontos na condição de visitado, 8 vitórias, 3 empates e 4 derrotas. Fora de casa o numero foi ligeiramente menor, 25 pontos, resultado de 7 vitórias, 4 empates e também 4 derrotas.

 

No total esta foi uma excelente prestação, que só foi possível porque os 20 atletas que do plantel serrano se transcenderam e transformaram todas as fraquezas e dificuldades em forças, conseguindo dignificar e honrar a camisola verde e preta em todos os campos do distrito que pisaram. O grupo foi o grande obreiro desta prestação.

 

Relativamente á Taça AF Coimbra, na primeira eliminatória foram realizados apenas dois encontros, e calhou em sorte à equipa do Pampilhosense realizar um desses dois desafios, e logo frente ao Condeixa. A equipa do Condeixa tinha iniciado a época bem mais cedo, em virtude da participação na Taça de Portugal. Essa melhor preparação física, aleada a enorme qualidade individual e colética da equipa, acabariam por ser determinantes para afastar o Pampilhosense de um dos grandes objetivos da temporada logo na fase inaugural. O Pampilhosense perdeu por 2-1 em Pampilhosa da Serra.

 

Numero de Jogos:

No total a equipa realizou 31 encontros, 30 para o Campeonato e 1 para a Taça AFC. Só dois atletas participaram em todos os jogos, foram eles Duda e Miguel Barreto.

 

Miguel Barreto 4 min.JPG

O médio Miguel Barreto foi um dos dois atletas a estar em campo nos 31 jogos disputados.

 

31 Jogos – Duda e Miguel Barreto

30 Jogos – Renato e Rafa

29 Jogos – Will, Ricky e Curica

28 Jogos – Simão

26 Jogos – Amândio, Seco

25 Jogos – Cédric

24 Jogos – Dias

21 Jogos – Ronaldo

20 Jogos – Ratana

15 Jogos – Abel e Carapau

7 Jogos – Gravata

6 Jogos – Kiko

5 Jogos – Rola

3 Jogos – Cristiano

 

Minutos Jogados:

Relativamente aos minutos disputados por cada atleta ao longo da temporada, Duda volta a figurar no topo da lista, com 2715m. Não muito longe surge outro defesa, Renato, que sendo um dos elementos mais velhos do plantel somou 2689m.

 

Duda 1 min.JPG

O defesa Duda, com 22 anos, foi a atleta com mais minutos.

 

Duda – 2715m

Renato – 2689m

Rafa – 2612m

Ricky – 2596m

Seco – 2260m

Cédric – 2250m

Curica – 2136m

Amândio – 1951m

Simão – 1930m

Miguel Barreto – 1602m

Will – 1544m

Carapau – 1331m

Ronaldo – 1238m

Abel – 1097m

Ratana – 1007m

Dias – 811m

Kiko – 540m

Rola – 304m

Cristiano – 189m

Gravata – 157m

 

Numero de Golos:

Curica foi o jogador que mais golos marcou com um total de 12 tentos. Uma marca atingida precisamente no ultimo desafio, já que, à partida para a derradeira ronda, Curica e Simão estavam com o mesmo numero de golos: 11.

 

Curica + Simão min.jpg

 O jovem ponta-de-lança, de 21 anos, conseguiu 12 remates certeiros, seguido de muito perto por Simão com 12.

 

12 Golos – Curica

11 Golos – Simão

4 Golos – Dias e Ratana (3C; 1T)

3 Golos – Ricky

2 Golos – Amândio, Duda e Will

1 Golo – Renato, Rola, Seco, Rafa e Miguel Barreto

Autogolos – 1

 

Numero de Assistências:

O jogador mais experiente e com mais idade (34) da equipa, Ricky, foi a atleta que mais vezes assistiu os seus companheiros para golo. Simão também surge bem colocado neste dado estatístico.

 

Ricky 3 min.JPG

Ricky voltou a estar a bom plano nesta temporada e foi quem mais vezes assistiu os seus companheiros para golo.

 

6C – Riky

3C 1T – Simão

3C – Amândio e Ronaldo

2C – Seco, Rafa, Miguel Barreto, Ratana e Dias

1C – Duda, Will e Curica

 

Esta temporada do Pampilhosense só foi possível com a solidariedade e ajuda de muitas instituições, que disponibilizaram as suas instalações para que a equipa realizasse os seus jogos de visitado e os treinos necessários. Obrigado! Foram elas:

Pela cedência das instalações para jogos e treinos:

 - GD Moinhos (local onde foram realizados o maior numero de jogos)

- Câmara Municipal de Pedrogão Grande e Rec. Pedroguense

- Câmara Municipal de Miranda do Corvo e Mirandense

- Câmara Municipal de Góis e ADRC Góis

 

Pela cedência e disponibilidade para a realização de treinos:

- Ac. Gândaras, Vit. Sernache, Oleiros, FC Pampilhosa, Esperança, Figueiró dos Vinhos e Sp. Pombal.

 

Fique agora com alguns dos momentos da época do Pampilhosense em vídeo:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:51

DESPEDIDA COM DERROTA

por ultraserranos4605, em 14.05.18

PAMPILHOSENSE - MARIALVAS

Pampilhosense  - Marialvas ultima J DH 13-05-18 0.

 

Ultima Jornada da divisão de Honra AF Coimbra

Campo das Lapas em Moinhos

Assistência: cerca de 60 espetadores

Árbitro: Fábio Mendes

Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:

Kiko, Abel, Carapau, Cristiano, Rola (Simão 45’), Gravata (Duda 75’), Will, Miguel Barreto (Dias 65’), Seco, Ratana e Curica.

Suplentes não utilizados: Cédric, Ronaldo, Rafa e Duarte.

Treinador: Carlos Alegre

 

Marialvas:

Tiago, JP, Coelho, Gabi, Rochinha, Bita, Branca (Ivo 59’), João Maria, Rodrigo, Silva (Fred 59’) e Xano (Hiago 71’).

Suplentes não utilizados: Neto, Samuel, Arlindo e Diogo.

Treinador: Luís Augusto

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Ratana 67’ e Abel 86’ (Pampilhosense); Xano 43’ (Marialvas).

 

Golos: Curica 33m (Pampilhosense); Branca 3’, Xano 65’ e Fred 88’ (Marialvas)

 

Pampilhosense  - Marialvas ultima J DH 13-05-18 1.

 

Caiu o pano sobre o campeonato distrital da Divisão de Honra AFC. Na ultima partida do campeonato, que em termos de classificação para o Pampilhosense nada mudaria fosse qual fosse o resultado, as duas equipas queriam terminar da melhor forma a temporada, sendo que o Marialvas, já com a manutenção assegurada, ainda ambicionava escalar mais alguns lugares na classificação.

 

Pampilhosense  - Marialvas ultima J DH 13-05-18 2.

 

E foi a equipa que viajou desde Cantanhede que melhor entrou no encontro, com um golo madrugador, aos 3’ , através de Branca que rematou cruzado e colocado, de fora da grande área, para o fundo da baliza de Kiko. A equipa serrana respondeu pouco depois, aos 7’, também da meia distância, com Abel a atirar forte para uma boa defesa do guardião adversário Tiago. Guardião que iria ficar muito mal na fotografia, aos 33’, ao facilitar e de forma inexplicável a não garrar uma bola que estava em sua posse, Curica acreditou e aproveitou a distração para empatar o encontro. O empate já se justificava e o intervalo chegou com esse resultado.

 

Pampilhosense  - Marialvas ultima J DH 13-05-18 3.

 

No arranque da segunda metade foi a equipa de Pampilhosa da Serra a estar melhor, e parecia que iria arrancar para o triunfo. O primeiro sinal de perigo surgiu aos 49’, depois de Seco cruzar largo e Simão, ao segundo poste, perder de forma incrível a oportunidade para fazer golo. O Marialvas ainda tentou sacudir a pressão através de um remate algo perigoso de Fred, de fora da área, aos 61’. Foi um pequeno aviso e, contra a corrente do jogo, num lance de ataque rápido, o Marialvas volta à vantagem no marcador com Xano a surgir isolado a rematar de pronto surpreendendo o guarda-redes Kiko. Em desvantagem no marcador o Pampilhosense arriscou tudo no ataque, conseguiu algumas situações em que poderia ter feito melhor, mas foi o Marialvas que na reta final voltou a criar perigo por duas ocasiões, ambas de bola parada. A primeira, aos 87’, com Ivo a rematar de livre direto para uma boa defesa de Kiko, na segundo, também de livre direto, Hiago atirou forte, Kiko teve dificuldades para segurar e Fred na recarga o 3-1. Já em período de compensação, aos 92’, o Pampilhosense poderia ter reduzido, primeiro por intermédio de Duda que cabeceou para uma boa defesa de Tiago, na sequência do canto Carapau atirou de primeira e acertou no poste da baliza de Tiago.

 

Pampilhosense  - Marialvas ultima J DH 13-05-18 4.

 

Num jogo em que qualquer resultado nada alterava a nível classificativo, o Pampilhosense foi uma equipa sem o fulgor de outros momentos da temporada, mas mesmo assim, poderia ter alcançado um resultado diferente e terminar de outra forma. O Marialvas acabou por demonstrar maior “querer” e com isso somou os três pontos que permitem à equipa subir e terminar o campeonato na décima posição. Já o Pampilhosense termina no quarto posto, a melhor classificação de sempre do clube.

 

O trio de arbitragem teve alguns erros ao longo do encontro.

 

Pampilhosense  - Marialvas ultima J DH 13-05-18 55

 

Foi preciso esperar pela última jornada para se conhecer o novo campeão da divisão de honra. O Oliv. Hospital foi à Carapinheira vencer e assegurar o tão ambicionado titulo. Parabéns à equipa e a toda estrutura do Oliv. do Hospital. Desejamos à turma de Oliveira do Hospital boa sorte para a próxima temporada no Campeonato de Portugal. Uma palavra de conforto para Febres e Vinha da Rainha, as duas equipas despromovidas, a quem desejamos um rápido regresso ao convívio dos grandes da distrital de Coimbra.

 

Resultados:

Lagares da Beira 1-0 Tourizense

Coutinho

 

Vinha da Rainha 1-3 Vigor Mocidade

Rui Soares (VM); Serginho, Joeano e Henrique (VM)

 

União F 0-2 Condeixa

Cooper e Crachat

 

Pampilhosense 1-3 Marialvas

Curica (GDP); Branca, Xano e Fred (Mar)

 

Académica SF 0-0 Tocha

 

Ançã FC 2-0 Febres

Hugo Parreiral (2)

 

Eirense 3-1 Penelense

Marques, Fábio e Carlos (UCE); Diogo Teixeira (Pen)

 

Carapinheirense 0-2 Oliv. Hospital

Fred e Rui Pereira

 

Classificação Final:

Class Ultima J DH 13-05-18.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08

PAMPILHOSENSE NOMEADO PARA OS PRÉMIOS DESPORTO

por ultraserranos4605, em 12.05.18

Num ano muito difícil para o Pampilhosense, surge mais um reconhecimento da excelente prestação da equipa sénior no campeonato da divisão de honra da AFC, com uma honrosa nomeação para os Prémios Desporto do jornal As Beiras na categoria de Prémio Clube. Assim, até dia 15 de maio, vocês podem votar aqui para o Pampilhosense vencer esta distinção, o que seria o coroar de uma época desportiva muito positiva.

 

32191554_1841119199243583_2043204440508334080_n.jp

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:27

DESINSPIRAÇÃO COLETIVA

por ultraserranos4605, em 07.05.18

TOURIZENSE - PAMPILHOSENSE

Tourizense - Pampilhosense 29ªJ DH 05-05-18 1.jpg

 

29ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Tabua

Assistência: cerca de 60 espetadores

Árbitro: Gonçalo Ribeiro

Auxiliares: Rodrigo Pais e Jorge Martins

Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Abel (Ratana 58’), Duda, Renato, Seco, Rafa, Ronaldo, Miguel Barreto (Will 61’), Simão, Amândio (Gravata 74’) e Ricky.

Suplentes não utilizados: Kiko, Cristiano, Rola e Curica.

Treinador: Carlos Alegre

 

Tourizense:

Edoa, Leandro (Renato 63’), Dami, Dong, Dylan, Babelle (Dacks 54’), Tak, Hélio, Jorge (Abel 78’), Naldo e Cadu.

Suplentes não utilizados: Kiko, Mateus, Vitor e Ricardo.

Treinador: Manuel Pinho

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Renato 91’ (Pampilhosense); Edoa 42’ (Tourizense)

 

Golos:

Naldo 69’ GP

 

Tourizense - Pampilhosense 29ªJ DH 05-05-18 2.JPG

 

A duas jornadas do final a equipa do Pampilhosense tinha uma deslocação complicado a casa (emprestada) do Tourizense, com o objetivo de somar pontos que permitissem manter acesa a possibilidade do terceiro posto da geral na ultima jornada. Do outro lado estava um Tourizense bem longe das expetativas iniciais da temporada, e que queria se despedir dos seus adeptos com um triunfo.

 

Tourizense - Pampilhosense 29ªJ DH 05-05-18 3.JPG

 

Foi um jogo em que a equipa de Touriz teve mais bola, em buca de chegar ao golo, contrapondo com um Pampilhosense a jogar mais na expetativa e com o objetivo de ter o jogo em seu controlo. O primeiro sinal de grande perigo surgiu aos 34’, para a equipa de Touriz, através de Cadu que, na esquerda, ultrapassou um adversário e rematou para uma defesa difícil de Cédric. A equipa do Tourizense voltaria a assustar à passagem dos 4’, desta feita da meia distancia, com um remate forte e colocado de Dong que levou a bola a passar junto ao vértice superior direito da baliza de Cédric.  Chegou o intervalo sem haver alterações no placard.

 

Tourizense - Pampilhosense 29ªJ DH 05-05-18 4.JPG

 

Na segunda metade o cariz do jogo não se alterou muito. O Pampilhosense parecia manter o encontro controlado, mas com algumas dificuldades para explorar as rápidas saídas para o ataque, a equipa não conseguia ser perspicaz e faltava algum critério. E do outro lado continuava um Tourizense mais atrevido. Até que aos 67’, numa jogada pelo centro do terreno, Hélio ganhou um ressalto e com pressão de Duda e Cédric o jogador do Tourizense cai na grande área e o árbitro assinala pontapé de penalti.  Para a conversão foi chamado Naldo que não perdoou e colocou o Tourizense em vantagem. Em desvantagem o Pampilhosense reagiu, e aos 71’, na sequencia de um livre, a equipa serrana quase chega ao empate com o que seria um autogolo do conjunto da casa. Mais com o coração do que com cabeça, o Pampilhosense tentava alterar o rumo dos acontecimentos, enquanto o Tourizense respondia e ameaçava de forma perigosa com rápidas jogadas de ataque. Já em período de compensação, aos 92’, a turma de Touriz quase aumentou a vantagem depois de Cédric não segurar um remate de um livre e Hélio na recarga, na pequena área, a rematar por cima.

 

Tourizense - Pampilhosense 29ªJ DH 05-05-18 5.JPG

 

Foi um encontro em que a equipa de Pampilhosa da Serra tentou controlar, mas um pontapé de penalti acabou por desmoronar a estratégia serrana. Quase sempre bem a nível defensivo, faltou maior e melhor critério a nível ofensivo para construir claras oportunidades de golo. Do outro lado esteve um Tourizense mais perigoso e sempre com a baliza na mira, o golo acabou por surgir de grande penalidade. Este resultado, conjugado com os resultados dos adversários, deixam o Pampilhosense com a classificação definida a uma jornada do final. Um quarto lugar que é a melhor classificação do clube nesta divisão, numa época atípica e difícil a nível de condições de trabalho.

 

O trio de arbitragem não tem um trabalho fácil. Pontapé de penalti assinalado que deixa algumas duvidas, uma mão na grande área do Tourizense que não foi vista e uma expulsão perdoada a Dami no final do primeiro tempo depois deste ter mordido Ricky.

 

Resultados:

Tourizense 1-0 Pampilhosense

Naldo

 

Vigor Mocidade 2-2 Lagares da Beira

Rafa Madeira e Joeano (VM); Romário e Coutinho

 

Condeixa 4-0 Vinha da Rainha

Fritas (pb), Dani Alves e Coooper (2)

 

Marialvas 1-0 Académica SF

Xano

 

Tocha 3-0 Eirense

Daniel, Carlitos e Daniel

 

Febres 0-6 Carapinheirense

Cleiton (3), Hugo, Miguel e Faria

 

Penelense 2-3 Ançã FC

 

Oliv. Hospital 3-1 União FC

Machona (2) e Rui Pereira (OH); Mário Brito (UFC)

 

Classificação:

Class DH 29ªJ 05-05-18.jpg

 

Ultima Jornada:

Lagares da Beira – Tourizense

Vinha da Rainha – Vigor Mocidade

União FC – Condeixa

Pampilhosense – Marialvas

Académica SF – Tocha

Ançã FC – Febres

Eirense – Penelense

Carapinheirense – Oliv. Hospital

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:44

PAMPILHOSENSE DE PERSISTÊNCIA REGRASSA ÀS VITÓRIAS

por ultraserranos4605, em 30.04.18

PAMPILHOSENSE - VIGOR MOCIDADE

Pampilhosense - Vigor Mocidade 28ªJ DH 29-04-19 1

 

28ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Campo Municipal de Miranda do Corvo

Assistência: cerca de 60 espetadores

Árbitro: Liliana Duarte

Assistentes: Diogo Silva e Inês Pereira

Ao intervalo: 1-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Abel (Miguel Barreto 56’), Renato, Duda, Seco, Ronaldo, Rafa (Will 85’), Ricky (Curica 76’), Simão, Amândio e Dias.

Suplentes não utilizados: Kiko, Cristiano e Gravata.

Treinador: Carlos Alegre

 

Vigor Mocidade:

Cruz, Matos, Serginho, Henrique, Rafa (Portugal 59’), Diogo Batista, Zé Marques (Hugo 71’), Pimenta, Zé Diogo, Marcos e Paganini.

Suplentes não utilizados: Ricardo, Rosa, Raul Soares e Xano

Treinador: Marinho

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Seco 56’, Abel 71’ e Ronaldo 80’ (Pampilhosense).

 

Golos:

Simão 46’ e Will 87’ (Pampilhosense); Henrique 51’ (Vigor Mocidade).

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade 28ªJ DH 29-04-19 2

 

Na reta final da temporada, Pampilhosense e Vigor Mocidade discutiam os três pontos para tentar atingir objetivos bem distintos. O conjunto serrano queria cimentar a quarta posição na tabela e continuar à espreita da terceira posição, enquanto a equipa de Fala precisava da vitória para fugir dos lugares de despromoção.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade 28ªJ DH 29-04-19 3

 

Na primeira metade assistiu-se a um encontro mais disputado sobre a zona intermediária, mas com o Vigor Mocidade a mostrar-se mais atrevido no ataque, criando algumas situações de relativo perigo para a baliza de Cédric. Mas as oportunidades claras de golo tardavam em surgir até que, já sobre o apito para o descanso, foi a equipa serrana a chegar à vantagem no marcador. Numa transição rápida Ronaldo lançou comprido para Ricky e este isola Simão que, com um excelente chapéu, faz o primeiro golo no encontro.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade 28ªJ DH 29-04-19 4

 

A segunda metade abriu com o Vigor Mocidade em busca da igualdade, dando o primeiro sinal de perigo aos 50’, na sequência de uma livre com Diogo Batista a servir, de cabeça, Serginho que, ao segundo poste e sozinho, rematou por cima do travessão. Na sequência da jogada o guardião serrano repôs a bola no terreno de forma deficiente, Henrique aproveitou a oferta para entrar na grande área e rematar forte restabelecendo a igualdade no marcador! A turma visitante continuava a criar alguns problemas ao conjunto pampilhosense e, aos 62’, está perto de consumar a cambalhota no marcador, depois de um contra-ataque muito rápido com Marcos a surgir isolado em zona frontal, Cédric ainda consegue opor-se ao remate do jogador do Vigor Mocidade, mas a bola mantém o caminho da baliza, valendo Renato que, de forma muito rápida, recupera e corta sobre a linha de golo. O Pampilhosense despertou, e a partir daqui começa a tomar conta do desafio construindo várias oportunidades de golo. Aos 69’ Amândio cruzou de forma perigosa e Serginho, ao efetuar o corte, quase introduz a bola na sua própria baliza, valeu a boa defesa do guardião Cruz. No minuto seguinte nova oportunidade para os serranos, com Simão a surgir para a emenda, mas Cruz, com nova defesa, evita o segundo golo do jogador do Pampilhosense. Nesta fase era o Pampilhosense quem mais procurava a vitória e, aos 78’, Ronaldo cobra o livre e Curica, depois de um ligeiro desvio ao primeiro poste, quase faz o golo ao segundo poste. A turma serrana mantém a pressão sobre o adversário e, aos 87’, resultado dessa maior vontade em chegar à vitória, o golo vai mesmo acontecer. Através de um lançamento lateral largo de Amândio para Dias que ganhou nas alturas e serviu Will que, acabado de entrar, rematou cruzado e bateu o guardião Cruz. Até final a equipa do Vigor Mocidade ainda tentou reagir, mas não foi capaz de evitar a vitória pampilhosense.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade 28ªJ DH 29-04-19 5

 

Numa partida difícil a equipa do Pampilhosense acabou por justificar o triunfo, mas só na ultima fase do encontro. O Vigor Mocidade foi um conjunto que deu grande réplica e colocou muitos problemas à turma serrana. Os visitantes alcançaram o empate no inicio do segundo tempo e podiam, ainda, ter feito a cambalhota no marcador. Tal não aconteceu e com o passar do tempo a experiência do Pampilhosense veio ao de cima, resultando em triunfo. Este regresso aos triunfos garante à equipa 52 pontos, a melhor pontuação de sempre do clube nesta divisão (com 16 equipas). Três pontos que deixam a equipa bem colocada para assegurar o quarto posto na tabela final, o que será também a melhor classificação de sempre do clube nesta divisão. Mas o terceiro posto continua na mira e à distância de apenas um ponto.

 

Pampilhosense - Vigor Mocidade 28ªJ DH 29-04-19 6

 

O trio de arbitragem não teve uma tarde feliz com erros de parte a parte.

 

Resultados:

Pampilhosense 2-1 Vigor Mocidade

Simão e Will (GDP); Henrique (VM)

 

Lagares da Beira 1-7 Condeixa

Romário (LB); Fábio, André Jorge (2), André Gonçalo (2) e Cooper (2) (Con)

 

Vinha da Rainha 0-1 União FC

Joel

 

Académica SF 1-0 Tourizense

Stephano

 

Eirense 4-0 Marialvas

Carlos, Afonso, João Pais (2)

 

Carapinheirense 2-0 Penelense

Carlos Lima e Ruben

 

Ançã FC 0-0 Tocha

 

Oliv. Hospital 7-0 Febres

Tiago, Romário (2), Fred (3) e Reis

 

Classificação:

Class DH 28ªJ 29-04-18.jpg

  

Próxima Jornada:

Tourizense – Pampilhosense

Vigor Mocidade – Lagares da Beira

Condeixa – Vinha da Rainha

Marialvas – Académica SF

Tocha – Eirense

Febres – Carapinheirense

Penelense – Ançã FC

Oliv. Hospital – União FC

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:26

SETE JOGOS DEPOIS PAMPILHOSENSE VOLTA A CAIR

por ultraserranos4605, em 23.04.18

CONDEIXA - PAMPILHOSENSE

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 22-04-17 1.jpg

 

27ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Condeixa-a-Nova

Assistência: cerca de 300 espetadores

Árbitro: Pinto Nunes

Auxiliares: Carlos Abreu e Bruno Ventura

Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Abel, Duda, Renato, Seco (Dias 65’), Ronaldo, Rafa, Ricky, Simão (Miguel Barreto 60’), Amândio (Will 58’) e Curica.

Suplentes não utilizados: Kiko, Cristiano, Gravata e Ratana

Treinador: Carlos Alegre

 

Condeixa:

Manu, Fábio André, Crachat, Rui Daniel, Rafa (Leo 45’), Tavares, Dani Alves, Sena, André Gonçalo, China (Cooper 65’) e André Jorge (Mbarga 79’).

Suplentes não utilizados: Diogo Viseu, Baptista, Diogo Azevedo e Loureiro.

Treinador: Vítor Gouveia

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Renato 46’ (Pampilhosense); Rui Daniel 94’ e 95’ (Condeixa).

Vermelhos por acumulação: Rui Daniel 95’ (Condeixa).

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 22-04-17 2.JPG

 

Com sete triunfos consecutivos a equipa do Pampilhosense tinha, frente a um dos lideres do campeonato, uma difícil tarefa para manter a senda dos triunfos. Já o Condeixa, a jogar em casa, sabia que não podia perder pontos na acesa luta pelo titulo.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 22-04-17 3.JPG

 

Assistiu-se a uma primeira parte com algum equilíbrio, mais disputada na zona intermediária e com as duas equipas à procura de assumir o controlo do encontro, embora o Condeixa tivesse “sinal mais”. O primeiro sinal de perigo surgiu aos 9’, para a equipa do Condeixa, através de André Gonçalo que surgiu com espaço na direita e rematou para uma boa defesa do guardião Cédric. O Pampilhosense respondeu e, aos 20’, Amândio quase aproveita uma falha de comunicação entre Manu e um colega para marcar, mas faltou discernimento ao jogador perante a bola e a baliza que ficaram à sua mercê. Nesta fase do jogo a equipa da casa tinha mais bola, mas só volta a dispor de uma boa ocasião para marcar aos 38’, depois do cruzamento de Fábio para Sena cabecear ao poste direito da baliza de Cédric. E o intervalo chegou com o resulto ainda a zeros.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 22-04-17 4.JPG

 

A equipa do Condeixa surgiu do intervalo com maior determinação e empurrou o conjunto serrano para junto da sua grande área. O Pampilhosense queria responder em rápidas transições para o ataque, mas não conseguia sair do seu meio campo. Apesar do maior caudal atacante por parte dos da casa as claras oportunidades de golo não surgiam, apenas um ou outro lance mais perigoso, mas que a defensiva visitante lá ia resolvendo com maior ou menor dificuldade. Até que, na ultima fase do desafio, depois do Condeixa ter arriscado tudo para a vitória, começando, também, a praticar um futebol mais direto, vai surgir aquele que acabaria por ser o único golo no encontro. Aos 80’, fruto de um lançamento comprido de Rui Daniel, o avançado Cooper vai receber de costas para a baliza, faz a rotação, e remata cruzado para colocar o Condeixa em vantagem no marcador. A equipa do Pampilhosense ainda esboçou uma reação na tentativa de alcançar um resultado positivo, mas foi o Condeixa, ao 91’, que quase amplia a vantagem com André Gonçalo, isolado, a rematar do meio campo, mas a bola saiu por cima do travessão da baliza que estava deserta.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 22-04-17 5.JPG

 

Com este resultado a equipa do Pampilhosense quebrou a fantástica série de sete triunfos consecutivos, num jogo em que não foi capaz de aguentar, e contrariar, a maior pressão do adversário na segunda parte. O Condeixa teve que arriscar tudo no segundo tempo para conseguir os tão desejados três pontos, e na reta final do encontro marcou o golo que garante à equipa continuar a luta, ombro a ombro com o Oliv. Hospital, pelo titulo. Já o Pampilhosense desceu para a quarta posição com menos um ponto que o Carapinheirense.

 

O trio de arbitragem liderado por Pinto Nunes fez um trabalho irrepreensível.

 

Resultados:

União FC 3-0 Febres

Mário Brito (2) e Estanqueiro

 

Penelense 0-1 Oliv. Hospital

Varela

 

Tocha 0-0 Carapinheirense

 

Marialvas 3-1 Ançã FC

Bita, Gabi e Didi (Mar); Valter (AFC)

 

Tourizense 3-0 Eirense

Dacks, Hélio e Tak

 

Vigor Mocidade 0-0 Académica SF

 

Condeixa 1-0 Pampilhosense

Cooper

 

Vinha da Rainha 2-1 Lagares da Beira

Vicente e Rui Soares (VR); Lionel (LB)

 

Classificação:

Class DH 27ªJ 22-04-18.jpg

 

Próxima Jornada:

Oliv. Hospital – Febres

Carapinheirense – Penelense

Ançã FC – Tocha

Eirense – Marialvas

Académica SF – Tourizense

Pampilhosense – Vigor Mocidade

Lagares da Beira – Condeixa

Vinha da Rainha – União FC

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:42

BOM MOMENTO SERRANO VOLTA A TER DESTAQUE NA IMPRENSA

por ultraserranos4605, em 18.04.18

O excelente momento desportivo da equipa do Pampilhosense volta a ter mais um destaque na imprensa, desta feita no Diário As Beiras. Fica o registo:

diario_18_04_2018 Destaque desp. jpg.png

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:46

REVIRAVOLTA PARA A SÉTIMA SEGUIDA

por ultraserranos4605, em 16.04.18

PAMPILHOSENSE - VINHA DA RAINHA

Pampilhosense - Vinha da Rainha 26ª J DH 15-04-18

 

26ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Miranda do Corvo

Assistência: cerca de 40 espetadores

Árbitro: Bruno Pombo

Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:

Cédric, Abel (Miguel Barreto 62’), Duda, Renato, Seco, Rafa, Ronaldo, Will (Gravata 81’), Simão, Amândio e Curica (Dias 62’).

Suplentes não utilizados: Kiko, Cristiano e Carapau.

Treinador: Carlos Alegre

 

Vinha da Rainha:

Ruben, Dani Alves (Rui Soares 75’), Esteves, Freitas, Rafa (Zé Augusto 66’), Rebola (Brás 84’), Nelson, Tito, Vicente, Ricardo e Nogueira.

Suplentes não utilizados: Ricardo, Chico, Tiago e Gonçalo.

Treinador: Carlos Miguel

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Renato 69’, Dias 77’, Seco 87’ e Amândio 91’ (Pampilhosense); Vicente 58’ e Freitas 89’ (Vinha da Rainha).

 

Golos: Simão 41’ e 94’, Miguel Barreto 64’ e Dias 95’ (Pampilhosense); Vicente 34’ (Vinha da Rainha).

 

Pampilhosense - Vinha da Rainha 26ª J DH 15-04-18

 

A estrear uma nova casa emprestada, em Miranda do Corvo, o Pampilhosense tentava aumentar para sete o número de triunfos consecutivos na prova, e prosseguir esta fantástica caminhada. Do outro lado estava um Vinha da Rainha com muita urgência em somar pontos, como forma de fugir à despromoção.

 

Pampilhosense - Vinha da Rainha 26ª J DH 15-04-18

 

Numa primeira parte em que se assistiu a um jogo mais dividido na zona intermediária, foi o Pampilhosense a criar a primeira grande oportunidade para marcar quando, aos 7’, Rafa cruzou da direita e Amândio, na pequena área, rematou para uma boa defesa do guardião Ruben. Ao Vinha da Rainha só a vitória interessava e, aos 34’, a equipa do concelho de Soure vai se colocar em vantagem no marcador. Numa boa jogada pele esquerda Nelson cruzou e Vicente, na pequena área, atirou a contar. Mas a reação da equipa serrana surgiu ainda antes do descanso, através de Simão, aos 41’, a cobrar de forma superior um livre direto e estabelecer o empate no encontro. E foi com tudo empatado a um golo que as equipas foram para intervalo.

 

Pampilhosense - Vinha da Rainha 26ª J DH 15-04-18

 

Na segunda parte a equipa serrana surgiu mais esclarecida, e logo aos 50’ fica perto de dar a cambalhota no marcador, depois de um livre de Simão com Duda a surgir solto de marcação a rematar com muito perigo para a baliza de Ruben. No entanto, a reviravolta no marcador acabaria por surgir aos 64’, numa fase em que a equipa serrana estava a crescer no encontro. Fruto de uma boa jogada de ataque da equipa pampilhosense, Ronaldo cruzou da esquerda e Simão, na pequena aérea, desviou de calcanhar para uma excelente intervenção do guarda-redes Ruben, na tentativa de aliviar o perigo um defensor da Vinha da Rainha leva a bola a embater na trave, mas esta sobra para Miguel Barreto que, acabado de entrar, aproveitou o ressalto para colocar o Pampilhosense na frente do marcador. Com este resultado a equipa do Vinha da Rainha arriscou no ataque, e abriu espaços para que o Pampilhosense pudesse explorar rápidas saídas para o ataque. Os serranos tiveram algumas situações em que, com maior clarividência na ultima fase, poderiam ter ameaço de forma mais clara a baliza visitante. E foi só ao cair do pano que o Pampilhosense conseguiu traduzir em golos as rápidas saídas para o ataque. A primeira aos 94’, com Amândio a cruzar da esquerda e Simão, na pequena área, a bisar e sentenciar o desafio. A segunda no minuto seguinte, com Miguel Barreto a isolar Dias e este a rematar a contar para estabelecer o resultado final em 4-1.

 

Pampilhosense - Vinha da Rainha 26ª J DH 15-04-18

 

Apesar dos números foi uma vitória difícil da equipa do Pampilhosense que até começou a perder. A reação surgiu ainda no primeiro tempo com o empate, para na segunda parte alcançar o triunfo. A equipa serrana cresceu aos poucos na segunda metade, conseguiu a reviravolta no marcador e, ao cair do pano, ainda teve tempo para confirmar o sétimo triunfo consecutivo com mais dois golos. Quando faltam disputar apenas quatro encontros, este triunfo mantém a equipa no terceiro posto em igualdade pontual com o Carapinheirense, e deixou o quinto classificado mais distante na tabela.

 

Pampilhosense - Vinha da Rainha 26ª J DH 15-04-18

 

 Trio de arbitragem teve um trabalho regular.

 

Resultados:

Académica SF 1-2 Condeixa

Neves (AAC SF); Crachat e Sena (Con)

 

Pampilhosense 4-1 Vinha da Rainha

Simão (2), Miguel Barreto e Dias (GDP); Vicente (VR)

 

Lagares da Beira 0-0 União FC

 

Eirense 1-1 Vigor Mocidade

Tiago Pereira (UCE); Matos (VM)

 

Ançã FC 1-0 Tourizense

Diogo Cardoso

 

Oliv. Hospital 4-0 Tocha

Romario, Varela (2) e Curto (pb)

 

Carapinheirense 3-0 Marialvas

Seidy, Xavier e Lavrador

 

Febres 0-4 Penelense

Craveiro, Pacheco e Teles (2)

 

Classificação:

Class DH 26ªJ 15-04-18.jpg

 

Próxima Jornada:

Vigor Mocidade – Académica SF

Condeixa – Pampilhosense

Vinha da Rainha – Lagares da Beira

Tourizense – Eirense

Marialvas – Ançã FC

Penelense – Oliv. Hospital

Tocha – Carapinheirense

União FC – Febres

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:03

JORNAL RECORD COM DESTAQUE PARA O PAMPILHOSENSE

por ultraserranos4605, em 14.04.18

 

Na edição de hoje do Jornal Record o Grupo Desportivo Pampilhosense tem direito a uma reportagem que destaca, essencialmente, a boa campanha desportiva da equipa numa época tão singular a nível de trabalho e que é do conhecimento público.

 

Fica o trabalho jornalístico e o agradecimento ao jornalista responsável pelo mesmo:

 

Jornal Record 14-04-18.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:39

LAGARES DA BEIRA - PAMPILHOSENSE

Lagares da Beira - Pampilhosense 25ªJ DH 08-04-18

 

25ª Jornada da Divisão de Honra da AF Coimbra

Estádio: Complexo Desportivo de Lagares da Beira

Assistência: cerca de 70 espetadores

Árbitro: Luís Ferreira

Assistentes: Nilton Batista e Luís Tavares

Ao intervalo: 1-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Abel, Renato, Duda, Seco, Ronaldo, Rafa, Will (Ratana 88’), Simão (Gravata 82’), Amândio (Miguel Barreto 64’) e Ricky.

Suplentes não utilizados: Kiko, Cristiano e Curica

Treinador: Carlos Alegre

 

Lagares da Beira:

Pantanal (Zé Miguel 78’), Silva, Mateus, João Filho, Rola, Diogo (Barbas 63’), Romário (Gírio 75’), André Freitas, Peres, Fernando Pedro e Francisco.

Suplentes não utilizados: Zito, Gouveia e Hugo.

Treinador: Bernardo Rocha

 

Ação disiciplinar:

Amarelos: Rafa 59’ (Pampilhosense); Peres 51’, Fernando Pedro 72’ e Rola 87’ (Lagares da Beira).

 

Golos: Simão 46’ e 53’ (Pampilhosense); André Freitas 21’ (Lagares da Beira)

 

Lagares da Beira - Pampilhosense 25ªJ DH 08-04-18

 

Depois de seis jogos consecutivos a jogar em casa emprestada, a equipa serrana regressava às partidas na condição de visitante com uma deslocação a Lagares da Beira, onde tentava aumentar para seis o número de vitórias seguidas. Do outro lado estava um conjunto a realizar uma época positiva e que, a jogar em casa, queria vencer e travar a melhor série vitoriosa do Pampilhosense na temporada.

 

Lagares da Beira - Pampilhosense 25ªJ DH 08-04-18

 

Foi um desafio bem disputado com várias oportunidades de golo. A primeira surgiu logo aos 16’ num remate muito perigoso de Ricky de fora da grande área. Quase de imediato, aos 18’, o conjunto de Pampilhosa da Serra volta a ameaçar através de um livre direto de Ronaldo, que obrigou Pantanal a uma excelente intervenção. O Lagares da Beira reagiu e fê-lo da melhor forma, quando aos 21’ Romário desceu pela esquerda e serviu André Freitas que, à boca da baliza, colocou o conjunto da casa em vantagem no marcador. Pouco depois a equipa da casa quase ampliou o marcador, através de um mau passe de Amândio que deixou Romário sozinho na esquerda, valendo o corte de Renato na pequena área a evitar males maiores para a sua equipa. Mas até final do primeiro tempo foi a equipa do Pampilhosense a mais perigosa e a que dispôs das melhores ocasiões para chegar ao golo. A primeira aos 33’, com Will a servir Amândio e este, bem no interior da grande área, a rematar para uma boa defesa do guardião Pantanal. Aos 37’ a equipa serrana volta a ameaçar, desta feita foi Ronaldo a disparar um livre direto e a levar a bola a embater na trave da baliza do Lagares da Beira. Já perto do final do primeiro tempo, aos 42’, nova situação para os serranos empatarem com Ricky a antecipar-se a Pantanal e de cabeça a desviar em direcção à baliza, valeu um defesa da casa a evitar o golo. O Pampilhosense pressionava mas o Lagares da Beira chegaria ao intervalo em vantagem.

 

Lagares da Beira - Pampilhosense 25ªJ DH 08-04-18

 

Depois das ameaças aa equipa serrana passaria às concretizações! E o Pampilhosense não poderia desejar melhor arranque no segundo tempo. Nos primeiros segundos do reatamento Will desbloqueou a jogada na esquerda e Amândio cruzou rasteiro para Simão, no coração da grande área, rematar para o empate que há muito se justificava. O Pampilhosense entrou na segunda parte da mesma forma como terminou a primeira, a pressionar e a jogar melhor, e a cambalhota no marcador quase se concretizou aos 48’ por Ronaldo, num pontapé forte de ressaca à entrada da grande área a levar perigo para a baliza de Pantanal. No entanto, aos 53’, o Pampilhosense acabaria por saltar para a frente do marcador com Ricky, de cabeça, a isolar Simão e este a não desperdiçar a oportunidade para bisar no encontro e colocar a sua equipa na frente do marcador. A partir daqui as condições atmosféricas complicaram-se, com muita chuva e frio, o que dificultou a tarefa dos intervenientes. Este factor aleado à vantagem no marcador fizeram com que a equipa do Pampilhosense tentasse gerir o resultado, e espreitar as rápidas transições para o ataque. Ao Lagares da Beira competia ir em busca de um resultado diferente, e a equipa da casa lutou por isso, embora sem conseguir contornar a organização defensiva adversária. O mais perto que o conjunto da casa esteve de alcançar o golo foi quando Peres surgiu em zona frontal quase isolado, aos 60’, mas Seco foi rápido a evitar o remate e maior perigo para a baliza da sua equipa. Até final foi aguentar a vantagem de forma coesa para confirmar um merecido triunfo, o sexto consecutivo.

 

Lagares da Beira - Pampilhosense 25ªJ DH 08-04-18

 

Esteve bem a equipa do Pampilhosense perante um adversário que quis sempre discutir o resultado. A equipa da casa saiu na frente do marcador, o Pampilhosense respondeu mas desperdiçou algumas ocasiões e, ao intervalo, já justificava um resultado diferente. Mas um fortíssimo arranque no reatamento, com Simão como rosto da reviravolta, lançou o Pampilhosense para o sexto triunfo consecutivo e a subida ao terceiro posto.

 

Lagares da Beira - Pampilhosense 25ªJ DH 08-04-18

 

O trio de arbitragem cometeu alguns erros, mas em prejuízo das duas equipas.

 

Resultados:

Condeixa 4-0 Eirense

André Jorge, Crachat, Cooper e André Gonçalo

 

Vinha da Rainha 1-1 Académica SF

Nogueira (VR); Teles (AAC SF)

 

Lagares da Beira 1-2 Pampilhosense

André Freitas (LB); Simão (2) (GDP)

 

Vigor Mocidade 0-0 Ançã FC

 

Tourizense 1-1 Carapinheirense

Dacks (GDT); Seidy (CDC)

 

Tocha 3-1 Febres

Gregório (2) e Caldeira (UDT); Luís Rodrigues (Feb)

 

Marialvas 0-2 Oliv. Hospital

Fred (2)

 

União FC 1-1 Penelense

Mário Brito (UFC); Marcos pb (Pen)

 

Classificação:

Class DH 25ªJ 08-04-18.jpg

 

Próxima Jornada:

Académica SF – Condeixa

Pampilhosense – Vinha da Rainha

Lagares da Beira – União FC

Eirense – Vigor Mocidade

Ançã FC – Tourizense

Oliv. Hospital – Tocha

Carapinheirense – Marialvas

Febres – Penelense

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:25


. ............ . . .

.


LIGAÇÕES - PLANTEL 18/19 E VIDEOS

.

.








RECORDAÇÕES

 

 

 

 

eXTReMe Tracker