Força GDP... És Tu a Nossa Alma Serrana... ultraserranos4605@sapo.pt


Quinta-feira, 9 de Novembro de 2017

ÁRBITROS VISITAM O PAMPILHOSENSE

O Grupo Desportivo Pampilhosense contou, na tarde de ontem, com visitas muito especiais e que vieram com a finalidade de transmitir ao nosso clube um claro sinal de solidariedade e esperança. Numa iniciativa da FPF tiveram nas nossas instalações os árbitros Hugo Miguel e Carlos Xistra, assim como elementos da AFC. Fica o vídeo e neste link a reportagem escrita desta visita:

 

publicado por ultraserranos4605 às 17:08
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Setembro de 2017

ANTEVISÃO DA JORNADA PAMPILHOSENSE

Pampilhosense - Tocha

1ª Jornada Divisão de Honra AFC

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra 24/09 – 15h

 

Arranca amanhã o campeonato da Divisão de Honra de Coimbra para uma época que promete muita emoção. Um campeonato que irá iniciar com algumas incertezas relativamente à condição da equipa da Naval, mas que mesmo assim promete muita disputa logo desde de inico. Relembramos que uma das alterações já confirmadas é a desistência da Atl. Arganil e a subida do Os Marialvas.

 

 

E, a começar, o Pampilhosense vai receber o conjunto da Tocha. Depois da derrota no primeiro jogo oficial da época, frente ao Condeixa por 2-1 para a Taça AFC, a equipa serrana vai tentar entrar com o pé direito no campeonato e vencer o conjunto que viaja do outro extremo do distrito. Com a equipa quase na máxima força e pronta para o arranque do campeonato, onde irá lutar pela melhor classificação possível, é de esperar grandes dificuldades para levar de vencida o conjunto da Tocha que iniciou o arranque da temporada bem mais cedo, devido à participação na Taça de Portugal. Esta equipa que viaja desde da outra extremidade do distrito, vem a Pampilhosa da Serra com intuito de aproveitar a melhor condição física de arranque de temporada para conseguir vencer. É de esperar um conjunto do Tocha bem organizado e com bons valores individuais e colectivos para tentar amealhar os três pontos.

 

Em Pampilhosa da Serra o Pampilhosense tem, quase sempre, levado a melhor sobre o Tocha. Mas na temporada anterior, a título de exemplo, o jogo ficou empato a zero!

 

2915/2016 (Divisão de Honra)

Pampilhosense 0-0 Tocha

 

2014/2015 (Divisão de Honra)

Pampilhosense 3-1 Tocha

Figueiredo (2) e Ramalho

 

2013/2014 (Divião de Honra)

Pampilhosense 2-1 Tocha

David Gonçalves e Figueiredo

 

1998/1999 (Divisão de Honra)

Pampilhosense 1-0 Tocha

Kiko

 

1997/1998 (Divisão de Honra)

Pampilhosense 4-1 Tocha

Beto (3) e Gonçalo

 

1996/1997 (Divisão de Honra)

Pampilhosense 1-2 Tocha

Jerónimo

 

publicado por ultraserranos4605 às 11:49
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Maio de 2017

ANÁLISE DA TEMPORADA PAMPILHOSENSE

E terminou mais uma época desportivo do Pampilhosense. À partida para a temporada a equipa serrana traçou como objectivos terminar o campeonato nos cinco primeiros da tabela, e chegar à final da Taça AF Coimbra. O primeiro conseguiu atingir sobre a linha da meta, já o segundo objectivo ficou as portas da desejada final.

 

Pampilhosense 16-17 foto oficial trat min.jpg

 

A equipa serrana começou bem o campeonato ao não perder nas primeiras cinco jornadas. Aliás, a prestação na primeira metade do campeonato foi bastante positiva, com a equipa do Pampilhosense a somar 26 pontos, registando apenas 3 derrotas. Para isso muito contribuiu a organização defensiva serrana que, ao ser batida por apenas 9 vezes, a segunda melhor, deu o mote para os bons resultados alcançados nesta primeira fase. Mas o arranque da segunda volta não correu da forma desejada, o Pampilhosense atravessou um momento de seis jogos consecutivos sem conseguir vencer para o campeonato, o que podia atrasar o clube de forma irremediável na tabela classificativa. Mas a recuperação no último terço do campeonato, fase em que os serranos somaram seis triunfos alguns contra adversários “directos”, fez a equipa subir e, sobre a linha de meta, terminar o campeonato no quinto posto. Na segunda volta o Pampilhosense conseguiu amealhar 22 pontos, menos quatro que na primeira volta, mantendo também a mesma consistência defensiva, à excepção dos últimos encontros em que sofreu 9 golos em três jogos (Oliv. Hospital, Vinha Rainha e Poiares). Um número significativo se tiver em conta que nos restantes jogos sofreu apenas 19. Faltou maior acerto no ataque, em que os 39 golos marcados foram curtos para conseguir maior número de pontos e triunfos. Já a prestação em casa foi também relevante, se tivermos em conta que em épocas anteriores roçou mesmo o horrível. O Pampilhosense conseguiu amealhar 28 pontos em casa, fruto de 8 triunfos e 4 empates. Já fora de casa, a campanha também foi satisfatória com 20 pontos alcançados, resultado de 5 vitórias e outros tantos empates.

 

Quanto à Taça AF Coimbra o Pampilhosense o Pampilhosense voltou a ficar às portas de alcançar a desejada final. A equipa serrana eliminou Ac. Gândaras, Eirense, Mirandense e caiu, nas meias-finais, perante o Oliv. Hospital, num jogo disputado em Pampilhosa da Serra em que o Pampilhosense não conseguiu contrariar o seu adversário, voltando a ficar por uma meia-final.

 

Número de Jogos:

O Pampilhosense realizou 34 jogos em toda a temporada, 30 para o campeonato e 4 para a Taça AFC. E apenas dois atletas participaram em todos os jogos, Ronaldo e Ricky.

 

Ronaldo 2.jpg

Ronaldo começou mais tarde os trabalhos de pré-época, mas mesmo assim ainda a tempo de participar em todos os jogos da equipa.

 

34 Jogos – Ronaldo e Ricky

33 Jogos – Flávio Salgado

32 Jogos – Miguel Barreto

31 Jogos – Carapau e Normando

30 Jogos – Renato, Ratana e Will

26 Jogos – Galego

20 Jogos – Gravata

19 Jogos – Rabeca

16 Jogos – Cédric

14 Jogos – Rui Matos, Vlad e Rola

13 Jogos – Babá

11 Jogos – Cristiano

9 Jogos – Pedro Mano, João Pedro, Seiça

2 Jogos – Magalhães

 

Minutos Jogados:

Não houve totalista relativamente ao número de minutos, mas Ricky foi o atleta com mais utilização ao longo de toda a temporada, somando 2992’ de num total de 3060’. De perto ficou também Flávio Salgado com 2979’.

 

Ricky 2.jpg

 Ricky continua a demostrar que a idade ainda não lhe pesa.

 

Ricky – 2992m

Flávio Salgado – 2979m

Carapau – 2784m

Ronaldo – 2719m

Renato – 2667m

Will – 2567m

Miguel Barreto – 2137m

Galego – 2048m

Normando – 1893m

Ratana – 1771m

Cédric – 1440m

Gravata – 1432m

Rabeca – 1216m

Vlad – 836m

João Pedro – 810m

Pedro Mano – 810m

Rui Matos – 682m

Rola – 637m

Cristiano – 530m

Babá – 396m

Seiça – 310m

Magalhães – 13m

 

Número de Golos:

Quanto aos golos, Ricky volta a estar em destaque ao apontar 18 golos no total, 13 para o campeonato e 5 para a taça. Um pouco atrás surgem Ratana com 11 e Normando com 10, no total das duas competições.

 

foto conjunta 16-17 2.jpg

 Também neste dado Ricky esteve no topo, mas Ratana e Normando também estiveram em plano de destaque na equipa.

 

13C+5T – Ricky

9C+2T – Ratana

5C+5C – Normando

3C – Miguel Barreto

2C – Babá e Vlad

1C – Renato, Rabeca, Flávio Salgado, Rui Matos e Ronaldo

1 –AG

 

Número de Assistências:

Flávio Salgado foi o rei das assistências para golo com um total de 8. De perto aparece Ricky e também Ronaldo.

 

Flávio Salgado 2.jpg

Flávio Salgado foi quem mais assistiu para golo ao longo da época

 

4C+4T – Flávio Salgado

6C – Ricky

5C – Ronaldo

4C – Will

2C – Gravata e Miguel Barreto

1C+1T – Ratana e Normando

1C – Rabeca, Galego e Vlad

 

Fique agora com alguns dos melhores momentos da época do Pampilhosense em video:

 

 

 

publicado por ultraserranos4605 às 16:33
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Maio de 2017

EMPATE QUE VALE O QUINTO LUGAR FINAL

PAMPILHOSENSE - POIARES

Pampilhosense - Poiares ultima jornada DH 14-05-17

 

Ultima Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 150 espetadores

Árbitro: Diogo Silva

Auxiliares: Luís Jesus e João Martins

Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:

Cédric, Rabeca (Galego79’), Renato, Carapau, Flávio Salgado, Ronaldo, Rui Matos (Vlad 58´), Will, Miguel Barreto (Rola 83’), Normando e Ricky.

Suplentes não utlizados: Pedro Mano, Magalhães, Cristiano e Bába.

Treinador: Carlos Alegre

 

Poiares:

Telmo, Abel, Marcelo, Dani, Micael, Ricardo, Morsa, Videira, João Vítor (Bernardo 81’), Carlos (Samu 74’) e Rodrigo.

Suplentes não utilizados: Narito, Guilherme e Jorge

Treinador: Luís Girão

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Will 22’ e Rui Matos 42´ (Pampilhosense); Rodrigo 60’ (Poiares).

 

Golos: Rui Matos 6’ e Vlad 65’ (Pampilhosense); Morsa 40’ e Carlos 54’ (Poiares)

 

Pampilhosense - Poiares ultima jornada DH 14-05-17

 

Em jogo de final de época o Pampilhosense recebia o Poiares com a ambição de conseguir um resultado, que permitisse terminar no quinto posto da geral. Do outro lado estava um Poiares já com o destino conhecido em termos de classificação, ficando apenas a espera do que irá acontecer no CPP.

 

Pampilhosense - Poiares ultima jornada DH 14-05-17

 

Entrou bem a equipa serrana que logo na primeira jogada do desafio podia ter chegado ao golo, Ricky servir Normando e este, na cara do guarda-redes, rematou ao lado. E o golo apareceu pouco depois, aos 6’, num grande remate de Rui Matos de fora da área sem hipótese de defesa para o guardião contrário. A equipa da casa jogava bem e, aos 9’, Flávio Salgado cruzou da esquerda e Normando apareceu na pequena área sozinho a desviar ao lado da baliza. Durante a primeira meia hora o Pampilhosense exibiu-se a bom plano, embora não tenha conseguido construir mais oportunidades de golo, mas aos poucos o Poiares vai conseguir equilibrar o encontro e jogar sobre o meio campo adversário. Até que, aos 40’, fruto de alguma passividade da equipa da casa, Morsa vai surgir em boa posição em zona frontal para rematar colocado e empatar o encontro, resultado que se verificava ao intervalo.

 

Pampilhosense - Poiares ultima jornada DH 14-05-17

 

Na segunda metade o Poiares entrou melhor e, aos 54’, Carlos aproveita o espaço dado pela equipa do Pampilhosense para, na marcação de um canto, colocar o Poiares na frente do marcador através de um remate cruzado. Em desvantagem aos da casa competia correr atrás de outro resultado, e aos 65’ Will lançou Vlad e este atirou para o fundo da baliza de Telmo repondo a igualdade. A partir daqui o Pampilhosense tomou as rédeas do desafio e aos 76’ podia ter consumado a cambalhota no marcador, depois de um ressalto a bola sobrar para Vlad e este, completamente sozinho na pequena área, rematou ao lado. Até final houve “sinal mais” para os da casa mas os golos não apareceram.

 

Pampilhosense - Poiares ultima jornada DH 14-05-17

 

A equipa do Pampilhosense realizou uma partida regular, o suficiente para conseguir os três pontos, mas defensivamente os serranos foram um pouco apáticos e o Poiares aproveitou. No entanto este ponto permitiu à equipa subir ao quinto posto da tabela, igualando a melhor classificação de sempre do clube nesta divisão.

 

O trio de arbitragem cometeu vários erros e apitou demasiadas vezes quebrando o decorrer do jogo.

 

Pampilhosense - Poiares ultima jornada DH 14-05-17

 

A finalizar, felicitar a equipa do Sourense pelo título de campeão alcançado nesta ultima jornada e desejar a maior sorte para o CP do próximo ano.

 

Resultados:

Sepins 1-2 Vinha da Rainha

Rato (Sep); Paulo Quaresma (2) (VR)

 

Oliv. Hospital 4-1 Penelense

Rui Pereira, Ailton, David e Patrick (OH); Luisito (Pen)

 

Lousanense 0-2 Condeixa

Garcês e Rafa

 

Pampilhosense 2-2 Poiares

Rui Matos e Vlad (GDP); Morsa e Carlos (ADP)

 

Pereira 2-8 Vigor Mocidade

Miguel e Zé Augusto (Per); Diogo Batista (2), Henriqu (2), Valada (2), Dani e Rui (VM)

 

Ançã FC 2-1 Febres

João Relvão e João Dias (AFC); Tiago Loureiro (Feb)

 

Sourense 3-1 Eirense

Fredy, Seidi e Justino (GDS); Afonso (UCE)

 

Tocha 1-0 União FC

Joel (pb)

 

Classificação Final:

Class Final DH 14-05-17.jpg

 

publicado por ultraserranos4605 às 15:17
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 8 de Maio de 2017

PAMPILHOSENSE SEM CHAMA

VINHA DA RAINHA - PAMPILHOSENSE

Vinha da Rainha - Pampilhosense 29ªJ DH 07-05-17

 

29ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio do Espírito Santo na Vinha da Rainha

Assistência: cerca de 80 espectadores

Árbitro: Fábio Mendes

Auxiliares: Telmo Galvão e Pedro Avô

Ao intervalo: 1-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Galego, Carapau, Renato, Rola (Normando 54’), Ronaldo, Will (Rui Matos 67’), Flávio Salgado, Miguel Barreto (Vlad 69’), Ratana e Ricky.

Suplentes não utilizados: Pedro Mano, Cristiano, Rabeca e Babá.

Treinador: Carlos Alegre

 

Vinha da Rainha:

Lionel, João Cruz (França 90’), Freitas, Esteves, David (Raposo 75’), Rebola (Miguel Tomás 70’), Nogueira, Paulo Quaresma, Nélson, Dani e Ricardo.

Suplentes não utilizados: Lima, Nuno Trindade e Dani Alves.

Treinador: Paulo Neves

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Will 45’, Ricky 80’ Ronaldo 82’ e Galego 90’ (Pampilhosense); Esteves 74’ e Nélson 95’ (Vinha da Rainha)

Vermelhos diretos: Ratana 83’ (Pampilhosense); Raposo 83’ (Vinha da Rainha).

 

Golos: Ratana 68’ (Pampilhosense); Paulo Quaresma 41’ e 67’ e Nélson 75’ (Vinha da Rainha).

 

Vinha da Rainha - Pampilhosense 29ªJ DH 07-05-17

 

A equipa serrana, a atravessar uma boa fase no campeonato, queria manter a senda dos bons resultados na deslocação à Vinha da Rainha e manter o quinto posto da geral. Mas do outro lado estava um Vinha da Rainha que, a jogar em casa, também queria somar os três pontos para fugir à despromoção.

 

Vinha da Rainha - Pampilhosense 29ªJ DH 07-05-17

 

Foi uma primeira metade sem grandes motivos de interesse. O jogo foi bastante dividido entre as duas equipas e disputado mais sobre a zona intermediária. As duas formações tiveram muitas dificuldades em criar claras situações de golo, e só na recta final da primeira parte, aos 41’, se assiste ao primeiro golo no encontro que surgiu de bola parada. Foi a equipa da casa que, através de Paulo Quaresma, vai chegar à vantagem na marcação de um livre directo.

 

Vinha da Rainha - Pampilhosense 29ªJ DH 07-05-17

 

A segunda metade foi mais emotiva. O Pampilhosense não esteve à altura de responder à desvantagem e o Vinha da Rainha mostrou mais vontade em vencer. Logo aos 52´ a equipa da casa podia ter aumentado a vantagem, com Paulo Quaresma a rematar para uma excelente defesa do guardião Cédric que conseguiu recuperar a posição depois de uma saída precipitada. A equipa serrana continuava a facilitar defensivamente e, na marcação do pontapé de canto, um jogador da casa aparece solto de marcação a cabecear com estrondo à trave da baliza. As facilidades do Pampilhosense multiplicavam-se de tal forma que, aos 67’, o Vinha da Rainha aumenta a vantagem na marcação de um pontapé de canto que só não foi directo porque Paulo Quaresma confirmou sobre a linha. Mas no minuto seguinte, numa das raras descidas do Pampilhosense à grande área contrária, Normando vai cruzar para Ratana fazer o desvio para o fundo da baliza de Lionel e reduzir para 2-1. Ainda se pensou que, com esta pronta reacção, o Pampilhosense podia arrancar para outro resultado, mas puro engano. A turma serrana nunca se encontrou e faltou vontade para mudar o rumo dos acontecimentos. Contrapondo, o Vinha da Rainha tinha mais “ganas” e, a precisar urgentemente dos três pontos em jogo, vai confirmar a vitória aos 75’ através de uma rápida jogada de ataque com Nélson a rematar colocado de fora da grande área para o 3-1 final. Até final, nota apenas para as expulsões de Raposo e Ratana. O jogador da casa por uma entrada dura (bem se pode chamar de agressão) sobre Ricky a que se seguiu uma agressão a Ratana. O jogador serrano empurrou Raposo e também foi tomar banho mais cedo.

 

Vinha da Rainha - Pampilhosense 29ªJ DH 07-05-17

 

Jogo sem chama por parte da equipa do Pampilhosense que nunca mostrou vontade para alcançar um resultado positivo. E se na primeira metade o jogo ainda foi dividido, já na segunda a equipa serrana esteve muito apagada e os da casa, mais aguerridos, fizeram por merecer três importantes pontos.

 

Arbitragem com alguns erros principalmente no aspecto disciplinar, mas se influência no resultado.

 

Resultados:

Vinha da Rainha 3-1 Pampilhosense

Paulo Quaresma (2) e Nélson (VR); Ratana (GDP)

 

Penelense 2-1 Sepins

Tanaka e Sulce (Pen) e Vicente (Sep)

 

Condeixa 4-4 Oliv. Hospital

Marco, Dani Alves, Larry e Varela (Con); Rui Pereira (2), Patrick e David (OH)

 

Poiares 3-1 Pereira

João Vitor e Videira (2) (ADP); Tiago (Per)

 

Vigor Mocidade 0-1 Sourense

Fred

 

Febres 2-1 Tocha

Nunito e Timoteo (Feb); Gregorio (Toc)

 

Eirense 1-1 Ançã FC

Afonso (UCE); Serginho (AFC)

 

União FC 5-0 Lousanense

Batista, Zé (2), Carlos Santos e Luís Padeiro

 

Classificação:

Class DH 29ªJ 07-05-17.jpg

 

Ultima Jornada:

Sepins – Vinha da Rainha

Oliv. Hospital – Penelense

Lousanense – Condeixa

Pampilhosense – Poiares

Pereira – Vigor Mocidade

Ançã FC – Febres

Sourense – Eirense

Tocha – União FC

 

publicado por ultraserranos4605 às 14:50
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Maio de 2017

VITÓRIA JUSTA QUE FAZ PAMPILHOSENSE SUBIR NA TABELA

PAMPILHOSENSE - PENELENSE

Pampilhosense - Penelense 28ªJ DH 30-04-17 1.jpg

 

28ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: Cerca de 100 espetadores

Árbitro: Rodrigo Pais

Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:

Pedro Mano, Galego, Carapau, Renato, Flávio Salgado, Gravata (Normando 45’), Ronaldo, Miguel Barreto (Vlad 64’), Will (Rui Matos 80’), Ratana e Ricky.

Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Rabeca e Babá

Treinador: Carlos Alegre

 

Penelense:

João Pedro, Koné, Isac, Fábio Gomes, Tanaka, Sulce (Vitór Martins 83’), Kah, Luisito (Igor 83’), Duda, Tiago Seco e Gonçalo (Jorge Correia 64’).

Treinador: Nuno Raquete

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Wiil 29’, Gravata 44’ e Ratana 54’

 

Golos: Vlad 79’ e Ratana 92’

 

Pampilhosense - Penelense 28ªJ DH 30-04-17 2.jpg

 

Pampilhosense e Penelense entravam em campo separados por apenas um ponto na tabela, com vantagem para o conjunto de Penela que ocupa o quito posto. Este era, portanto, uma partida importante para ajudar a esclarecer um pouco mais na luta pelo quito lugar.

 

Pampilhosense - Penelense 28ªJ DH 30-04-17 5.jpg

 

Foi uma primeira metade morna sem grande velocidade e, consequentemente, sem grandes oportunidades de golo. Mesmo assim, foi o Pampilhosense a equipa que mais perto esteve do golo e, por duas ocasiões, podia ter chegado ao golo. A primeira aos 23’, num remate forte de Ricky que, embora de ângulo apertado, obrigou João Pedro a uma boa defesa. Pouco depois da meia hora, aos 34’, foi Gravata a lançar Ratana e este, um pouco precipitado e deslumbrado com tanta facilidade, rematou fraco e à figura de João Pedro quando estava isolado. E o primeiro tempo não tem muito mais para contar, com o Pampilhosense a ser a equipa mais esclarecida (mas não muito) enquanto do outro lado um Penelense sem grande chama.

 

Pampilhosense - Penelense 28ªJ DH 30-04-17 6.jpg

 

No segundo tempo o jogo agitou um pouco mais. O Pampilhosense entrou melhor e a mostrar maior vontade para alcançar a vitória, mas foi o Penelense a construir a primeira situação de golo, aos 62’, com Kah a entrar na grande área pela direita e cruzar atrasado para Fábio Gomes rematar por cima. O Pampilhosense respondeu na jogada seguinte, Galego isolou Ratana pela direita e este rematou cruzado ao lado da baliza. Durante um período de cerca de 10’ o Penelense mostrou ser a equipa mais esclarecida, embora um pouco aos “empurrões”. E aos 77’ os visitantes ameaçaram por Kah que rematou colocado de fora da área para uma defesa difícil do guardião serrano Pedro Mano. Este lance despertou a equipa pampilhosense que responde quase de imediato, e com golo! Aos 79’ Galego entrou na grande área e serviu Vlad que, à boca da baliza, só teve que encostar para o fundo da baliza e desbloquear o marcador colocando o Pampilhosense em vantagem. A partir daqui a equipa serrana voltou ao comando sem que os forasteiros esboçassem qualquer reacção. Aos 89’ os da casa podiam ter feito o segundo por intermédio de Vlad num remate cruzado com muito perigo, golos que acabou mesmo por surgir, já em período de descontos, com Ronaldo a lançar comprido para Ratana e este, isolado, a fazer o 2-0 desfazendo quaisquer duvidas em relação ao vencedor.

 

Não se assistiu a um jogo de grande recorte técnico mas, mesmo assim, o Pampilhosense foi, em grande parte do encontro, a equipa mais esclarecida e que mais vontade demostrou para conquistar os três pontos. Só na última fase do desafio a equipa pampilhosense conseguiu desbloquear este problema chamado Penelense, chegando à merecida vantagem e justa vitória. Este é um trinfo que vale ao Pampilhosense subir ao quinto posto, em troca com o conjunto de Penela.

 

O trabalho da equipa de arbitragem foi regular.

 

Resultados:

Pampilhosense 2-0 Penelense

Vlad e Ratana

 

Sepins 2-3 Condeixa

Garrido e Vicente (Sep); Leo (2) e Sena (Con)

 

Oliv. Hospital 10-0 Lousanense

Rui Pereira (3), Patrick (3), Ricardo Delgado (2), Paulo André e David

 

Pereira 0-2 Vinha da Rainha

Paulo Quaresma (2)

 

Sourense 2-0 Poiares

Tavares e Mário Brito

 

Tocha 2-0 Eirense

Noddy e Caldeira

 

Ançã FC 0-0 Vigor Mocidade

 

União FC 1-0 Febres

Daniel

 

Classificação:

Class DH 28ª 30-04-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Vinha da Rainha – Pampilhosense

Penelense – Sepins

Condeixa – Oliv. Hospital

Poiares – Pereira

Vigor Mocidade – Sourense

Febres – Tocha

Eirense – Ançã FC

União FC – Lousanense

 

publicado por ultraserranos4605 às 12:06
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Abril de 2017

PAMPILHOSENSE DE GARRA TRAVA LÍDER

CONDEIXA - PAMPILHOSENSE

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 23-04-17 1.jpg

 

27ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Condeixa-a-Nova

Assistência: Cerca de 300 espectadores

Árbitro: Bruno Mendes

Auxiliares: Ricardo Gabriel e Pedro Machado

Ao intervalo: 0-2

 

Pampilhosense:

Pedro Mano, Galego, Carapau, Renato, Flávio Salgado, Ronaldo, Gravata (Rui Matos 66’), Will, Miguel Barreto (Vlad 88’), Ricky e Ratana (Normando 80’).

Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Rabeca e Bába.

Treinador: Carlos Alegre

 

Condeixa:

Manu, Crachat, Dani (Ruben Cunha 71’), Cardoso, Hugo Amado, Garcês, Diogo (Citro 45’), Sena (Mvarga 66’), Rafa, Leo e Larry.

Suplentes não utilizados: Ruben, Carlos Paulo, Varela e Pita.

Treinador: Vítor Gouveia

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Gravata 20’ , Will 55’ e Pedro Mano 95’ (Pampilhosense); Garcês 95’ (Condeixa).

 

Golos: Ratana 23’ (gp) e 42’ (Pampilhosense); Leo 53’ (Condeixa).

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 23-04-17 2.jpg

 

Depois do afastamento da Taça, o Pampilhosense tentava regressar aos triunfos no campeonato numa partida que tinha como adversário o líder do campeonato. Já o Condeixa, a jogar em casa, sabia que não podia perder pontos para manter uma vantagem confortável na frente da tabela.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 23-04-17 3.jpg

 

Como se previa a equipa da casa entrou mais atrevida e com maior domínio de bola, perante um Pampilhosense que se apresentou a jogar mais na expectativas e na tentativa de explorar as rápidas saídas para o ataque. Na sequência do maior domínio do Condeixa, a primeira situação de perigo aconteceu aos 9’, na marcação de um pontapé de canto curto, Rafa rematou de fora da grande área para uma defesa apertada do guardião Pedro Mano. O Pampilhosense não estava ali só para defender e, aos 23’, Flávio Salgado vai à linha final cruzar e Crachat coloca a mão na bola sendo assinalada, de pronto, a marca do 11 metros. Ratana foi chamado a converter o castigo máximo e com calma colocou o Pampilhosense em vantagem no marcador. O jogo ganhou mais emoção poucos minutos depois… Aos 26’ o árbitro auxiliar consegue ver uma mão de Carapau que o árbitro principal não viu, a pouco metros de distância, a ordem foi para jogar mas, segundos depois a pedido do árbitro auxiliar, volta atrás e assinala pontapé de penalti. Hugo Amado foi chamado a converter mas não conseguiu levar a melhor sobre Pedro Mano que efectuou uma excelente intervenção pela linha final. E na sequência do pontapé de canto marcado de forma curta, aos 28’, Rafa cruzou à medida de Garcês que cabeceou para uma grande defesa de Pedro Mano a negar o empate. O líder do campeonato tentava encontrar soluções para desmontar a organização pampilhosense, mas sem sucesso. O Pampilhosense estava a surpreender, e maior foi a surpresa quando, aos 42’, Ratana fugiu a toda a oposição e desviou de cabeça um canto cobrado por Ronaldo, bisando na partida colocando o Pampilhosense a vencer por 2-0. E a surpresa ainda podia ser maior antes do intervalo, com Miguel Barreto a entrar dentro da grande área e rematar para uma defesa muito apertada de Manu, a bola sobrou para Flávio Salgado que disparou certo, não fosse um opositor contrario evitar o terceiro golo pampilhosense quase sobre a linha.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 23-04-17 7.jpg

 

Na segunda metade a emoção continuou presente, com o resultado a ficar ainda mais em aberto depois do Condeixa reduzir logo aos 53’. O cruzamento surgiu da direita de Dani Alves e Leo cabeceou sem hipótese para o guardião Pedro Mano, relançando o resultado e dando maior esperanças ao Condeixa para chegar à vitória. Faltando ainda muito tempo para jogar esperava-se que o líder do campeonato fosse capaz de chegar ao triunfo, pois era o único resultado que interessava. O Condeixa bem tentou, mas a verdade é que até final não conseguiu criar uma clara oportunidade para marcar. O Pampilhosense esteve sempre muito organizado defensivamente, na tentativa de segurar o triunfo, e não permitiu grandes espaços para o adversário construir oportunidades. O Condeixa teve a bola, mas não soube o que fazer com ela.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 23-04-17 4.jpg

 

Foi um jogo quase perfeito por parte da equipa serrana que deu a iniciativa ao adversário, defendeu bem, e explorou as saídas rápidas para o ataque. Ao intervalo o Pampilhosense vencia por 2-0 e no segundo tempo geriu a vantagem baseando-se numa boa organização defensiva. O Condeixa, equipa com outros argumentos e por isso lidera o campeonato, não foi capaz de traduzir em oportunidades de golo a hegemonia que teve em posse de bola.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 23-04-17 5.jpg

 

O trio de arbitragem teve um trabalho regular num jogo difícil de dirigir. O maior erro foi o pontapé de penalti para o Condeixa (desperdiçado) assinalado tardiamente pelo auxiliar num lance em que não existiu mão. Foi um jogo em que foram jogados, no total das duas partes, 12’ de descontos.

 

Condeixa - Pampilhosense 27ªJ DH 23-04-17 6.jpg

 

Resultados:

Lousanense 1-0 Febres

Marquinhos

 

Condeixa 1-2 Pampilhosense

Léo (Con); Ratana (2)

 

Oliv. Hospital 6-0 Sepins

Rui Pereira (2), Tiago Dias, João Costa e Ricardo Delgado (2)

 

Penelense 7-0 Pereira

Fábio Gomes, Tanaka, Sulce, Gonçalo, Jorge e Káh

 

Vinha da Rainha 0-2 Sourense

Seidi

 

Vigor Mocidade 4-4 Tocha

Dani, Valada (2) e Henrique (VM); Fatia (2), Nody e Gravato (ADT)

 

Poiares 1-2 Ançã FC

Videira (ADP); João Dias e Valter (AFC)

 

Eirense 1-2 União FC

Ruben Mano (UCE); Joca e Carlos Santos (UFC)

 

Classificação:

Class 27ªJ DH 23-04-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Pampilhosense – Penelense

Sepins – Condeixa

Oliv. Hospital – Lousanense

Pereira – Vinha da Rainha

Sourense – Poiares

Ançã FC – Vigor Mocidade

União FC – Febres

 

publicado por ultraserranos4605 às 15:32
link do post | comentar | favorito
Sábado, 15 de Abril de 2017

SONHO DESMORONOU EM 15 MINUTOS FATAIS

PAMPILHOSENSE - OLIV. HOSPITAL

Pampilhosense - Oliv. Hospital meias finais taça

 

Meia-Final da Taça AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 400 espectadores

Árbitro: Vítor Mendonça

Assistentes: Renato Carvalho e Eduardo Alves

Ao intervalo: 0-3

 

Pampilhosense:

Cédric, Galego (Rabeca 68’), Renato, Ronaldo, Flávio Salgado, Matos (Vlad 20’), Will, Miguel Barreto, Normando (Gravata 20’), Ratana e Ricky.

Suplentes não utilizados: Pedro Mano, Cristiano, Magalhães e Bába.

Treinador: Carlos Alegre

 

Oliv. Hospital:

Filipe Fajarni, Romário (Tiago Dias 68’), Daniel Gonçalves, Pedro André (Joel Figueiredo 61’), Diogo Barreto, Patrick (David 84’), Ailton, Rui Pereira, Ricardo Delgado, Glauber e Luís Martins.

Suplentes não utilizados: Pedro Gonçalves, João Fialho, João Costa e Luã.

Treinador: Cláudio Garcia

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Ricky 28’ e Gravata 20’ (Pampilhosense); Filipe Fajarni 13’, Romário 38’, Luís Martins 48’ e Diogo Barreto 58’ (Oliv. Hospital).

 

Golos: Ratana 75’ gp (Pampilhosense); Patrick 4’ e 15’, Ricardo Delgado 5’ e 84’ (Oliv. Hospital).

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital meias finais taça

 

Pampilhosense e Oliv. Hospital discutiam um lugar na final da Taça, em tarde primaveril perante muito publico a assistir. As duas equipas já se tinham defrontado no domingo passado em jogo a contar para o campeonato, onde os de Oliv. Hospital venceram por 4-1. Agora os serranos queriam surpreender e, perante os seus adeptos, chegar à desejada final na terceira tentativa das últimas quatro épocas.

 

Antes do início do jogo foi respeitado um minuto de silêncio, como forma de homenagem a um dos adeptos mais carismáticos deste clube, também pai do treinador Carlos Alegre, que deixou o mundo dos vivos no decorrer desta semana.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital meias finais taça

 

E a equipa de Oliv. Hospital, tal como já tinha acontecido no passado domingo, entrou muito forte e aproveitou, e de que forma, os vários erros defensivos que o Pampilhosense cometeu e que nem tem acontecido ao longo da época. Aos 15’ já o Oliv. Hospital vencia por 3-0, resultantes de jogadas muito idênticas, a explorar a velocidade da linha avançado. O primeiro surgiu logo aos 4’, com Rui Pereira a desmarcar Patrick que ganhou em velocidade e bateu o guardião Cédric. No minuto seguinte novo golo para os forasteiros, Rui Pereira correu em grande velocidade pela esquerda e ofereceu o golo a Ricardo Delgado que só teve que encostar. O Pampilhosense ainda esboçou uma tímida reacção, através de um cabeceamento de Ratana no desvio a um livre, mas foi o Oliv. Hospital a voltar a festejar. Aos 15’, em jogada idêntica ao segundo golo, Rui Pereira fugiu em velocidade pela esquerda e cruzou para a pequena área onde surgiu Patrick a fazer um golo fácil. Aos 15’ Os forasteiros já tinham construído uma vantagem confortável e o Pampilhosense tardava em responder. Só a partir dos 20’ se assistiu a uma resposta por parte dos da casa, que podiam ter reduzido antes do intervalo. Aos 22’ Galego cruzou da direita e Ratana surgiu solto ao segundo poste a cabecear com muito perigo. Aos 39’ foi a vez de Ronaldo que de livre directo rematou para uma excelente intervenção do guardião Filipe Fajarni. Na sequência do pontapé de canto, Ronaldo rematou directo mas o guardião visitante voltou a negar o golo. Ao cair do pano do primeiro tempo, aos 45’, Filipe Fajarno volta a estar em evidência ao negar o golo a Gravata que atirou directo um livre lateral.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital meias finais taça

 

Na segunda metade o Pampilhosense até entrou bem, Flávio Salgado cruzou da esquerda e Galego rematou para uma defesa difícil de Filipe Fajarni. O Pampilhosense queria reduzir para entrar na discussão do jogo e, aos 61’, voltou a estar perto, depois de Ratana servir Ricky e este a tirar um adversário do caminho e rematar as malhas laterais da baliza. Depois Romário, aos 68’, tem um choque com o seu guarda-redes e fica muito mal tratado, obrigando o jogo a uma paragem de 23’, em que foi necessário chamar uma ambulância para socorrer o jogador de Oliv. Hospital. Esta foi uma paragem que espevitou o Pampilhosense porque, pouco depois do reatamento, aos 74’, Vlad é derrubado em falta no interior da grande área por Tiago Dias e assinalado pontapé de penalti que Ratana não desperdiçou. Os da casa arriscaram tudo no ataque ainda na esperança de forçar outro resultado, e com isso o Oliv. Hospital aproveitou para voltar a importunar Cédric que, aos 80’, tem uma boa defesa a remate do meio da rua de Diogo Barreto. Até que, aos 84’, numa rápida jogada de ataque David cruzou atrasado e Ricardo Delgado rematou para o 4-1 final. Até final a equipa da casa não deitou a toalha ao chão, mais do que com o coração do que com a cabeça, através de um futebol mais directo, bem tentou reduzir a desvantagem, mas de forma ineficaz.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital meias finais taça

 

Entrou muito mal no encontro a equipa pampilhosense. E o Oliv. Hospital aproveitou a apatia e nervosismo contrário para, ao entrar muito forte, resolver a questão o mais cedo possível. E foi isso que aconteceu ao marcar por três ocasiões no primeiro quarto de hora. A equipa serrana respondeu depois disso, criou algumas situações para marcar, mas o golo que daria esperanças tardou em chegar, também por culpa de um guardião oliveirense inspirado. Na segunda metade os da casa arriscaram tudo, ainda conseguiram reduzir, mas já tarde para conseguir outro resultado. O Oliv. Hospital venceu com inteira justiça, foi a melhor equipa, mas talvez por números demasiado exagerados.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital meias finais taça

 

Excelente arbitragem da equipa liderada por Vítor Mendonça num jogo nem sempre fácil.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital meias finais taça

 

Como nota final, a equipa do Pampilhosense agradece o apoio do muito público que se deslocou ao Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra e que, ao longo de todo o desafio, se manifestou intensamente no apoio à equipa. Infelizmente não foi possível retribuir com uma vitória como era merecido.

 

publicado por ultraserranos4605 às 10:17
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 11 de Abril de 2017

FORMAÇÃO PAMPILHOSENSE - JUVENIS

Pampilhosense 2-1 Sanjoanense

10ª Jornada do Torneio de Encerramento Juvenis AFC

 

Pampilhosense - Sanjoanense 10ªJ Juvenis TE 08-04

 

Resultados:

Souselas 4-1 Adémia

Pampilhosense 2-1 Sanjoanense

Carapinheirense 1-1 Casaense

Ereira 0-0 Povoense

 

Classificação:

1º Pampilhosense – 24 pts

Casaense – 19

Souselas – 13 pts

Sanjoanense – 10 pts

Atl. Arganil – 10 pta

Adémia – 10 pts

Carapinheirense – 9 pts

Ereira – 6 pts

Povoense – 3pts

 

Próxima Jornada:

Sanjoanense – Souselas

Casaense – Pampilhosense

Povoense – Carapinheirense

Atl. Arganil – Ereira

 

publicado por ultraserranos4605 às 10:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Abril de 2017

OLIV. HOSPITAL RESOLVEU CEDO

PAMPILHOSENSE - OLIV. HOSPITAL

Pampilhosense - Oliv. Hospital 26ªJ DH 09-04-17 1

 

26ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 200 espetadores

Árbitro: Pinto Nunes

Assistentes: Gonçalo Nunes e Rogério Rodrigues

Ao intervalo: 0-3

 

Pampilhosense:

Cédric, Galego, Cristiano, Renato, Flávio Salgado, Matos, Ronaldo, Will (Miguel Barreto 52’), Normando (Ricky 70’), Babá (Ratana 63’) e Vlad.

Suplentes não utilizados: Pedro Mano, Rabeca, Gravata e Carapau.

Treinador: Carlos Alegre

 

Oliv. Hospital:

Filipe Farjani, Romário, Pedro André, Diogo, Patrick (David 56’), Joel Figueiredo (Luã 70’), Ailton, Rui Pereira (João Costa 70’), Ariano, Ricardo Delgado e Glauber.

Suplentes não utilizados: Pedro Gonçalves, Tiago Dias, Gírio e Luís Martins

Treinador: Cláudio Garcia

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Renato 23’ e Cristiano 74’ (Pampilhosense)

 

Golos: Ailton 24’, Ricardo Delgado 31’ e 40’ e Renato (AG) 48´(Olv. Hospital): Miguel Barreto 65’ (Pampilhosense).

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital 26ªJ DH 09-04-17 2

 

Este era o primeiro desafio de dois encontros agendados entre Pampilhosense e Oliv. Hospital no espaço de cinco dias. Neste, a contar para o campeonato, o Pampilhosense tentava surpreender e somar os três pontos que permitissem subir na tabela. Já do outro lado esta um Oliv. Hospital que, a ocupar o terceiro posto, não queria desperdiçar a oportunidade de somar novo triunfo para manter acessa a possibilidade de subida de divisão.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital 26ªJ DH 09-04-17 3

 

Os primeiros minutos foram de equilíbrio, mas aos poucos o Oliv. Hospital começou a comandar e a dar trabalho ao guardião Cédric. Aos 14’ Rui Pereira aproveita um passe longo e consegue ficar frente-a-frente com Cédric, mas este não permite o chapéu. Aos 21’ foi o guardião Filipe Farjani que bateu cumprido e Patrick isolou-se mas, mais uma vez, Cédric respondeu com eficácia. A defensiva da casa estava a facilitar e, aos 23’, vai permitir mais uma situação de um adversário isolado. Foi Rui Pereira que surgiu isolado mas Renato derrubou o avançado contrário dentro da grande área. Pontapé de penalidade que Diogo Barreto rematou para defesa de Cédric mas Ailton, na recarga, fez o primeiro golo no encontro. O Pampilhosense não conseguiu responder enquanto o Oliv. Hospital continuou a aproveitar os erros do adversário. Aos 31’ Ariano tem uma boa jogada individual pela direita e cruza para grande área onde Ricardo Delgado, com todo o espaço, atira para o 2-0. Aos 40’, novo erro defensivo do Pampilhosense com Ricardo Delgado a fugir para, perante Cédric, fazer sem dificuldades o 3-0 e bisar no encontro.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital 26ªJ DH 09-04-17 4

 

Ao intervalo o jogo estava, aparentemente resolvido. Ideia que ficou reforçada aos 48’ quando Rui Pereira a cruzou tenso e Renato, de forma infeliz, introduz a bola na própria baliza. Em vantagem por 4-0 o ritmo do jogo abrandou no segundo tempo. E foi o Pampilhosense que teve mais bola, também de forma consentida por parte do adversário. Resultado disso, aos 65’, o conjunto da casa vai apontar o tento de honra, com Miguel Barreto a aproveitar o ressalto de um remate de Normando para reduzir. A história deste jogo ficou por aqui. Até final foi a equipa serrana a ter bola, mas oportunidades claras de golo não existiram para nenhum dos lados.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital 26ªJ DH 09-04-17 5

 

Vitória justa do Oliv. Hspital perante um Pampilhosense que cometeu demasiados erros. O jogo ficou resolvido ainda no primeiro tempo, fase em que a equipa serrana sofreu três golos! Nunca nesta temporada o Pampilhosense tinha sofrido mais que dois golos num jogo! Mas na próxima sexta-feira estas duas equipam voltam a encontrar-se em Pampilhosa da Serra para discutir o acesso à final da Taça.

 

Pampilhosense - Oliv. Hospital 26ªJ DH 09-04-17 6

 

O trio de arbitragem não esteve isento de erros. Deixou jogar em demasia e no lance mais grave, aos 85’, prdoou um pontapé de penalti numa infracção sobre Ratana.

 

Resultados:

Pereira 0-8 Condeixa

Pampilhosense 1-4 Oliv. Hospital

Sepins – Lousanense

Sourense 0-0 Penelense

Ançã FC 3-1 Vinha da Rainha

União FC 1-1 Vigor Mocidade

Tocha 1-2 Poiares

Febres 2-1 Eirense

 

Classificação:

Class DH 26ªJ 09-04-17.jpg

Próxima Jornada:

Penelense – Pereira

Condeixa – Pampilhosense

Oliv. Hospital – Sepins

Vinha da Rainha – Sourense

Poiares – Ançã FC

Eirense – União FC

Vigor Mocidade – Tocha

Lousanense – Febres

 

publicado por ultraserranos4605 às 16:46
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Abril de 2017

PAMPILHOSENSE - OLIV. HOSPITAL EM DOSE DUPLA

Pampilhosense - Oliv. Hospital.jpg

 

Os próximos jogos do Pampilhosense prometem emoções fortes com um duplo embate com a equipa do Oliv. Hospital. O primeiro encontro acontecerá já no próximo domingo, a contar para o campeonato. A equipa serrana ocupa a sexta posição na tabela, em igualdade pontual com o quinto, e tenta chagar ao top 5 do campeonato. Mas este primeiro desafio será mais um aperitivo para o prato principal que se servirá dia 14 (sexta-feira Santa). Nesse dia o Pampilhosense volta a defrontar o Oliv. Hospital, em jogo a contar para as meias-finais da Taça. Uma partida que estava agendada para dia 25 de abril, mas que foi antecipada para o final da próxima semana. É a terceira vez que, nos últimos quatro anos, a equipa serrana alcança esta fase da prova, mas ainda não conseguiu ultrapassar este degrau e conseguir a desejada presença na final. Diz-se que “à terceira é de vez”! Que assim seja! Desta vez a jogar em sua casa, um dado novo que nas duas anteriores ocasiões não aconteceu.

 

09/04 (26ª Jornada Divisão Honra) – 16H

Pampilhosense – Oliv. Hospital

 

14/04 (Meias-Finais Taça AFC) – 15H

Pampilhosense – Oliv. Hospital

Febres – Tocha

 

publicado por ultraserranos4605 às 15:38
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Abril de 2017

RICKY RESOLVEU O PROBLEMA SEPINS

SEPINS - PAMPILHOSENSE

Sepins - Pampilhosense 25ªJ DH 02-04-17 1.jpg

 

25ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Campo Eng. Barreiros em Sepins

Assistência: cerca de 150 espetadores

Árbitro: Diogo Santos

Assistentes: José Oliveira e André Rodrigues

Ao intervalo: 0-1

 

Pampilhosense:

Pedro Mano, Rabeca, Cristiano, Carapau, Flávio Salgado, Ronaldo, Miguel Barreto (Rola 86’), Ricky, Normando (Will 64’), Ratana (Matos 79’) e Vlad.

Suplentes não utilizados: Cédric, Renato, Galego e Babá.

Treinador: Carlos Alegre

 

Sepins:

Costa, Mike (Leandro 91’), Pedro Marques, Lipe, Marco, Pato (Pessoa 78’), Pedro Lopes, Garrido, Rato, Ricardo Lopes (Lucas 85’) e Vicente.

Suplentes não utilizados: Nuno e Amério.

Treinador: João Garrido

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Carapau 74’ (Pampilhosense); Lipe 72’ (Sepins)

 

Golos: Ricky 44’ e 68’ (Pampilhosense); Vicente 53’ (Sepins)

 

Sepins - Pampilhosense 25ªJ DH 02-04-17 2.jpg

 

Depois de dois triunfos consecutivos o Pampilhosense queria somar a terceira vitória na longa deslocação a Sepins, mesmo no limite de distrito com Aveiro. A equipa serrana sabia que não teria uma tarefa fácil, pois do outro lado estava uma equipa aguerrida e que ainda espera o “milagre” para não descer de divisão.

 

Sepins - Pampilhosense 25ªJ DH 02-04-17 3.jpg

 

A turma de Pampilhosa da Serra não entrou bem no jogo e permitiu que o Sepins, sempre muito aguerrido, ganhasse ânimo e acreditasse que podia conquistar pontos, apesar da enorme diferença na classificação entre as duas equipas. A primeira metade não teve grandes situações de golo e a primeira surgiu aos 25’, para a equipa da casa, com Garrido a desferir um cruzamento remate e Ricardo Lopes, aos segundo poste, a rematar por cima da baliza quando tinha tudo para bater Pedro Mano. A equipa do Pampilhosense respondeu pouco depois, aos 29’, com Ricky a rematar de livre direto e a obrigar o guardião Costa a uma defesa difícil. Com um jogo bastante mastigado e embrulhado entre as duas equipas, o perigo só voltou a acontecer já sobre o tempo de descanso, e resultou em golo para o Pampilhosense! Numa rápida jogada de ataque, aos 44’, Ricky serviu Normando e este na cara do golo rematou para defesa de Costa, no entanto a bola sobrou para Vlad que serviu Ricky e este, à estrada da grande área, atirou para colocar o Pampilhosense em vantagem no marcador ao intervalo.

 

Sepins - Pampilhosense 25ªJ DH 02-04-17 4.jpg

 

Para a segunda metade a equipa serrana sabia que teria que fazer mais para levar de vencido este incómodo adversário. E entrou bem o conjunto serrano ao criar duas boas ocasiões para sentenciar o desafio no espaço de 2’. A primeira aos 51’, através de um remate forte de Ratana do meio da rua que embateu com estrondo na trave da baliza de Costa. A segunda foi no minuto seguinte, com Ratana a servir largo Ricky mas o jogador pampilhosense, sozinho na cara de Costa, permite a intervenção do guardião contrário. Estes estavam a ser minutos emotivos, isto porque aos 53’, e sem que fosse previsível, há uma perda de bola na defensiva pampilhosense e Vicente, num excelente remate cruzado e colocado, bate Pedro Mano e empata o encontro. A equipa visitante ficou um pouco intranquila nos instantes que se seguiram, mas aos poucos foi assentando o seu jogo. Fruto disso, aos 68’, vai voltar à posição de vencedor, depois de um excelente passe de Miguel Barreto para Ricky, com o jogador pampilhosense a ultrapassar um adversário e rematar para o 2-1 bisando na partida com classe. Mas o Sepins já tinha mostrado ser capaz de contrariar o Pampilhosense, e a resposta ao golo serrano aconteceu aos 75’, com Rato, num livre lateral, a rematar direto à baliza e a acertar na trave. Até final o Pampilhosense tentou controlar o adversário, abrandar o ritmo e manter a bola em seu poder, mas não se livrou de um susto já em período de compensação, aos 96’, para além dos 4’ de descontos inicialmente dados, com a bola a entrar na baliza de Pedro Mano depois de um livre que sofreu um desvio de um jogador que estava em posição irregular.

 

Sepins - Pampilhosense 25ªJ DH 02-04-17 5.jpg

 

Não foi um jogo fácil para a equipa do Pampilhosense, que pela frente encontrou um adversário muito aguerrido e que queria somar pontos na fuga à despromoção. No geral a turma serrana foi mais forte e acabou por vencer merecidamente.

 

Sepins - Pampilhosense 25ªJ DH 02-04-17 6.jpg

 

O trio de arbitragem foi bastante contestado pelos locais, que na primeira parte ficaram a pedir uma grande penalidade por mão de Flávio Salgado, mas o jogador serrano tinha os braços atrás das costas. Na última jogada do desafio novo lance que gerou protestos por parte da equipa do Sepins. Num livre frontal a bola sofreu um desvio de um jogador da casa que, aparentemente, estava adiantado.

 

Sepins - Pampilhosense 25ªJ DH 02-04-17 7.jpg

 

Resultados:

Condeixa 1-0 Sourense

Hugo Amado

 

Oliv. Hospital 8-0 Pereira

Patrick (4), Rui Pereira (2), Pedro André e Joel Figueiredo

 

Sepins 1-2 Pampilhosense

Vicente (GDS); Ricky (2) (GDP)

 

Penelense 1-3 Ançã FC

Kah (Pen); Serginho, Estanqueiro e João Pinto (AFC)

 

Vinha da Rainha 2-0 Tocha

Lima (2)

 

Vigor Mocidade 1-1 Febres

Dani (VM); Curica (Feb)

 

Poiares 2-2 União FC

Morsa (2) (ADP); Carlos Santos e David (UFC)

 

Lousanense 0-2 Eirense

Veríssimo e Afonso

 

Classificação:

Class DH 25ªJ 02-04-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Pereira – Condeixa

Pampilhosense – Oliv. Hospital

Sepins – Lousanense

Sourense – Penelense

Ançã FC – Vinha da Rainha

União FC – Vigor Mocidade

Tocha – Poiares

Febres – Eirense

 

publicado por ultraserranos4605 às 16:45
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Março de 2017

PAMPILHOSENSE COMPETENTE VENCEU COM TRANQUILIDADE

PAMPILHOSENSE - LOUSANENSE

Pampilhosense - Lousanense 24ªJ DH 26-03-17 1.jpg

 

24ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 80 espetadores

Árbitro: Telmo Galvão

Assistentes: Fábio Mendes e Joel Esteves

Ao intervalo: 1-0

 

Pampilhosense:

Pedro Mano, Galego (Rabeca 68’), Carapau, Renato, Flávio Salgado, Rui Matos (Miguel Barreto 72’), Ronaldo, Ricky, Normando, Babá (Ratana 63’) e Vlad.

Suplentes não utilizados: Cédric, Magalhães, Cristiano e Rola.

Treinador: Carlos Alegre

 

Lousanense:

Diogo Santos, Abílio, Norberto, Samuel Borges, Samuca, Titi (Júnior 61’), Pedro Cerqueira (Tavares 45’), Malta, Marquinhos, Diogo Almeida (Paulino 56’), Nolas.

Suplentes não utilizados: Baia, Alfacides Tiago Santos e Miguel Alvarinhas.

Treinador: Tiago Santos

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Miguel Barreto 82’ (Pampilhosense); Marquinhos 54’ (Lousanense)

 

Golos: Ricky 29’ e Normando 49’ e 77’

 

Pampilhosense - Lousanense 24ªJ DH 26-03-17 2.jpg

 

Em primeiro dizer que o jogo entre estas duas equipas iniciou com 55’ de atraso, isto porque a equipa de arbitragem chegou bem depois da hora devida, sem o conhecimento inicial das duas equipas. Uma situação que nada beneficia o futebol distrital.

 

Pampilhosense - Lousanense 24ªJ DH 26-03-17 3.jpg

 

Quanto ao “jogo jogado”, o Pampilhosense esteve sempre por cima do Lousanense, conseguindo uma vitória tranquila. Perante um Lousanense muito fechado no último reduto, foi preciso esperar 25’ para se assistir à primeira oportunidade de golo, para o Pampilhosense, com Flávio Salgado a ir a linha final e cruzar atrasado para Ricky, em óptima posição, rematar ao lado. Até que pouco depois, aos 29’, a equipa da casa vai adiantar-se no marcador através de uma cabeça certeira de Ricky na marcação de um pontapé de canto. O Lousanense não esboçou qualquer tipo de reacção, enquanto o Pampilhosense geriu a vantagem e até ao intervalo também não forçou para aumentar o marcador.

 

Pampilhosense - Lousanense 24ªJ DH 26-03-17 4.jpg

 

Na segunda metade o jogo foi mais animado, a equipa serrana entrou bem e, aos 49’, vai sentenciar o encontro depois de um cruzamento de Flávio Salgado com Normando a aproveitar o mau alívio do guardião contrário para fazer o 2-0. A equipa visitante continuou sem conseguir responder e foi o Pampilhosense a construir as melhores ocasiões para marcar. Aos 68’ Vlad isolou Normando e este só não fez o golo porque um defesa contrário salvou sobre a linha. Aos 70’ Rui Matos rematou para uma excelente defesa de Diogo Santos. E no minuto seguinte nova ocasião para os serranos, com Ratana a oferecer o golo a Vlad, este a encontrar a oposição de Diogo Santos mas a bola sobra para Normando que remata contra um defesa adversário que assim impediu o golo sobre a linha de baliza. Até que, finalmente, aos 75’ o Lousanense vai criar a primeira e única oportunidade de golo, depois de um passe cumprido para Malta que não aproveitou a saída de Pedro Mano e rematou ao lado. Mas, aos 77’, a equipa da casa vai carimbar de vez a vitória, isto se duvidas ainda existissem. Foi Flávio Salgado a estar novamente na jogada a cruzar largo para Rabeca que, de cabeça ao segundo poste, serviu Normando para, também de cabeça, fazer o 3-0 final.

 

Pampilhosense - Lousanense 24ªJ DH 26-03-17 5.jpg

 

Vitória justa da equipa do Pampilhosense frente a um Lousanense que pouco, ou nada, assustou a baliza de Pedro Mano. Na primeira metade as oportunidades de golo foram escassas, mas as suficientes para os serranos marcarem numa ocasião e saírem para o intervalo em vantagem, perante um Lousanense bastante recuado. Na segunda metade houve mais espaço, mais oportunidades, e a equipa do Pampilhosense, com naturalidade, marcou por mais duas ocasiões conseguindo uma vitória tranquila.

 

Pampilhosense - Lousanense 24ªJ DH 26-03-17 6.jpg

 

O trio de arbitragem teve um trabalho positivo.

 

Resultados:

Sourense 1-0 Oliv. Hospital

Justin

 

Pereira 1-3 Sepins

Rafa (Per); Garrido, Mike e Vicente (Sep)

 

Pampilhosense 3-0 Lousanense

Ricky e Normando (2)

 

Ançã FC 1-3 Condeixa

Estanqueiro (AFC); Garcês e Hugo Amado (2) (Con)

 

Tocha 3-2 Penelense

Fatia, Gregório e Noddy (UDT); Sulce e Pedro Alves (Pen)

 

Febres 4-1 Poiares

Craveiro, Curica (2) e Diogo Marques (Feb); Vitór (ADP)

 

União FC 1-1 Vinha da Rainha

André Santos (UFC); Miguel Tomás (VR)

 

Eirense 0-2 Vigor Mocidade

Renato e Dani

 

Classificação:

Class DH 24ªJ 26-03-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Condeixa – Sourense

Oliv. Hospital – Pereira

Sepins – Pampilhosense

Penelense – Ançã FC

Vinha da Rainha – Tocha

Vigor Mocidade – Febres

Poiares – União FC

Lousanense – Eirense

 

publicado por ultraserranos4605 às 15:25
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Março de 2017

PAMPILHOSENSE CUMPRIU E REGRESSOU AOS TRIUNFOS

PAMPILHOSENSE - PEREIRA

Pampilhosense - Pereira 23ªJ DH 19-03-17 1.jpg

 

23ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 80 espetadores

Árbitro: Diogo Galvão

Assistentes: Leandro Silva e João Branco

Ao intervalo: 2-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Galego, Carapau (Magalhães 84’), Renato, Rola (Babá 55’), Rui Matos (Vlad 55’), Ronaldo, Miguel Barreto, Flávio Salgado, Ratana e Ricky.

Suplentes não utilizados: Pedro Mano, Cristiano, Rabeca e Normando.

Treinador: Carlos Alegre

 

Pereira:

Vasco almeida, Gonçalo Moinhos, Zé Augusto, Tarrafa (Hermo 79’), Rui Santos, Tiago Simões (Rafael Relvão 55’), Danilo, Alex, Xano, Carlos André e Miguel Silva.

Suplentes não utilizados: Zé Marque e Xavier Gonçalves

Treinador: José Rodrigues

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Carapau 80’ (Pampilhosense); Xano 91’ (Pereira)

 

Golos: Flávio Salgado 11’, Miguel Barreto 15’ e Ronaldo 91’

 

Pampilhosense - Pereira 23ªJ DH 19-03-17 2.jpg

 

Perante o penúltimo classificado da tabela o Pampilhosense sabia que não podia facilitar para não correr o risco de ser surpreendido em sua casa. O Pereira vinha disposto a somar pontos, mas não mostrou grandes argumentos.

 

Pampilhosense - Pereira 23ªJ DH 19-03-17 3.jpg

 

E a equipa serrana entrou bem no jogo e logo aos 8’ Flávio Salgado surgiu isolado a rematar ao lado. Estava dado o aviso! Pouco depois, aos 11’, numa jogada individual de Flávio Salgado pela direita, este entra na grande área, ultrapassa dois adversários, e remata para um golo que contou com a colaboração do guardião Vasco Almeida. A equipa serrana continuou a pressionar e, aos 15’, Ricky insistiu pela direita, fui à linha final e ofereceu o golo a Miguel Barreto que não se fez rogado. A vencer por 2-0 o conjunto da casa abrandou o ritmo, mas mesmo sem acelerar continuou a criar situações para dilatar o marcador, perante um Pereira que não mostrava argumentos para contrariar o andamento do resultado. Aos 23’ Rui Matos quase marcou de canto direto, a bola embateu na trave. No minuto seguinte foi Galego que cruzou com régua e esquadro para Ricky, na pequena área, cabecear ao lado. Já sobre o apito final do primeiro Rui Matos cruzou e Ricky, uma vez mais, apareceu solto a cabecear ao poste.

 

Pampilhosense - Pereira 23ªJ DH 19-03-17 4.jpg

 

O cariz do jogo não se alterou no segundo tempo, mas foi o Pereira a criar a primeira grande ocasião – e única em todo o jogos – aos 54’. Na sequência de um pontapé de canto Danilo surgiu sem marcação a cabecear com muito perigo para a baliza de Cédric. A partir daqui a equipa serrana, mesmo sem deslumbrar, continuava a desperdiçar oportunidades. Aos 60’ Ratana, à entrada da grande área, rematou colocado para uma boa defesa de Vasco Almeida. E aos 74’ o guardião visitante volta a estar em evidência, ao negar o golo a Ricky que surgiu isolado. Aos 81’ Flávio Salgado isolou Ratana e este, depois de ultrapassar o guarda-redes adversário, rematou ao lado. O Pampilhosense continuava a coleccionar oportunidades desperdiçadas e, aos 81’, foi a vez de Vlad cabecear à trave depois de um cruzamento de Flávio Salgado. Até que aos 91’ vai surgir o terceiro tento pampilhosense, com Ronaldo a cobrar um livre directo e surpreender o guardião Vasco Almeida.

 

Pampilhosense - Pereira 23ªJ DH 19-03-17 5.jpg

 

Mesmo sem fazer uma exibição deslumbrante o Pampilhosense cumpriu a sua obrigação ao vencer de forma tranquila o Pereira. A equipa podia ter vencido com margem mais folgada, caso tivesse sido mais feliz no capitulo da finalização. Do outro lado, o Pereira bem tentou, mas não foi capaz de contrariar o Pampilhosense.

 

Pampilhosense - Pereira 23ªJ DH 19-03-17 6.jpg

 

Boa arbitragem.

 

Resultados:

Oliv. Hospital 3-1 Ançã FC

Patrick (2) (OH); Relvão (AFC)

 

Sepins 1-3 Sourense

Vicente (Sep); Marcos, Tavares e Seidi (GDS)

 

Pampilhosense 3-0 Pereira

Flávio Salgado, Miguel Barreto e Ronaldo

 

Condeixa 3-0 Tocha

Leo, Crachat e Hugo Amado

 

Penelense 2-1 União FC

Jorge Correia e Sulce (Pen); Danilo (UFC)

 

Poiares 1-2 Eirense

Morsa (ADP); Marques (UCE)

 

Vinha da Rainha 1-2 Febres

João Cruz (VR); Curica e Miguel Craveiro (Feb)

 

Lousanense 0-2 Vigor Mocidade

Diogo Batista e Valada

 

Classificação:

Class DH 23ªJ 19-03-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Sourense – Oliv. Hospital

Pereira – Sepins

Pampilhosense – Lousanense

Ançã FC – Condeixa

Tocha – Penelense

Febres – Poiares

União FC – Vinha da Rainha

Eirense – Vigor Mocidade

 

publicado por ultraserranos4605 às 14:54
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Março de 2017

INSUFICIENTE PARA TRAVAR O LIDER

SOURENSE - PAMPILHOSENSE

Sourense - Pampilhosense 22ªJ DH 12-03-17 1.jpg

 

22ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Campo Dr. António Coelho Rodrigues em Soure

Assistência: cerca de 100 espectadores

Árbitro: Pedro Tomás

Assistentes: Marco Silva e Fábio Santos.

Ao intervalo: 1-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Galego (Babá 87’), Carapau, Renato, Rola (Normando 65’), Matos (Ronaldo 65’), Miguel Barreto, Ricky, Flávio Salgado, Ratana e Vlad.

Suplentes não utilizados: Pedro Mano, Cristiano, Magalhães e Rabeca.

Treinador: Carlos Alegre

 

Sourense:

Vítor Nogueira, Ngondo, Rui Daniel, Eric, Mário João (Mário Brito 75’), Tavares, China (Tó Zé 80’), Justino (Marcos 91’), Fred, Seidi e Xuna.

Suplentes não utilizados: Vasco, Paulito e Hugo.

Treinador: Rafael Silva

 

Ação Disciplinar:

Amarelos: Renato 48’, Vlad 65’, Ricky 68’, Miguel Barreto 86´e Flávio Salgado 95’ (Pampilhosense); Rui Daniel 86’, Justino 91’ e Ngondo 96´ (Sourense).

 

Golos: China 21’

 

Sourense - Pampilhosense 22ªJ DH 12-03-17 2.jpg

 

Na visita à casa do líder o Pampilhosense ambicionava surpreender e trazer de Soure pontos que dessem seguimento ao bom resultado da jornada anterior. Mas do outro lado estava um Sourense que, em primeiro lugar na classificação, não podia perder pontos para, assim, manter a liderança.

 

Sourense - Pampilhosense 22ªJ DH 12-03-17 3.jpg

 

Assistiu-se a um desafio bem disputado, com o resultado sempre em aberto até ao último apito. Entrou melhor a equipa da casa, que logo aos 9’ dispõe da primeira situação para marcar quando, na sequência de um pontapé de canto, Rui Daniel cabeceou ao poste. O Sourense continuou com ligeiro ascendente, com mais bola em seu poder, e aos 21’ China entrou na grande área e disparou forte batendo o guardião Cédric, colocando o Sourense em vantagem no marcador. A equipa do Pampilhosense respondeu, equilibrou, e à passagem da meia hora Ratana cruzou da esquerda e Ricky surgiu solto de marcação na pequena área a cabecear por cima da baliza de Vítor Nogueira. A turma da casa continuou a dar boa réplica ao líder do campeonato e, aos 38’, Rui Matos cobrou um livre direto lavando a bola a passar com muito perigo para a baliza do Sourense. O intervalo chegou e o conjunto da casa estava em vantagem no marcador.

 

Sourense - Pampilhosense 22ªJ DH 12-03-17 4.jpg

 

Na segunda metade continuou-se a assistir a uma partida bem dividida. O Pampilhosense precisava de marcar e aos 56’ volta a estar perto de empatar, quando Vlad cruzou rasteiro da direita e Miguel Barreto surgiu ao segundo poste, sozinho, a rematar ao lado. O Sourense respondeu e dois minutos depois, na marcação de um canto, Rui Daniel surge ao primeiro poste a desviar, valendo ao Pampilhosense Ratana a salvar sobre a linha de golo. A equipa da casa, com rápidas saídas para o contra-ataque, colocava problemas à defensiva serrana e aos 63’Justino surgiu com espaço e fez um chapéu mas a bola passou sobre a baliza. Até final o Pampilhosense bem tentou encontrar argumentos para contrariar o líder do campeonato, mas o Sourense, sempre muito consistente, soube segurar a magra vantagem com categoria. O mais perto que a equipa serrana esteve de alcançar o empate foi bola parada, num livre direto apontado por Ricky, aos 87’, com a bola a passar muito perto do poste da baliza de Vítor Nogueira.

 

Sourense - Pampilhosense 22ªJ DH 12-03-17 5.jpg

 

A equipa da casa não podia perder pontos neste encontro, e o líder do campeonato cumpriu a sua obrigação. O Pampilhosense bem tentou contrariar o favoritismo adversário e dispôs de algumas ocasiões em que podia ter chegado ao empate. Mas o Sourense foi uma equipa muito competente, que controlou o encontro depois de ter chegado à vantagem, dispondo também de situações para sentenciar o desafio.

 

Sourense - Pampilhosense 22ªJ DH 12-03-17 6.jpg

 

O trio de arbitragem teve, globalmente, uma prestação positiva.

 

Resultados:

Ançã FC 3-0 Sepins

Nazaré, Relvão e Carlos Branco

 

Sourense 1-0 Pampilhosense

China

 

Pereira 0-0 Lousanense

 

Tocha 1-1 Oliv. Hospital

João Neves (ADT); Patrick (OH)

 

União FC 0-3 Condeixa

Hugo Amado, Sena e Dani

 

Eirense 1-1 Vinha da Rainha

Balteiro (UCE); Miguel (VR)

 

Febres 4-2 Penelense

Curica (3) e Nunito (Feb); Gonçalo e Sulce (Pen)

 

Vigor Mocidade 0-1 Poiares

João Vítor

 

Classificação:

Class DH 22ªJ 12-03-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Oliv. Hospital – Ançã FC

Sepins – Sourense

Pampilhosense – Pereira

Condeixa – Tocha

Penelense – União FC

Poiares – Eirense

Vinha da Rainha – Febres

Lousanense – Vigor Mocidade

 

publicado por ultraserranos4605 às 15:08
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Março de 2017

PAMPILHOSENSE REGRESSA ÀS VITÓRIAS EM JOGO EMOTIVO

PAMPILHOSENSE - ANÇÃ FC

Pampilhosense - Ança FC 21ªJ DH 05-03-17 1.jpg

 

21ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 250 espetadores

Árbitro: Filipa Ferreira

Assistentes: Mário Serrano e André Rodrigues

Ao intervalo: 1-0

 

Pampilhosense:

Cédric, Galego, Carapau, Renato, Rola, Rui Matos (Vlad 87’), Gravata, Miguel Barreto (Ronaldo 83’), Flávio Salgado, Normando (Ratana 72’) e Ricky.

Suplentes não utilizados: Pedro Mano, Cristriano, Rabeca e Babá.

Treinador: Carlos Alegre

 

Ançã FC:

Ivo, João Dias (Serginho 80’), Gabi (Alex 58’), Relvão, João Pinto (Branco 58’), Valter, Rafa, Samuel, Rui Jorge, Nazaré e Estanqueiro.

Suplentes não utilizados: Joel, Ricardo Costa e Ramalho.

Treinador: Diogo Godinho

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Gravata 34’, Miguel Barreto 82’, Carapau 92’ e Cédric 94’ (Pampilhosense); Rafael Duarte 29’ e Gabi 35’ (Ançã FC)

 

Golos: Ricky 8’ e Ratana 90’ (Pampilhosense); Rafael Duarte 85’ (Ançã FC)

 

Pampilhosense - Ança FC 21ªJ DH 05-03-17 2.jpg

 

Era de prever um jogo emotivo entre Pampilhosense e Ançã FC, com ambas as equipas à procura da vitória. E as expectativas não saíram defraudadas perante uma casa bem composta.

 

Pampilhosense - Ança FC 21ªJ DH 05-03-17 3.jpg

 

Entrou bem a equipa da casa que logo aos 8’ tem na cabeça de Normando a primeira situação para marcar, o avançado serrano cabeceou para boa defesa de Ivo pela linha final. Na sequência do pontapé de canto Ricky saltou mais alto que todos e, de cabeça, bateu Ivo colocando o Pampilhosense em vantagem no marcador. Estava dado o mote para uma boa partida de futebol! O Ançã FC reagiu e, aos 12’, Nazaré cruzou atrasado e Valter rematou por cima. Pouco depois, aos 15’, Relvão atirou com perigo num remate de fora da grande área. Os visitantes estavam melhor e Valter volta a estar perto da igualdade quando, aos 23’, aproveitou um ressalto para rematar para boa defesa de Cédric. Estava-se a assistir a uma boa partida de futebol, com o perigo a rondar as duas balizas e, aos 25’, o Pampilhosense responde com um lançamento cumprido de Carapau com Ricky a cabecear com bastante perigo por cima do travessão. A primeira meia hora, disputada em bom ritmo, terminou com mais uma boa situação para o Ançã FC quando, aos 28’, Rafael Duarte rematou de livre directo para uma defesa atenta de Cédric. As equipas iam para o descanso com vantagem para os homens da casa.

 

Pampilhosense - Ança FC 21ªJ DH 05-03-17 5.jpg

 

Na segunda metade continuou-se a assistir a uma boa partida de futebol, onde se somou a emoção. Aos 54’ Miguel Barreto está perto de dilatar a vantagem do Pampilhosense, ao rematar para uma defesa muito difícil de Ivo. O Ançã FC respondeu de imediato, aos 56’, depois de um livre largo com Samuel a cabecear e obrigar Cédric a uma boa defesa. Mas os visitantes não estavam a conseguir construir lances tão bem desenhados como os do primeiro tempo, e o Pampilhosense parecia mais coeso e ameaçava o segundo golo. Aos 79’ Gravata serviu Ricky e este, em excelente posição, cabeceou para uma grande defesa de Ivo. O Pampilhosense não “matou” e, aos 85’, os visitantes vão chegar à igualdade numa fase em que já arriscavam tudo no ataque, com a subida de Rafael Duarte para a frente. E foi precisamente essa a “chave” que abriu o caminho da igualdade, pois, depois de uma jogada de insistência foi Rafael Duarte a fazer o golo num magnífico pontapé de bicicleta. Mas ainda faltava algum tempo para jogar e sentia-se que a vitória podia pender para qualquer um dos lados, porque ambas as equipas demonstravam vontade em vencer. E foi o que aconteceu quando aos 90’ Ronaldo isolou Ratana que, perante Ivo, rematou e deu a vitória ao Pampilhosense.

 

Pampilhosense - Ança FC 21ªJ DH 05-03-17 6.jpg

 

Boa partida de futebol com Pampilhosense e Ançã FC a demostrarem querer em vencer. A equipa serrana entrou bem e marcou cedo, o que favoreceu a sua estratégia. O Ançã FC correu atrás do prejuízo mas foi só na parte final que conseguiu chegar à igualdade, numa fase em que os da casa pareciam controlar o desafio. Mas ainda havia tempo para os da casa reagirem, o que aconteceu sobre os 90’ com o golo de Ratana que fez regressar o Pampilhosense aos triunfos depois de seis jogos consecutivos sem vencer.

 

O trio de arbitragem cometeu alguns erros, mas para ambos os lados. O Ançã FC ficou a queixar-se no lance do segundo, por suposta posição irregular de Ratana (ficou a duvida se o jogador serrano partiu ou não antes da linha de meio campo no momento do passe). Já os serranos ficaram a queixar-se de um empurrão no lance de golo do empate do Ançã FC, a jogada prosseguiu sem que a infracção fosse assinalada e resultou na igualdade.

 

Resultados:

Sepins 1-3 Tocha

Ricardo (Sep); Timóteo, Fatia e Veríssimo (ADT)

 

Pampilhosense 2-1 Ançã FC

Ricky e Ratana (GDP); Rafael Duarte (AFC)

 

Pereira 0-5 Sourense

Justino (2), Fred, Seidi e Tozé

 

Oliv. Hospital 0-0 União FC

 

Condeixa 4-0 Febres

Garcês (2), Larry e Varela

 

Vinha da Rainha 1-0 Vigor Mocidade

França

 

Penelense 2-0 Eirense

Tanaka e Kah

 

Lousanense 0-1 Poiares

Morsa

 

Classificação:

Class DH 21ªJ 05-03-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Ançã FC – Sepins

Sourense – Pampilhosense

Pereira – Lousanense

Tocha – Oliv. Hospital

União FC – Condeixa

Eirense – Vinha da Rainha

Febres – Penelense

Vigor Mocidade – Poiares

 

publicado por ultraserranos4605 às 14:44
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017

PAMPILHOSENSE CONTINUA EM MARÉ NEGRA

TOCHA - PAMPILHOSENSE

Tocha - Pampilhosense 20ªJ DH 26-02-17 1.jpg

 

20ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Complexo Desportivo da Tocha

Assistência: cerca de 90 espectadores

Árbitro: Pedro nascimento

Assistentes: Mário Simões e Diogo Jerónimo

Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:

Pedro Mano, Rabeca, Carapau, Renato, Rola, Gravata (Ratana 62’), Ronaldo, Will, Normando (Miguel Barreto 79’), Ricky e Vlad.

Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Galego, Babá e Matos.

Treinador: Carlos Alegre

 

Tocha:

Hélio Dias, Gravato, Carlitos, Carino, Custodio (Curto 81’), Noddy, Fatia (Caldeira 72’), Tiago, Gregório, João Neves e Miguel Neves (Rafael Costa 91’).

Suplentes não utilizados: Pedro Jerónimo, Jeremias, Micael e André

Treinador: Luís Felix

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Normando 29’ e Ricky 57’ (Pampilhosense); Custodio 37’ (Tocha)

 

Golos: Gregório 85’

 

Tocha - Pampilhosense 20ªJ DH 26-02-17 2.jpg

 

Sem vencer há cinco jogos consecutivos para o campeonato, embora só por uma ocasião tenha perdido, o Pampilhosense tentava regressar aos triunfos na deslocação à Tocha. Mas do outro lado estava um Tocha a atravessar uma excelente fase e que tem valido à equipa subir na tabela classificativa. Uma vitória colocaria o Tocha a apenas um ponto dos serranos.

 

Tocha - Pampilhosense 20ªJ DH 26-02-17 3.jpg

 

Os da casa entraram melhor no encontro mas sem conseguir criar grandes lances de perigo junto da baliza de Pedro Mano. Aos poucos a equipa serrana começou a equilibrar e, aos 25’, tem a primeira situação de perigo com Ronaldo a cobrar um livre para o interior da área que pedia um desvio, tal não aconteceu e a bola quase entrou direta. A segunda oportunidade de golo aconteceu já sobre o apito final do primeiro tempo, aos 46’, novamente para o conjunto pampilhosense. Ronaldo cobrou um pontapé de canto e Renato, ao segundo poste, surgiu soltou de marcação a rematar com muito perigo para Hélio Dias.

 

Tocha - Pampilhosense 20ªJ DH 26-02-17 4.jpg

 

Na segunda metade continuou a assistir-se a um jogo nem sempre bem jogado, e com o primeiro sinal de perigo a acontecer para a equipa da casa. Aos 50’ Carlitos cruzou e Fatia, ao segundo poste, serviu Gregório que, na pequena área e com a baliza à sua merce, cabeceou por cima. A resposta Pampilhosense só aconteceu aos 73’, com Rabeca a cruzar à medida para Vlad desperdiçar e cabecear ao lado da baliza. Pouco depois, aos 75’, Ricky entrou na grande área e desviou a bola de Hélio Dias mas o golo pampilhosense não aconteceu porque sobre a linha um defensor do Tocha evitou. A equipa serrana não marcou e o Tocha, aos 85’, vai aproveitar o adiantamento do Pampilhosense para isolar Gregório que, na esquerda, rematou para o fundo da baliza de Pedro Mano. Até final, o Pampilhosense ainda tentou reagir mas foi o Tocha que, em contra-ataque, podia ter marcado por intermédio de Caldeira ao rematar às malhas laterais da baliza.

 

Não foi um jogo brilhante em termos técnicos e com domínio repartido de parte a parte. As duas equipas foram pouco esclarecidas e valeu um único golo para haver um vencedor.

 

O trio de arbitragem fez um bom trabalho.

 

Resultados:

Tocha 1-0 Pampilhosense

Gregório

 

Ançã FC 4-0 Pereira

Relvão (2), Rafael Duarte e Samuel Oliveira

 

Sourense 4-0 Lousanense

Mário João (3) e Ngondo

 

União FC 2-0 Sepins

David e Daniel

 

Febres 0-1 Oliv. Hospital

Luís Martins

 

Vigor Mocidade 0-1 Penelense

Fábio Gomes

 

Eirense 1-1 Condeixa

Ruben (UCE); Sena (Con)

 

Poiares 1-0 Vinha da Rainha

Morsa

 

Classificação:

Class DH 20ªJ 26-02-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Sepins – Tocha

Pampilhosense – Ançã FC

Pereira – Sourense

Oliv. Hospital – União FC

Condeixa – Febres

Vinha da Rainha – Vigor Mocidade

Penelense – Eirense

Lousanense – Poiares

 

publicado por ultraserranos4605 às 14:18
link do post | comentar | favorito
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

ANTEVISÃO DA JORNADA PAMPILHOSENSE

Tocha - Pampilhosense

20ª Jornada Divisão de Honra AF Coimbra

Complexo Desportivo da Tocha 26/02 – 15h

Tocha - Pampilhosense 20ªJ DH 26-02-17 antevisao.

 

Sem vencer nos últimos cinco encontros para o campeonato, em que somou quatro empates e uma derrota, a quarta da temporada, o Pampilhosense viaja no próximo domingo até à Tocha na tentativa de regressar aos triunfos para subir na tabela. A equipa serrana não atravessa um momento positivo e, com 29 pontos na tabela, ocupa o sétimo lugar. São cinco jogos consecutivos sem conseguir vencer, para o qual tem contribuído o enorme desacerto na finalização, ao que se junta também algum azar, com dois autogolos nas duas últimas jornadas. Mas a última partida, em que ditou a segunda derrota caseira em casa nesta temporada, por 2-1 frente ao União FC, foi um desafio em que o Pampilhosense não se exibiu ao que tem sido habitual. E apagar essa má exibição e regressar aos triunfos é o grande objectivo para esta deslocação à Tocha. Já a formação do Tocha, em contraponto com a equipa serrana, atravessa um excelente momento com quatro triunfos nos últimos cinco desafios, um dos quais garantiu a passagem às meias-finais da Taça AFC. A turma da Tocha ocupa o décimo posto com 25 pontos e vem de um triunfo em Pereira por 3-0. São bons resultados que certamente deixam esta equipa mais confiante para vencer o Pampilhosense e escalar mais umas posições na classificação.

 

 

Diz a história que o Pampilhosense até tem conseguido resultados positivos nas deslocações à Tocha. Espera-se que a tendência continue.

 

2014/015 (Divisão de Honra)

Tocha 1-3 Pampilhosense

Ramalho, Figueiredo e Jocy

 

2013/2014 (Divisão de Honra)

Tocha 2-2 Pampilhosense

Faca (2)

 

1998/1999 (Divisão de Honra)

Tocha 0-2 Pampilhosense

Julinho e Guardado

 

1997/1998 (Divisão de Honra)

Tocha 1-3 Pampilhosense

 

1996/1997 (Divisão de Honra)

Tocha 1-0 Pampilhosense

 

publicado por ultraserranos4605 às 06:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

PAMPILHOSENSE SEM IDEIAS REGRESSOU ÀS DERROTAS

PAMPILHOSENSE - UNIÃO FC

Pampilhosense - União FC 19ªJ DH 19-02-17 1.jpg

 

19ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 100 espetadores

Árbitro: João Calado

Assistentes: João Veiga e Luís Vilela

Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:

Pedro Mano, Rabeca (Babá 79’), Carapau, Renato, Flávio Salgado, Ronaldo, Rui Matos (Ratana 57’), Will, Miguel Barreto (Normando 67’), Ricky e Vlad.

Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Rola e Gravata.

Treinador: Carlos Alegre

 

União FC:

Gonçalo, Batista, Danilo, Marcos, Joel, Carlos Santos (Bruno 58'), Daniel, David, Cédric (Zé 93'), Fiador (Zito 79') e Luís Rodrigues.

Suplentes não utilizados: Telmo, Hernâni, André Costa e André Santos.

Treinador: Tó Miranda

 

Ação disciplinar: Rabeca 39’ (Pampilhosense)

 

Golos: Rabeca 24’ (Pampilhosense); Carlos Santos 40’ Rabeca (autogolo) 55’ (União FC).

 

Pampilhosense - União FC 19ªJ DH 19-02-17 2.jpg

 

As duas equipas estavam, à partida para esta ronda, separadas por apenas três pontos com vantagem para os serranos. A equipa pampilhosense tentava regressar aos triunfos depois de quatro empates consecutivos, enquanto o União FC queria manter a senda de bons resultados ao somar mais um triunfo.

 

Pampilhosense - União FC 19ªJ DH 19-02-17 31.jpg

Pampilhosense e União FC não realizaram um encontro de acordo com a tarde primaveril que se fez sentir, ao proporcionarem um espectáculo pobre a novel técnico. A equipa da casa até entrou melhor com Ricky, na pequena área, a falhar por pouco a emenda a um cruzamento de Vlad. Os visitantes responderam, aos 10’, com Daniel solto na pequena área a rematar por cima depois de um pontapé de canto. Embora de forma tímida a equipa da casa continuou por cima e, aos 24’, Rabeca faz, da zona de canto, um golo de bandeira ao introduzir a bola na baliza de Gonçalo num lance em que o jogador serrano queria cruzar. Pouco depois, aos 27’, Rui Matos lançou Vlad e o avançado pampilhosense entrou na grande área e rematou cruzado com perigo, desperdiçando uma boa ocasião para fazer o segundo tento da sua equipa. Mas antes do intervalo, aos 40’, o União FC vai chegar à igualdade através de um livre directo superiormente apontado por Carlos Santos.

 

Pampilhosense - União FC 19ªJ DH 19-02-17 4.jpg

 

A segunda metade abriu com uma excelente oportunidade para o Pampilhosense fazer o 2-0, Ricky cruzou para o segundo poste onde surgiu Vlad bem posicionado a cabecear ao lado, quando tinha a baliza à sua merce. O Pampilhosense não marcou e o União FC, aos 55’, vai fazer a cambalhota no marcador na marcação de um canto com Rabeca, autor do golo serrano, a desviar a bola para sua própria baliza. Apesar de faltar ainda muito tempo para o final, o Pampilhosense acusou a falta de ideias e soluções para construir oportunidades de golo, jogando mais com o coração do que com a cabeça. Enquanto do outro lado estava um União FC, bem organizado defensivamente, a tentar explorar o adiantamento adversário para “matar” o jogo no contra ataque. Mas o único lance de registo aconteceu já no último minuto de compensação, aos 95’, com Ratana a ultrapassar o guardião Gonçalo e rematar, valendo um opositor visitante a evitar o que seria a igualdade.

 

Pampilhosense - União FC 19ªJ DH 19-02-17 5.jpg

 

A equipa serrana realizou uma prestação com pouca chama, pouca energia e com pouco esclarecimento, embora o adversário também não tenha sido muito melhor. Prova disso são as raríssimas oportunidades e remates que ambas as equipas dispuseram ao longo do encontro, pese embora os três golos, mas que resultaram de lances furtuitos. O Pampilhosense fez pouco por merecer mais que um empate, o que seria um resultado que caia bem para as duas equipas. Foi a segunda derrota em casa da temporada.

 

O trio de arbitragem não foi feliz e bastante permissível no capítulo disciplinar.

 

Resultados:

 

Pampilhosense 1-2 União FC

Rabeca (GDP); Carlos Santos e Rabeca (pb) (UFC)

 

Pereira 0-3 Tocha

Telmo, Gregório e Custodio

 

Sourense 1-0 Ançã FC

Ngondo

 

Sepins 1-4 Febres

Vicente (Sep); Nunito, Curica (2) e Simão (Feb)

 

Oliv. Hospital 2-0 Eirense

David e Rui Pereira

 

Penelense 1-2 Poiares

Jorge Correia (Pen); Morsa (2)

 

Condeixa 1-1 Vigor Mocidade

André Sena (Con); Dani (VM)

 

Lousanense 1-1 Vinha da Rainha

 

Classificação:

Class DH 19ªJ 19-02-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Tocha – Pampilhosense

Ançã FC – Pereira

Sourense – Lousanense

União FC – Sepins

Febres – Oliv. Hospital

Vigor Mocidade – Penelense

Eirense – Condeixa

Poiares – Vinha da Rainha

 

publicado por ultraserranos4605 às 11:24
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2017

PAMPILHOSENSE FOI MAIS DO MESMO!

FEBRES - PAMPILHOSENSE

Febres - Pampilhosense 18ªJ DH 12-02-17 1.jpg

 

18ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Complexo Desportivo de Febres

Assistência: cerca de 150 espetadores

Árbitro: Paulo Antunes

Assistentes: João Rodrigues e Luís Ferreira

Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:

Pedro Mano, Rabeca, Renato, carapau, Flávio Salgado, Ronaldo (Normando 74’), Gravata (Ratana 74’), Matos (Miguel Barreto 69’), Will, Ricky e Vlad.

Suplentes não utilizados: Cédric, Rola, Cristiano e Babá.

Treinador: Carlos Alegre

 

Febres:

Quaresma, Amândio, Dias, Diogo Marques (Patias 61’), Simão (Kevin 81’), Craveiro, Miguel Pedro, Nunito, Ricardo Almeida, Rafa e Guiné (Curica 54’).

Suplentes não utilizados: João Cruz, Alex, Cravo e Tiago Loureiro

Treinador: Patrício Duarte

 

Ação disciplinar: (nada a assinalar)

 

Golos: Ricky 73’ (Pampilhosense); Ronaldo (autogolo) 69’ (Febres)

 

Febres - Pampilhosense 18ªJ DH 12-02-17 2.jpg

 

Em tarde de inverno e num relvado muito pesado que em nada ajudaria o espectáculo, o Pampilhosense queria regressar aos triunfos no campeonato depois de três empates consecutivos. Do outro lado estava um Febres motivado por duas vitórias consecutivas e, a jogar em sua casa, queria somar os três pontos.

 

Febres - Pampilhosense 18ªJ DH 12-02-17 3.jpg

 

Foi num relvado muito pesado e enlameado que Pampilhosense e Febres mediram forças e discutiram a vitória até ao apito final. O “sinal mais” pertenceu quase sempre ao conjunto de Pampilhosa da Serra que criou as melhores ocasiões ao longo de todo o encontro, pecando no capítulo da finalização. No primeiro tempo apenas duas oportunidades claras e ambas para o Pampilhosense, no espaço de um minuto. Aos 37’, na marcação de um pontapé de canto, Ricky ganhou ao segundo poste e serviu Vlad que, no lado oposto e com a baliza à sua mercê, cabeceou à malha lateral da baliza! No minuto seguinte Will desmarcou Ricky e o avançado serrano entrou na grande área e rematou com força obrigando Quaresma a uma excelente defesa. O intervalo chegou com o resultado a zero!

 

Febres - Pampilhosense 18ªJ DH 12-02-17 4.jpg

 

Na segunda metade o estado do relvado piorou, mas a tendência do jogo não se alterou e Ricky, logo aos 47’, de ângulo apertado atirou de surpresa mas Quaresma estava atento e efectuou mais uma boa defesa. Mas aos 69’, numa das raras descidas do Febres à grande área pampilhosense, na sequência de um pontapé de canto Ronaldo foi surpreendido e introduziu a bola na sua própria baliza, colocando o Febres em vantagem no marcador. A resposta do Pampilhosense não tardou e, aos 73’, Flávio Salgado cobrou um livre e Ricky fugiu aos seus opositores e com uma cabeçada certeira empatou o encontro. A reviravolta podia ter acontecido logo na reposição de bola a meio campo, isto porque Ricky ganhou a bola a um adversário, ultrapassou vários opositores, aguentou cargas e, isolado perante Quaresma, rematou ao lado! A equipa serrana continuou por cima na tentativa de chegar à vitória, construindo vários lances de perigo para a baliza de Quaresma. As mais flagrantes aconteceram em período de compensação. Aos 92’ Ricky lançou Vlad e o avançado pampilhosense, que fez a estreia neste encontro, completamente isolado rematou por cima do travessão. Num último suspiro, aos 94’, Vlad cruzou e Ratana, sozinho na pequena área no segundo poste, cabeceou ao lado!

 

Febres - Pampilhosense 18ªJ DH 12-02-17 6.jpg

 

O Pampilhosense somou o quarto triunfo consecutivo para o campeonato e em moldes muito idênticos aos anteriores, com muito desperdício em termos atacantes. O relvado não convidada e não permitiu um jogo de grandes recortes técnicos, mas mesmo assim a equipa serrana construiu lances mais que suficientes, e claros, para amealhar os três pontos, principalmente na segunda parte.

 

O trio de arbitragem não teve uma tarde feliz, principalmente no segundo tempo.

 

Resultados:

União FC 2-0 Pereira

Fiador e Carlos André (pb)

 

Tocha 0-2 Sourense

Carino (pb) e Mário João

 

Ançã FC 5-1 Lousanense

Rafael Duarte (2), João Dias, João Nazaré e Estanqueiro (AFC); António Encarnação (Lou)

 

Febres 1-1 Pampilhosense

Ronaldo (pb) (Feb); Ricky (GDP)

 

Eirense 2-1 Sepins

Kelvin e Afonso (UCE); Garrido (Sep)

 

Poiares 0-1 Condeixa

Varela

 

Vigor Mocidade 0-1 Oliv. Hospital

Romário

 

Vinha da Rainha 2-2 Penelense

David e Freitas (VR); Jorge Correia e Kah (Pen)

 

 

Classificação:

Class DH 18ªJ 12-02-17.jpg

 

Próxima Jornada:

Pampilhosense – União FC

Pereira – Tocha

Sourense – Ançã FC

Sepins – Febres

Oliv. Hospital – Eirense

Penelense – Poiares

Condeixa – Vigor Mocidade

Lousanense – Vinha da Rainha

 

publicado por ultraserranos4605 às 14:51
link do post | comentar | favorito

.Pesquisar neste blog

 
. ............ . . .

.

AGENDA SEMANAL:

Domingo Dia 30/09

Séniores

1ª Jornada da Divisão Honra AFC - 15h

Académica SF

VS

Pampilhosense

Estádio Municipal Sérgio Conceição em Taveiro

--------------

Sábado Dia 29/09

Séniores - Futsal

2ª Jornada Divisão Honra AFC - 19h

Pampilhosense

vs

Santa Clara

Pavilhão Mun. Pampilhosa da Serra

.LIGAÇÕES - PLANTEL 15/16 E VIDEOS

.

  

.

  

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30


.Artigos Recentes

. ÁRBITROS VISITAM O PAMPIL...

. ANTEVISÃO DA JORNADA PAMP...

. ANÁLISE DA TEMPORADA PAMP...

. EMPATE QUE VALE O QUINTO ...

. PAMPILHOSENSE SEM CHAMA

. VITÓRIA JUSTA QUE FAZ PAM...

. PAMPILHOSENSE DE GARRA TR...

. SONHO DESMORONOU EM 15 MI...

. FORMAÇÃO PAMPILHOSENSE - ...

. OLIV. HOSPITAL RESOLVEU C...

.Arquivos

.tags

. notícias da semana

. formação pampilhosense

. antevisão da jornada

. pampilhosense 13/14

. pampilhosense 10/11

. pampilhosense 16/17

. artigo de opinião

. pampilhosense 11/12

. pampilhosense 15/16

. pampilhosense 08/09

. pampilhosense 14/15

. pampilhosense 17/18

. taça afc

. pampilhosense 09/10

. pampilhosense

. pampilhosense 12/13

. divisao honra 13/14

. divisao honra 15/16

. divisao honra 14/15

. divisao honra 16/17

. todas as tags

.Links

.RECORDAÇÕES

 

 

 

 

eXTReMe Tracker

.subscrever feeds