Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mostra a Tua Alma Serrana!


ANÁLISE DA TEMPORADA PAMPILHOSENSE

por ultraserranos4605, em 22.05.15

Chegado o final de mais uma época desportiva, é hora de fazer contas e tirar conclusões. A equipa serrana partiu para está temporada com a expectativa de alcançar a melhor posição possível na divisão de honra e repetir o bom percurso na Taça AFC.

 

Mas está foi uma época um pouco atípica para o conjunto serrano, que se viu impedido de utilizar o seu estádio grande parte da época, perturbando o normal desenrolar dos trabalhos. A equipa do Pampilhosense realizou os primeiros nove jogos do campeonato fora de casa e, apesar de um bom arranque, começou a quebrar depois da sexta jornada, e esteve nas seguintes seis jornadas sem conseguir vencer. Com o aproximar da primeira volta, e arranque da segunda, e ainda a jogar fora de casa, o Pampilhosense somou cinco triunfos em seis jogos o que relançou a equipa na classificação. E depois de utilizar grande parte da época o Estádio de S. Mateus em Pedrogão Grande, e também por uma ocasião o Estádio … em Figueiró dos Vinhos, o Pampilhosense regressou à sua casa só em finais de fevereiro, na décima nona jornada. E nos últimos doze encontros do campeonato, e finalmente dentro da normalidade que não conheceu até então, o Pampilhosense somou sete triunfos vencendo cinco dos últimos seis encontros. A segunda volta foi manifestamente mais produtiva que a primeira. Se na primeira metade o Pampilhosense conseguiu vinte pontos, na segunda metade foram conquistados trinta e um pontos, o que coloca a equipa como das que mais pontos amealharam nesta fase. O percurso em casa e fora foi muito idêntico, a equipa conseguiu vinte cinco pontos fora (foi a quarta com mais pontos) e vinte e seis em casa, sendo que seis jogos foram disputados em casa emprestada. As contas finais colocam o Pampilhosense na sétima posição com 51 pontos, a escaços 3 pontos do quinto posto, igualando pela terceira vez a segunda melhor classificação de sempre na divisão de honra, mas desta feita com melhor média de pontos/jogo, o mesmo é dizer que esta foi a segunda melhor participação de sempre do Pampilhosense no escalão maior da distrital de Coimbra.

 

Quanto a Taça AF Coimbra, as aspirações eram elevadas depois do percurso da época anterior em que a equipa caiu nas meias-finais. E o arranque até foi prometedor, com um triunfo sobre a Académica SF por 2-0 (o campeão do campeonato) galvanizando a equipa para a eliminatória seguinte. Mas na eliminatória seguinte calhou em sorte o Febres, equipa que afastará o Pampilhosense na temporada anterior nas grandes penalidades. E a história quase se repetiu na totalidade, pois o Pampilhosense caiu aos pés do conjunto do concelho de Cantanhede, não nas grandes penalidades mas no prolongamento, colocando um ponto final ao sonho serrano.

 

Número de Jogos:

No total o Pampilhosense realizou 32 jogos durante toda a época, 30 para o campeonato e 2 para a taça. E são apenas três os atletas que participaram em todos os encontros, o guarda-redes João Pedro, o defesa Carapau e o avançado Ramalho.

 

João Pedro 14-15.jpg

 O guarda-redes João Pedro foi um dos três atletas que participou em todos os jogos, sendo quase totalista.

 

32 Jogos – João Pedro, Carapau e Ramalho

31 Jogos – David Gonçalves e Figueiredo

30 Jogos – Rafa

29 Jogos – Tavares

28 Jogos – Carlos Lima, João Palheira e Galego

26 Jogos - Flávio Salgado e Cristiano

24 Jogos – Rabeca

19 Jogos – Gravata

9 Jogos – Joel Silva

8 Jogos – Jocy

7 Jogos – David Simões

5 Jogos – João Patrão

4 Jogos – Nuno Batista

3 Jogos – Marco Alegre

1 Jogo – Vitória

 

 

Muitos jogados:

Quanto a minutos disputados João Pedro foi quase totalista, faltaram apenas 11 minutos para o conseguir. De perto surgem os capitães, primeiro o defesa Carapau seguido do médio David Gonçalves.

 

  David Gonçalves 14-15 1.jpg                David Gonçalves 14-15 1.jpg

Os três atletas mais utilizados são também dos mais velhos da equipa. Para além do guarda-redes João Pedro, os capitães David Gonçalves e Carapau são os jogadores de campo com mais minutos, o que demonstrando que os anos ainda não pesam nas pernas.

 

João Pedro – 2869m

Carapau – 2827m

David Gonçalves – 2743m

Figueiredo – 2510m

Rafa – 2474m

Carlos Lima – 2420m

Ramalho – 2317m

Flávio Salgado – 2089m

João Palheira – 2033m

Tavares – 1990m

Galego – 1905m

Rabeca – 1536m

Gravata – 1331m

Cristiano – 887m

Jocy – 703m

Joel Silva – 619m

João Patrão – 345m

David Simões – 215m

Nuno Batista – 80m

Marco Alegre – 24m

Vitória – 13m

 

 

Número de golos:

No total de golos houve três atletas que se destacaram dos restantes, o avançado Galego, o médio Figueiredo (no campeonato ficou apenas a um golo do seu colega), e Ramalho.

 

Galego 14-15 1.jpg

 Galego foi o melhor marcador da equipa ao apontar 12 golos no campeonato e 2 na taça AFC.

 

12C + 2T – Galego

11C – Figueiredo

8C – Ramalho

3C – Jocy

2C – Joel Silva

2C – Flávio Salgado, Carlos Lima, David Gonçalves e Gravata

1C + 1T – João Palheira

1C – Carapau

 

 

Número de assistências:

Quanto ao número de assistências Flávio Salgado e Figueiredo destacaram-se dos restantes. Ambos os jogadores, no total de jogos, têm apenas uma assistência de diferença. Figueiredo foi quem mais assistiu em jogos do campeonato (5), mas Flávio Salgado tem, para além das 4 no campeonato, também duas na taça.

 

Flavio Salgado 14-15 3.jpg                Figueiredo 14-15.jpg

 Flávio Salgado e Figueiredo estiveram em destaque a assistir os colegas para golo.

 

4C + 2T – Flávio Salgado

5C – Figueiredo

2C- João Patrão, Jocy, Rabeca, Galego, João Palheira, Ramalho e David Gonçalves

1C – Cristiano, Gravata, Carlos Lima, Rafa e Carapau

 

Fique agora com alguns dos melhores momentos da época do Pampilhosense em video:

As fotos podem também ser vistas na nossa pagina de facebook 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:17

DESPEDIDA COM VITÓRIA

por ultraserranos4605, em 18.05.15

PAMPILHOSENSE - ATL. ARGANIL

Pampilhosense - Atl. Arganil 30ªJ DH 17-05-15 1.j

 

30ª Jornada do Campeonato da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 200 espectadores

Árbitro: Pedro Nascimento

Assistentes: Mário Simões e Diogo Jerónimo

Ao intervalo: 2-0

 

Pampilhosense:

João Pedro (Vitória 79m), Rabeca (João Palheira 65m), Carapau, Carlos Lima, Joel Silva, Tavares, David Gonçalves, Rafa (Galego 58m), Figueiredo, Flávio Salgado e Ramalho.

Suplentes não utilizados: Nuno Batista, Gravata e Cristiano.

Trinador: Carlos Alegre

 

Atl. Arganil:

Bruno Antunes (Caixinha 76m), Dani Fernandes, Tozé Brandão, André Santos, Cláudio Bandeira, Douglas (Miguel Teixeira 76m), Henriques, Raul Bento, Hector, Filipe Silva (Gael 55m) e Emanuel Rodrigues.

Treinador: Paulo Salvado

 

Acão disciplinar:

Amarelos: Joel Silva 35m e Tavares 35m (Pampilhosense); Filipe Silva 34m, André Santos 81m e Miguel Teixeira 91+1m (Atl. Arganil)

Vermelhos diretos: Emanuel Rodrigues 35m (Atl. Arganil)

 

Golos: Carapau 31m, Ramalho 31m e Figueiredo 90+2m (Pampilhosense); Gael 80m (Atl. Arganil).

 

Para a última jornada do campeonato o Pampilhosense queria despedir-se dos seus sócios e adeptos com uma vitória, e aproveitar uma possível escorregadela de Febres e Académica OAF B para subir na tabela. Já a equipa da Atl. Arganil estava obrigada a vencer, ou pelo menos a pontuar, para tentar evitar descer diretamente para a 1ª divisão.

 

Pampilhosense - Atl. Arganil 30ªJ DH 17-05-15 3.j

 

O jogo teve quase sempre um único sentido, a baliza da equipa visitante que até era aquela que mais precisava de vencer, mas não teve argumentos para contrariar a superioridade do conjunto serrano. O Pampilhosense, desde cedo, deu a entender que não estava para facilitar a vida de ninguém e, aos 21m, na marcação de um pontapé de canto Figueiredo cobrou para o segundo poste e Carapau rematou de primeira, e cruzado, para o fundo da baliza, colocando a sua equipa em vantagem com um bonito golo. A equipa serrana continuou a dominar e voltou a criar perigo aos 28m, quando Rafa isolou Ramalho e o avançado serrano rematou para defesa de Bruno Antunes. O segundo golo acabou mesmo por acontecer, com naturalidade, depois de Flávio Salgado cobrar um livre direto e Bruno Antunes a não segurar, na recarga Ramalho, oportuno, não desperdiçou a oferta e fez o 2-0, estavam decorridos 31m. A equipa forasteira não esboçou qualquer tipo de reacção e pior ficou quando aos 35m ficou reduzida a 10 elementos depois de Emanuel Rodrigues agredir Tavares e receber ordem de expulsão. Sobre o final do primeiro tempo, aos 45m, O Pampilhosense está perto do 3-0 com Figueiredo a rematar ao poste, na recarga Ramalho atira para defesa de Bruno Antunes e a bola ainda sobra para Figueiredo que serve Rafa para este rematar cruzado ao lado. Ao intervalo a equipa serrana vencia com inteira justiça.

 

Pampilhosense - Atl. Arganil 30ªJ DH 17-05-15 4.j

 

O segundo tempo não foi muito diferente do primeiro. A equipa pampilhosense voltou a dominar e criou inúmeras situações de ataque que não foi capaz de concretizar. Aos 68m, numa das melhores jogadas colectivas do Pampilhosense, David Gonçalves serve Ramalho no interior da área e este, na cara de Bruno Antunes, remata forte para uma excelente intervenção do guarda-redes visitante. Aos 74m João Palheira cruzou da direita e Figueiredo, a boca da baliza, falhou a emenda. E nem de grande penalidade a equipa serrana conseguiu fazer golo. Aos 75m Flávio Salgado é derrubado em falta no interior da grande área e Galego, chamado a converter, permitiu a defesa de Bruno Antunes. E como quem não marca normalmente sofre, a Atl. Arganil, numa das poucas descidas até a grande área adversária, Cláudio Bandeira tem uma excelente iniciativa e cruza da direita para Gael antecipar-se a todos e bater Vitória que tinha acabado de entrar. A turma de Arganil ainda animou nos instantes finais, mas continuou a caber ao Pampilhosense as melhores situações de perigo até que mais um golo serrano finalmente chegou já em período de compensação. Galego trabalhou bem na esquerda e serviu Figueiredo que, a entada da grande área, rematou colocado para um golo de belo efeito. Antes do apito final podia ter acontecido o quarto tento pampilhosense, Ramalho isolado quis oferecer o golo a Carlos Lima mas este não aproveitou a oferta e o resultado não se alterou.

 

Pampilhosense - Atl. Arganil 30ªJ DH 17-05-15 5.j

 

Num jogo quase só de um sentido, a equipa serrana dispôs de inúmeras oportunidades para finalizar. Venceu por 3-1 mas podia ter marcado mais dois ou três golos, tantas foram as oportunidades desperecidas. Um triunfo que, no entanto, não chegou para melhorar o sétimo posto pois Febres e Académica AOF B não perderam. Mas é a segunda melhor prestação de sempre do Pampilhosense neste campeonato, foi a terceira vez que se classificou no sétimo posto mas agora com a melhor média de pontos por jogo, 51 pontos em 30 jogos.

 

O trio de arbitragem teve um trabalho positivo.

 

Nota final para as equipas de formação do Pampilhosense que passaram o dia com os mais velhos e puderam confraternizar bem de perto com os atletas séniores.

 

Pampilhosense - Atl. Arganil 30ªJ DH 17-05-15 6.j

 

Resultados:

Académica SF 2-3 Tocha

Vladimir e Garcês (AAC SF); Miguel, Nhaga e João Carlos (Toc)

 

Lagares da Beira 2-0 Cova Gala

Pedro Batista (2)

 

Pampilhosense 3-1 Atl. Arganil

Carapau, Ramalho e Figueiredo (GDP); Gael (AAA)

 

Eirense 5-3 Vigor Mocidade

Carlos Vaz (2), Estanquiero (2) e Relvão (UCE); Diogo Batista, Sanches e Serginho (VM)

 

Ançã FC 3-1 Touring

Jessi Tatti, David Lopes e João Pinto (AFC); Veríssimo (Tou)

 

Penelense 1-3 Carapinheirense

Yannick (Pen); Alex, Cleiton e Rui Jorge (Car)

 

Condeixa 1-1 Febres

Marcelo (Con); Chano (Feb)

 

União FC 1-2 Académica OAF B

João Simões (UFC); Valença e Rui Pereira (AAC OAF B)

 

Classificação:

Class final 30J DH 17-05-15 1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:35

EXIBIÇÃO SEGURA RESULTA EM VITÓRIA

por ultraserranos4605, em 11.05.15

VIGOR MOCIDADE - PAMPILHOSENSE

Vigor Mocidade - Pampilhosense 29ª Jornada DH 10-

 

29ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Complexo Desportivo de Vigor da Mocidade

Assistência: cerca de 70 espectadores

Árbitro: Ana Paula Teixeira

Auxiliares: Paulo Antunes e Filipa Ferreira

Ao intervalo: 0-1

 

Pampilhosense:

João Pedro, Rabeca, Carapau, Carlos Lima, Joel Silva, Tavares, David Gonçalves, Rafa (Cristiano 87m), Figueiredo (João Palheira 69m), Flávio Salgado e Ramalho (Galego 84m).

Suplentes não utilizados: Vitória, Nuno Batista e Gravata.

Treinador: Carlos Alegre

 

Vigor Mocidade:

Ivo, Seiça (Rafa Madeira 45m), Alex (Paulo Almeida 73m), Moinhos, Fábio, Jardel, Renato (Diogo Batista 45m), Reis, Mário Brito, Márito e Eric.

Suplentes não utilizados: Rafa, Serginho, João Luís e Zé Augusto

Treinador: Rafael Silva

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Renato 34m (Vigor Mocidade).

 

Golos:

Joel Silva 2m e Ramalho 83m (Pampilhosense).

 

Vigor Mocidade - Pampilhosense 29ª Jornada DH 10-

 

Com o campeonato a chegar ao fim Pampilhosense e Vigor Mocidade, separados por apenas três pontos no meio da tabela classificativa, mediam forças na tentativa de conseguir a melhor posição possível.

 

Vigor Mocidade - Pampilhosense 29ª Jornada DH 10-

 

Ambas as equipas queriam vencer este encontro, mas foi o Pampilhosense aquela que mais fez para o conseguir, e cedo se percebeu isso com o golo madrugador de Joel Silva. A equipa serrana não poderia desejar melhor começo, quando aos 2m, na sequência de um pontapé de canto, Joel Silva colocou o Pampilhosense em vantagem. O Vigor Mocidade reagiu e tomou a iniciativa de jogo mas sem conseguir situações para marcar. A equipa serrana foi, aos poucos, equilibrando a contenda e conseguiu chegar ao descanso em vantagem. A primeira parte até foi interessante, mas quase sempre disputada sobre a zona intermediária, e o único golo resultou da única oportunidade para ambos os lados nos primeiros 45m.

 

Vigor Mocidade - Pampilhosense 29ª Jornada DH 10-

 

Na segunda metade a equipa serrana esteve ainda mais confiante. E as melhores ocasiões pertenceram ao Pampilhosense, perante um Vigor Mocidade que não encontrou argumentos para atravessar a organização contrária. Aos 51m Flávio Salgado teve nos pés a possibilidade para fazer o 2-0, depois de uma ineficiente intervenção do guarda-redes Ivo fora da sua grande área, e com a baliza deserta o jogador pampilhosense atirou ao lado. Nova situação de golo só voltou a acontecer aos 76m, numa jogada de insistência depois de um livre, Ramalho apareceu na pequena área e tal foi o deslumbramento que o jogador serrano rematou a figura de Ivo. Mas aos 83m Ramalho não desperdiçou, e depois do excelente cruzamento de Flávio Salgado o avançado pampilhosense cabeceou para o 2-0 sentenciando o encontro. O Vigor Mocidade não esboçou qualquer tipo de reacção e o Pampilhosense geriu os minutos finais de forma a segurar mais um triunfo.

 

Vigor Mocidade - Pampilhosense 29ª Jornada DH 10-

 

A equipa serrana entrou bem no jogo com um golo madrugador, soube controlar o desenrolar do encontro e criou algumas ocasiões para marcar. O Vigor Mocidade tentou, principalmente na primeira parte, alterar o rumo dos acontecimentos mas não foi capaz de encontrar argumentos para furar a organização serrana e, em noventa minutos, não criou uma clara situação de golo. Portanto, vitória justa do Pampilhosense que assim assegura o sétimo lugar com 48 pontos e iguala a prestação da época anterior. Ainda há a possibilidade de mais qualquer coisa a nível de classificação geral, resta esperar pelo último jogo para fazer as contas finais.

 

Vigor Mocidade - Pampilhosense 29ª Jornada DH 10-

 

O trabalho da equipa de arbitragem foi positivo.

 

Resultados:

Académica OAF B 1-2 Condeixa

Neves (AAC OAF B); Bruno Paiva (Con)

 

Febres 1-2 Penelense

Chano (Feb); Fábio e Pimenta (Pen)

 

Cova Gala 1-2 Académica SF

David (CV); Garcês e Dany Marques (AAC SF)

 

Atl. Arganil 4-1 Lagares da Beira

Filipe Silva, Pedro Batista (pb), Emanuel e Héctor (AAA); Pedro Batista (LB)

 

Vigor Mocidade 0-2 Pampilhosense

Joel Silva e Ramalho

 

Touring 2-3 Eirense

Fábio e Douglas (Tou); Relvão (2) e Schumi (UCE)

 

Carapinheirense 2-1 Ançã FC

Guilherme e Bento (Car); Luís André (AFC)

 

Tocha 0-2 União FC

Pimpão e André

 

Classificação:

Class 29ªJ DH 10-05-15 1.jpg

 

Ultima Jornada:

União FC – Académica OAF B

Académica SF – Tocha

Lagares da Beira – Cova Gala

Pampilhosense – Atl. Arganil

Eirense – Vigor Mocidade

Ançã FC – Touring

Penelense – Carapinheirense

Condeixa – Febres

 

Esta foi também uma jornada de festa pois, quando ainda falta disputar uma ronda, a Académica SF já garantiu o título de campeão da divisão de honra e a subida ao CNS. Para os novos campeões felicitar e dar os parabéns pela excelente época que culminou com o merecido titulo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

TRIUNFO MERECIDO SÓ CHEGOU NA SEGUNDA PARTE

por ultraserranos4605, em 04.05.15

PAMPILHOSENSE - TOURING

Pampilhosense - Touring 28ªJ 03-04-15 1.jpg

 

28ª Jornada da Divisão de honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 100 espectadores

Árbitro: Telmo Galvão

Assistentes: Tiago Fernandes e Diogo Marques

Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:

João Pedro, Rabeca (Nuno Batista 90+2m), Carapau, Carlos Lima, Joel Silva, Tavares (João Palheira 56m), David Gonçalves, Rafa, Figueiredo (Cristiano 80m), Flávio Salgado e Ramalho.

Suplentes não utilizados: Vitória e Gravata.

Treinador: Carlos Alegre

 

Touring:

Corado, Facão, Wallace, Bruno Botas, Zé Viegas, João Viegas, Veríssimo, João Pedro, Douglas, Alexandre e Luís André.

Treinador: João Facão

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Rabeca 35m, Carapau 65m, Joel Silva 80m e Carlos Lima 83m (Pampilhosense); João Viegas 44m, Veríssimo 45m e Wallace 90+2m (Touring).

 

Golos: Flávio Salgado 73m, Figueiredo 79m e Ramalho 87m (Pampilhosense); Wallace 75m (Touring).

 

Pampilhosense - Touring 28ªJ 03-04-15 2.jpg

 

Pampilhosense e Touring, duas equipas dos extremos do distrito, mediam forças e tentavam somar os três pontos por motivos diferentes. A equipa serrana queria cimentar a posição na tabela com um triunfo no penúltimo jogo em casa da temporada, já a equipa da Praia de Mira precisa, urgentemente, somar pontos na luta pela manutenção.

 

Pampilhosense - Touring 28ªJ 03-04-15 3.jpg

 

Apesar da equipa do Touring ser a que mais necessitava de vencer, o Pampilhosense foi, ao longo de todo o jogo, a equipa mais perigosa. E isso ficou claro no primeiro tempo ao pertenceram à equipa serrana as únicas ocasiões de perigo. A primeira logo aos aos 12m, Joel Silva cruzou da esquerda e Figueiredo dominou a bola na pequena área e, completamente solto frente a Corado, não conseguiu o golo. O Pampilhosense continuou a dominar, perante uma equipa mais preocupada em não sofrer do que marcar. Mas as situações de golo só voltaram a acontecer perto do final da primeira parte, aos 42m livre cobrado por Figueiredo e Carlos Lima surgiu com tudo para inaugurar o marcador mas cabeceou por cima. E a acabar o primeiro tempo, aos 44m, numa excelente jogada colectiva Flávio Salgado isola Ramalho e este é derrubado em falta por João Viegas no interior da grande área. Grande penalidade assinalada que Figueiredo atirou para defesa do guarda-redes Curado.

 

Pampilhosense - Touring 28ªJ 03-04-15 4.jpg

 

Os golos surgiram no segundo tempo, mas só no último terço do desafio. Mas antes, e fruto da maior acutilância ofensiva da equipa da casa, nova situação de trabalho para o guarda-redes Curado, aos 63m, através de um cruzamento de João Palheira que levava o caminho da baliza. Até que, aos 73m, finalmente surgiu o golo serrano através de Flávio Salgado a cobrar superiormente um livre directo (73m). Mas o Touring respondeu de imediato e na primeira situação de perigo que dispôs, somente aos 75m, empata o desafio depois de Wallace finalizar de cabeça um livre lateral. O Pampilhosense foi à procura de um resultado diferente e, aos 79m, João Palheira cruzou da direita para Figueiredo concluir de pé direito. Mais uma vez o Touring voltou a responder de pronto, aos 81m, e só não chegou a nova igualdade porque João Pedro efectuou uma enorme defesa a cabeceamento de Bruno Botas, na sequência de um pontapé de canto. Esta fase final do desafio estava emotiva, e o conjunto da casa tentava chegar ao golo da tranquilidade. Ramalho deu um primeiro aviso, aos 84m, ao rematar cruzado ao poste depois do cruzamento de João Palheira. Mas três minutos volvidos, o avançado pampilhosense aproveitou um passe longo de Cristiano para entrar na grande área, trabalhar bem sobre um adversário, e rematar para o golo da tranquilidade e 3-1 final.

 

Pampilhosense - Touring 28ªJ 03-04-15 6.jpg

 

A equipa do Pampilhosense dispôs, aos logo de todo o jogo, das melhores ocasiões para marcar. Marcou por três vezes, já no último terço da partida, mas podia ter começado a desenhar o triunfo ainda no decorrer do primeiro tempo. O Touring tentou arrancar um ponto que muito jeito dava na luta pela manutenção, mas a falta de opções no banco também não ajudaram a equipa que, na parte final, cedeu e não conseguiu pontuar.

 

Pampilhosense - Touring 28ªJ 03-04-15 7.jpg

 

O trio de arbitragem teve um trabalho regular.

 

Resultados:

Académica SF 6-0 Atl. Arganil

Dani Marques, Garcês (3), Mário e Miguel (pb)

 

Lagares da Beira 2-1 Vigor Mocidade

Pedro Batista e JP (LB); Eric (VM)

 

Eirense 1-3 Carapinheirense

Relvão (UCE); Bento, Seidy e Rodrigo (Car)

 

Ançã FC 0-2 Febres

Chano

 

Académica OAF B 2-0 Tocha

Brás e Rui Pereira

 

União FC 3-1 Cova Gala

Ruben, Pedro Pimpão e Faca (UFC); David (CV)

 

Pampilhosense 3-1 Touring

Flávio Salgado, Figueiredo e Ramalho (GDP); Wallace (Tou)

 

Penelense 1-2 Condeixa

Lucas (Pen); Marcelo e Cordeiro (Con)

 

Classificação:

Class 28ª J DH 03-05-15.jpg

 

Próxima Jornada:

Académica OAF B – Condeixa

Tocha – União FC

Cova Gala – Académica SF

Atl. Arganil – Lagares da Beira

Vigor Mocidade – Pampilhosense

Touring – Eirense

Carapinheirense – Ançã FC

Febres – Penelense

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:21

ADVERSÁRIO FOI MAIS FORTE

por ultraserranos4605, em 27.04.15

CARAPINHEIRENSE - PAMPILHOSENSE

Carapinheirense - Pampilhosense 27ªJ DH 26-04-15.

 

27ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Complexo Desportivo de São Pedro na Carapinheira

Assistência: Cerca de 150 espectadores

Árbitro: Marco Silva

Assistentes: João Martins e João Teixeira

Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:

João Pedro, Rabeca (Tavares 72m), Carapau, Carlos Lima, Joel Siva, David Gonçalves, Rafa (Cristiano 77m), Flávio Salgado, Figueiredo, Galego e Ramalho.

Suplentes não utilizados: Vitória, Nuno Batista e Gravata.

Treinador: Carlos Alegre

 

Carapinheirense:

Vítor, Gustavo, Rafael Vicente, Rafael Duarte, Pedro Luís, Tuga, Alex (Canoso 70m), Seidy, Bento, Rodrigo (Cleiton 63m) e Rui Jorge (Faria 63m).

Suplentes não utilizados: Paulo André, Missa, Guilherme e Renan.

Treinador: António Cortesão

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Rabeca 69m (Pampilhosense); Rafael Vicente 82m (Carapinheirense).

 

Golos:

Faria 65m e Cleiton 92m

 

Carapinheirense - Pampilhosense 27ªJ DH 26-04-15

 

Depois de dois triunfos consecutivos do Pampilhosense perante adversários melhor classificados na tabela, a equipa serrana voltava a encontrar uma formação de grande valia, o Carapinheirense. E a jogar em casa a equipa da Carapinheira não queria perder a oportunidade de somar mais um triunfo para subir na classificação.

 

Carapinheirense - Pampilhosense 27ªJ DH 26-04-15

 

O jogo começou sem grandes incidências. A equipa da casa tinha mais bola mas sem grande velocidade nas acções, não conseguindo criar situações de perigo. Já o Pampilhosense estava mais na espectativa, para depois tentar surpreender o adversário numa transição rápida. No último quarto de hora a equipa da casa carregou um pouco no acelerador e dispôs de duas boas ocasiões para inaugurar o marcador. O primeiro lance aos 32m, de livre directo Alex rematou para uma excelente defesa de João Pedro. E no minuto seguinte, numa rápida jogada pela direita, Gustavo cruza e Bento antecipa-se à defensiva contrária para desviar para a trave da baliza. Mas até ao intervalo o placar não iria funcionar.

 

Carapinheirense - Pampilhosense 27ªJ DH 26-04-15

 

No segundo tempo a equipa do Carapinheirense surgiu com mais velocidade nos processos e a pressionar a equipa serrana. Mas foi num lance furtuito, aos 65m, que os “azuis e brancos” chegaram a vantagem. Numa bola aérea que o guardião João Pedro sacudiu de forma deficiente Faria, que tinha acabado de entrar, aproveitou a benesse e de cabeça fez o golo. Em desvantagem a equipa do Pampilhosense reagiu e subiu no terreno para tentar chegar a igualdade. O que esteve perto de acontecer, primeiro aos 77m com Figueiredo a isolar Ramalho e este na cara de Vítor permitiu a defesa do guardião da casa. E no minuto seguinte Figueiredo surge em excelente posição, solto em zona frontal, a rematar com perigo. O empate não surgiu e o Carapinheirense tentou sentenciar o encontro para não se “por a jeito” e Cleiton foi a ameaça! Aos 82m o avançado da casa foge a defensiva adversária e remata para defesa de João Pedro. Mas, já em período de compensação, Cleiton não perdoou e, depois do excelente passe de Seidy, apareceu na cara de João Pedro a fazer o golo que fechou o marcador.

 

Carapinheirense - Pampilhosense 27ªJ DH 26-04-15

 

O Pampilhosense foi adiando o golo do adversário que, no segundo tempo, impôs maior velocidade e chegou a vantagem. A equipa serrana ainda reagiu e podia ter empatado, mas tal não aconteceu e o Carapinheirense acabou por vencer de forma justa.

 

Quanto ao trabalho da equipa de arbitragem, nada a assinalar. Excelente trabalho.

 

Resultados:

Febres 1-1 Eirense

Nelson (Feb); Nuno (UCE)

 

Penelense 0-0 Ançã FC

 

Condeixa 2-2 Tocha

Pedro Gaspar (2) (Con); Tiago Brito e Miguel Filipe (Toc)

 

Cova Gala 0-0 Académica OAF B

 

Atl. Arganil 1-3 União FC

Claudio Bandeira (AAA); Willy, Yuri e André (UFC)

 

Vigor Mocidade 0-0 Académica SF

 

Touring 0-2 Lagares da Beira

Diogo e João Brito

 

Carapinheirense 2-0 Pampilhosense

Faria e Cleiton

 

Classificação:

Class DH 27ªJ 26-04-15.jpg

 

Próxima Jornada:

Académica OAF B – Tocha

União FC – Cova Gala

Académica SF – Atl. Arganil

Lagares da Beira – Vigor Mocidade

Pampilhosense – Touring

Eirense – Carapinheirense

Ançã FC – Febres

Penelense – Condeixa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:11

PAMPILHOSENSE ACREDITOU E FIGUEIREDO TORNOU POSSIVEL

por ultraserranos4605, em 20.04.15

PAMPILHOSENSE - FEBRES

Pampilhosense - Febres 26ªJ DH 19-04-15 1.jpg

 

26ª Jornada da Divisão e Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: Cerca de 200 espectadores

Árbitro: Gonçalo Ferreira

Assistentes: Mário Costa e Hélder Ferreira

Ao intervalo: 1-0

 

Pampilhosense:

João pedro, Rabeca, Carapau, Carlos Lima, João Palheira, David Gonçalves, Gravata, Rafa (Figueiredo 66m), Flávio Salgado, Galego (Tavares 90m+2m) e Ramalho (Cristiano 83m).

Suplentes não utilizados: Vitoria, Nuno Batista e Joel Silva

Treinador: Carlos Alegre

 

Febres:

Malva, Ricardo Almeida, Amaral, Diogo Marques, Da Luísa, Rodrigo (Miguel Pedro 19m) (Tomas 67m), Tiago Loureiro, Simão, Luís Rodrigues (Miguel Luz 75m), Nelson e Zé Duarte.

Suplentes não utilizados: Diogo, Rola, Chano e Maricato.

Treinador: Patrício

 

Ação disciplinar:

Amarelos: João Palheira 33m e 62m, Galego 38m (Pampilhosense); Amaral 12m e Tiago Loureiro 58m (Febres).

Vermelhos: por acumulação de amarelos. João Palheira 62m (Pampilhosense).

 

Golos:

Gravata 41m e Figueiredo 72m e 88m (Pampilhosense); Miguel Pedro49m e Luís Rodrigues 52m (Febres).

 

Pampilhosense - Febres 26ªJ DH 19-04-15 2.jpg

 

Depois da vitória em Penela na semana anterior, o Pampilhosense tinha mais um teste difícil para continuar no caminho dos triunfos, desta feita em sua casa perante o Febres. Já a equipa do concelho de Cantanhede, longe da luta pelo título, queria também vencer e tentar chegar ao último lugar do pódio.

 

Pampilhosense - Febres 26ªJ DH 19-04-15 3.jpg

 

A primeira parte foi quase sempre jogada em ritmo morno e sem grandes ocasiões de perigo. Apesar do comodismo de ambas as equipas o Pampilhosense chegou ao intervalo em vantagem, fruto do único lance de verdadeiro perigo que ocorreu nos primeiros 45m. Aos 41m Gravata recebeu uma bola longa de Rabeca e na cara de Malva não perdoou, colocando o Pampilhosense em vantagem ao intervalo.

 

Pampilhosense - Febres 26ªJ DH 19-04-15 3.5.jpg

 

A emoção ficou reservada para o segundo tempo. O Febres entrou forte e em 7m virou o marcador a seu favor. Primeiro, aos 49m, Miguel Pedro recebe a bola a entrada da grande área e, cheio de confiança, rematou colocado para o fundo das redes da baliza de João Pedro restabelecendo o empate. Pouco depois, aos 52m, num ataque rápido com superioridade numérica por parte dos jogadores do Febres, Luís Rodrigues faz o golo perante o desamparado João Pedro. As coisas estavam complicadas para o Pampilhosense, que entrou muito mal no segundo tempo e viu o cenário ficar mais negro quando, aos 62m, João Palheira é expulso com segundo amarelo. O Febres parecia ter o jogo controlado, até que Figueiredo entrou em campo e mudou o rumo do encontro! A equipa serrana acreditou e aos 72m Figueiredo empatou o desafio num pontapé de ressaca da zona de penalti depois de um cruzamento que a defensiva visitante não conseguiu afastar. O Febres, com mais uma unidade, arriscou no ataque, criou uma ou outra situação de perigo – a mais clara por intermédio de Tomás que pôs à prova João Pedro num remate forte – mas foi o Pampilhosense a ameaçar com mais perigo, aos 82m, num remate de fora da grande área de Gravata que levou a bola a embater no poste esquerdo da baliza de Malva. E da ameaça a realidade passaram poucos minutos! O Pampilhosense acabou mesmo por chegar ao triunfo e numa fase em que, momentaneamente, estava reduzido a nove elementos. Aos 88m Carapau bateu comprido uma falta, a defesa visitante não consegue sacudir e Figueiredo aproveitou para aparecer na cara de Malva a finalizar com sucesso, consomando a cambalhota no marcador. Até final o Febres ainda tentou qualquer coisa, mas o Pampilhosense conseguiu aguentar e segurar um triunfo conseguido de forma fantástica.

 

Pampilhosense - Febres 26ªJ DH 19-04-15 4.jpg

 

A primeira parte foi disputada em baixa intensidade com o Pampilhosense aproveitar a melhor ocasião dessa etapa para chegar a vantagem. A emoção ficou reservada para o segundo tempo, com uma entrada forte o Febres que virou o marcador a seu favor. O Pampilhosense acreditou e, apesar de jogar com menos uma unidade, contou com a inspiração de Figueiredo que entrou e, com dois golos, assinou uma reviravolta brilhante da equipa serrana.

 

Pampilhosense - Febres 26ªJ DH 19-04-15 5.jpg

 

O trio de arbitragem realizou um trabalho positivo.

 

Resultados:

Eirense 0-3 Penelense

Yannick (2) e Samuel Garrido

 

Tocha 0-3 Cova Gala

João Vasco, Pedro e David

 

Académica OAF B 3-0 Atl. Arganil

Rui Pereira (2) e Luís Borges

 

União FC 1-3 Vigor Mocidade

Pimpão (UFC); Marito, Eric e Zé Augusto (VM)

 

Académica SF 3-0 Touring

Pedro Alves, Seixas e Dany Marques

 

Lagares da Beira 0-1 Carapinheirense

Cleiton

 

Pampilhosense 3-2 Febres

Gravata e Figueiredo (2) (GDP); Miguel Pedro e Luís Rodrigues (Feb)

 

Ançã FC 3-0 Condeixa

Tiago Tavares, João Miguel e Miguel Neves

 

Classificação:

class DH 26ªJ 19-04-15 min.jpg

 

Próxima Jornada:

Condeixa – Tocha

Cova Gala – Académica OAF B

Atl. Arganil – União FC

Vigor Mocidade – Académica SF

Touring – Lagares da Beira

Carapinheirense – Pampilhosense

Febres – Eirense

Penelense – Ançã FC

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02

PAMPILHOSENSE ATREVIDO SURPREENDE CANDIDATO

por ultraserranos4605, em 13.04.15

PENELENSE - PAMPILHOSENSE

Penelense - Pampilhosense 25ªJ DH 12-04-15 1.jpg

 

25ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Parque Desportivo de S. Jorge em Penela

Assistência: Cerca de 100 espectadores

Árbitro: Telmo Carvalho

Assistentes: António Francisco e Francisco Lucas

Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:

João Pedro, Rabeca (Tavares 79m), Carapau, Carlos Lima, João Palheira, David Gonçalves, Gravata, Rafa (Cristiano 85m), Flávio Salgado, Galego e Ramalho (Figueiredo 71m).

Suplentes não utilizados: Vitoria, Nuno Batista e Joel Silva.

Treinador: Carlos Alegre

 

Penelense:

Filipe, Nelson, Pedro Penela, Zeca (Ricardo Fernandes 62m), Cardoso, Samuel Garrido, Sulce, Pimenta, Pita, Fábio (Yannick 69m) e Paiva.

Suplentes não utilizados: Pedro Cavaleio, Ferrão, Hinga, Diogo e João Mário.

Treinador: Ricardo Silva

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Rafa 54m (Pampilhosense); Filipe 52m, Nelson 52m e 57m e Pedro Penela 52m (Penelense).

Vermelhos por acumulação de amarelos: Nelson 57m (Penelense).

 

Golos: David Gonçalves 21m e Galego gp 53m e gp 58m (Pampilhosense); Samuel Garrido 27m e 84m (Penelense)

 

Penelense - Pampilhosense 25ªJ DH 12-04-15 3.jpg

 

Depois de uma série consecutiva de nove jogos em casa, o Pampilhosense voltava a jogar fora de portas ao deslocar-se a Penela para tentar regressar aos triunfos. Já o Penelense, a jogar perante o seu público, queria também somar os três pontos para poder continuar a alimentar o sonho do título.

 

Penelense - Pampilhosense 25ªJ DH 12-04-15 4.jpg

 

A equipa da casa entrou a mandar no jogo, com mais posse de bola e futebol mais trabalhado para tentar chegar a baliza de João Pedro. Já o Pampilhosense começou na expectativa e com rápidas transições para tentar chegar a baliza de Filipe. Os serranos ameaçaram logo aos 4m, e numa rápida jogada pela esquerda Flávio Salgado ofereceu o golo a Ramalho, que só não aconteceu porque o avançado visitante parece ser derrubado por Nelson. O Penelense continuou com a mesma dinâmica, que o Pampilhosense aos poucos conseguiu anular, para, aos 21m, chegar ao golo numa excelente combinação de Ramalho com David Gonçalves com este ultimo a finalizar de forma fria frente ao guarda-redes Filipe. A resposta da equipa da casa não tardou e pouco depois, aos 27m, numa jogada de insistência depois de um pontapé de canto Samuel Garrido aproveita uma série de ressaltos e de forma oportuna empata o desafio. A partida estava animada e à passagem da meia hora Ramalho foge a todos os opositores e completamente isolado, em zona frontal, não consegue desfeitear o guardião Filipe ao rematar ao lado. Até final do primeiro tempo as equipas estiveram equilibradas e os lances de perigo junto das balizas não existiram.

 

Penelense - Pampilhosense 25ªJ DH 12-04-15 5.jpg

 

A emoção dos golos voltou no segundo tempo. Pouco depois do reatamento, aos 52m, Rafa entra na grande área e no lance dividido com Nelson cai com o árbitro assinala grande penalidade. Galego foi chamado a converter e não desperdiçou a oportunidade, colocando o Pampilhosense na frente do marcador. Este lance causou muitos protestos por parte da equipa do Penelense, que aumentaram de tom pouco depois, aos 57m, depois de nova grande penalidade assinalada. Numa transição muito rápida por parte do Pampilhosense, Rafa conduziu pela esquerda e serviu Ramalho que é derrubado por Nelson no interior da grande área, lance que resultou no segundo amarelo para o jogador de Penela. Galego não tremeu da marca dos 11 metros e fez o 3-1 para o Pampilhosense. Com uma vantagem de dois golos e com mais uma unidade em campo, o conjunto de Pampilhosa da Serra relaxou um pouco e, a partir daqui, permitiu que o Penelense conseguisse o que até então quase não tinha conseguido: oportunidades de golo. A equipa da casa arriscou tudo no ataque e colocou à prova o guarda-redes João Pedro que mostrou segurança. Aos 61m Samuel Garrido esteve perto de reduzir num remate cruzado a que João Pedro respondeu com uma excelente intervenção. Depois, aos 64m, foi Pita que num remate de fora da grande área obrigou João Pedro a uma defesa apertada. Já aos 84m o guarda-redes João Pedro nada conseguiu fazer para evitar o golo do Penelense que nunca se deu por vencido, Paiva acreditou e sobre a linha final cruzou para Samuel Garrido bisar na pequena área. O Penelense continuou a acreditar e até esteve perto de conseguir o empate, aos 87m, depois de um cruzamento atrasado a que Pedro Penela concluiu para uma excelente intervenção de João Pedro. Mas até final o Pampilhosense conseguiu por alguma “água na fervura” e não permitiu mais ocasiões ao adversário e segurou os três pontos.

 

Penelense - Pampilhosense 25ªJ DH 12-04-15 6.jpg

 

O Pampilhosense soube ser uma equipa competente e concentrada ao longo de quase todo o jogo, com a estratégia imposta a dar os frutos pretendidos. Sempre perigosa a sair para o ataque, a equipa serrana surpreendeu um Penelense que, apesar de dominar em termos de posse de bola, só depois de estar em desvantagem de 3-1 e com menos uma unidade começou a criar claras situações para marcar.

 

O trio de arbitragem foi bastante contestado pela equipa local que protestou muito na primeira grande penalidade, um lance que realmente deixa algumas dúvidas. Mas também no início do encontro foi perdoada uma grande penalidade (aos 4m) que a ser assinalada teria de resultar na expulsão do defesa da casa.

 

Resultados:

Atl. Arganil 2-1 Tocha

Cláudio Bandeira e Héctor (AAA); Daniel Pinto (Toc)

 

Vigor Mocidade 1-1 Académica OAF B

Eric (VM); Valença (AAC OAF B)

 

Penelense 2-3 Pampilhosense

Samuel Garrido (2) (Pen); David Gonçalves e Galego (2) (GDP)

 

Ançã FC 0-0 Eirense

 

Condeixa 1-1 Cova Gala

Bento (Con); João Vasco (CV)

 

Touring 1-1 União FC

Veríssimo (Tou); Pimpão (UFC)

 

Carapinheirense 0-1 Académica SF

Seixas

 

Febres 2-1 Lagares da Beira

Luís Rodrigues e Zé Duarte (Feb); Pedro Batista (LB)

 

Classificação:

Class DH 25ªJ 12-04-15.jpg

 

Próxima Jornada:

Tocha – Cova Gala

Académica OAF B – Atl. Arganil

União FC – Vigor Mocidade

Académica SF – Touring

Lagares da Beira – Carapinheirense

Pampilhosense – Febres

Eirense – Penelense

Ançã FC – Condeixa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:42

PAMPILHOSENSE SEM CHAMA

por ultraserranos4605, em 30.03.15

PAMPILHOSENSE - ANÇA FC

Pampilhosense - Ançã FC 24ªJ DH 29-03-15 1.jpg

 

24ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 250 espectadores

Árbitro: João Calado

Assistentes: Célia Gonçalves e João Veiga

Ao intervalo: 0-1

 

Pampilhosense:

João Pedro, Rabeca (Cristiano 67m), Carapau, Carlos Lima, João Palheira, David Gonçalves (Rafa 20m), Gravata, Figueiredo, Flávio Salgado, Galego e Ramalho.

Suplentes não utilizados: Vitoria, nuno Batista, Joel Silva e Tavares

Treinador: Carlos Alegre

 

Ançã FC:

Marco Santos, Nazaré, João Miguel, João Catarino, Sérgio Marques, Gabriel Veloso, Luís André, David Batista, Nito (David Lopes 75m), Jessi Tatti (Agostinho 92m) e Tavares.

Suplentes não utilizados: Carlos Ferreira, Miguel Neves e João Carlos

Treinador: Paulo Taraio

 

Acção disciplinar:

Amarelos: Rafa 77m e Gravata 87m (Pampilhosense); João Miguel 60m, Nazaré 72m e Tavares 94m (Ançã FC)

Vermelho directo: Sérgio Marques 40m (Ançã FC)

 

Golos: Jessi Tatti 16m

 

Pampilhosense - Ançã FC 24ªJ DH 29-03-15 2.jpg

 

O Pampilhosense recebia o Ançã FC naquele que seria o ultimo jogo de nove disputados na condição de visitado e o sexto no Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra. E tranquilamente na tabela, os serranos queriam cimentar a posição perante um Ançã FC que queria somar o segundo triunfo consecutivo para relançar a equipa com resultados e classificação mais condizentes com o seu valor.

 

Pampilhosense - Ançã FC 24ªJ DH 29-03-15 3.jpg

 

E foram os visitantes que dominaram todo o primeiro tempo e até podiam ter construído um triunfo mais tranquilo, tal foi a passividade e falta de ideias do Pampilhosense que não conseguiu impor o seu futebol. Aos 13m Nito cruzou da direita e Tavares, a entrada da pequena área, rematou ao lado quando tinha tudo para fazer o golo. Mas o golo surgiu pouco depois, aos 16m, com Jessi tatti a trabalhar bem na direita e a rematar colocado, sobre a linha da grande área, para o primeiro golo da tarde. A equipa da casa não esboçou qualquer tipo de reacção e foi o Ançã FC que manteve a mesma dinâmica no ataque e criou alguns lances de perigo para a baliza de João Pedro. E só a partir dos 40m, depois da expulsão de Sérgio Marques por derrube a Ramalho que deixou o Ançã FC a jogar com 10, o Pampilhosense começou a ter alguma iniciativa no jogo o que deixava boas perspectivas para a segunda parte.

 

Pampilhosense - Ançã FC 24ªJ DH 29-03-15 5.jpg

 

No segundo tempo, e com mais uma unidade, a equipa serrana dominou em termos de posse de bola, mas faltaram as ideias para furar a organização da equipa do Ançã FC que tapou todos os caminhos para a sua baliza. O conjunto da casa bem carregou sobre o adversário mas mais com o coração do que com cabeça e não conseguiu construir claras situações para chegar ao empate. Já a equipa do Ançã FC nunca se desmontou e bem organizada defensivamente tentou explorar a velocidade dos homens da frente para sair em rápidas transições para o ataque para criar perigo. Só sobre os 90m que o Pampilhosense constrói uma jogada digna desse nome, com Galego a cruzar da direita para Figueiredo rematar com muito perigo para a baliza de Marco Santos.

 

Pampilhosense - Ançã FC 24ªJ DH 29-03-15 6.jpg

 

A equipa do Pampilhosense nunca conseguiu colocar no terreno de jogo a velocidade e técnica que possui acabando por ser uma presa fácil para o conjunto forasteiro que, mesmo com 10 unidades desde os 40m, venceu de forma categórica.

 

Pampilhosense - Ançã FC 24ªJ DH 29-03-15 7.jpg

 

Quanto ao trabalho da equipa de arbitragem tem no lance que resultou a expulsão do jogador do Ançã FC a maior divida. Primeira dúvida: foi ou não falta; a segunda duvida: a ser falta foi no interior da grande área e consequente grande penalidade; terceira dúvida: expulsão ou não do jogador visitante. Muitas dúvidas num único lance, mas que não mancha o trabalho global da equipa que não interfere quanto a justiça do vencedor.

 

Resultados:

Académica OAF B 3-1 Touring

Rosas, Teles e Zé dias (AAC OAF B); João Pedro (Tou)

 

Académica SF 2-1 Febres

Garcês e Seixas (AAC SF); Miguel Luz (Feb)

 

Pampilhosense 0-1 Ançã FC

Jessi Tatti

 

Condeixa 1-1 Eirense

Reizinger (Con); e Estanqueiro (UCE)

 

Cova Gala 2-0 Atl. Arganil

João Vasco (2)

 

União FC 5-0 Carapinheirense

Faca, Ruben, Willy, Pimpão e Joel

 

Lagares da Beira 1-3 Penelense

Pedro Batista (LB); Zeca, Yannick e Sulce (Pen)

 

Tocha – Vigor Mocidade (adiado)

 

Classificação:

Class 24ªJ DH 29-03-15.jpg

 

Próxima Jornada:

Condeixa – Cova Gala

Atl. Arganil – Tocha

Vigor Mocidade – Académica OAF B

Touring – União FC

Carapinheirense – Académica SF

Febres – Lagares da Beira

Penelense – Pampilhosense

Ançã FC – Eirense

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:51

PAMPILHOSENSE E EIRENSE EMPATAM-SE

por ultraserranos4605, em 23.03.15

PAMPILHOSENSE - EIRENSE

Pampilhosense - Eirense 23ªJ 22-03-15 1.jpg

 

23ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: cerca de 100 espectadores

Árbitro: Mário Serrano

Assistentes: Márcio Martins e Liliana Duarte

Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:

João Pedro, Tavares (Rabeca 48m), Carapau, Carlos Lima, João Palheira, David Gonçalves, Gravata (Galego 61m), Rafa, Figueiredo, Flávio Salgado e Ramalho.

Suplentes não utilizados: Vitória, Cristiano, Nuno Batista e Joel Silva.

Treinador: Carlos Alegre

 

Eirense:

João Cruz, Relvão (Serginho 70m), João Dias, Freixo, Xipi, Alex, Nuno, Geovane (Carlos Vaz 79m), Alemão (Balteiro 85m), Estanqueiro e Afonso.

Suplentes não utilizados: Vasco, Hermo e Cuch.

Treinador: Tó Miranda

 

Ação disciplinar:

Amarelos: Ramalho 32m, Gravata 60m e Rabeca 68m (Pampilhosense); Alex 46m, Estanqueiro 66m, Afonso 68m e nuno 86m (Eirense).

 

Golos: Ramalho 14m e 63m (Pampilhosense); Afonso 38m e Geovane 58m (Eirense).

 

Pampilhosense - Eirense 23ªJ 22-03-15 2.jpg

 

O Pampilhosense depois de duas vitórias consecutivas queria, frente ao Eirense, conseguir o terceiro triunfo seguido, cimentar a posição na tabela e espreitar os lugares imediatos. Já a turma de Eiras ambicionava também somar os três pontos e encurtar a distância que o separa do Pampilhosense.

 

Pampilhosense - Eirense 23ªJ 22-03-15 3.jpg

 

Entrou muito bem a equipa da casa, com muita rapidez de processos e sempre ao primeiro toque com David Gonçalves, em boa posição aos 5m, a dar um primeiro aviso com um remate ao lado. E o golo da turma serrana surgiu aos 14m, sem grande surpresa, e na sequência de um pontapé de canto, mas só a terceira tentativa! Primeiro o desvio de cabeça de João Palheira levou a bola a trave da baliza, na recarga Carlos Lima obrigou João Cruz a uma grande defesa e finalmente Ramalho, oportuno, fez à boca da baliza o golo pampilhosense. Foi ainda contra a corrente do jogo que equipa de Eiras deu um ar da sua graça pouco depois, aos 16m, através de um remate do meio da rua de Geovane que obrigou João Pedro a uma defesa muito apertada. Mas aos poucos o Pampilhosense foi baixando de produção e o Eirense aproveitou para tomar conta do meio campo adversário, embora sem conseguir claras oportunidades de golo. No entanto, o empate acabou por surgir numa oferta da defensiva da casa a que Afonso não se fez rogado e marcou para a sua equipa. Ao intervalo chegou e o empate a uma bola era o resultado.

 

Pampilhosense - Eirense 23ªJ 22-03-15 4.jpg

 

Na segunda metade o Pampilhosense entrou com vontade de se recolocar em vantagem, mas foi o Eirense que, aos 58m, chegou ao golo com Geovane no coração da área a concluir um cruzamento da esquerda, numa fase em que o Pampilhosense estava momentaneamente reduzido a 10 elementos por assistência ao capitão David Gonçalves. A resposta do conjunto da casa não tardou e aos 63m, numa boa jogada colectiva, Flávio Salgado isolou Ramalho que bisou e empatou o jogo a duas bolas. Até final ambas as equipas tentaram chegar ao triunfo, mais com o coração do que com a cabeça, faltando maior discernimento no ultimo terço para criar situações claras de golo. O perigo rondou uma e outra baliza mas sem claras oportunidades o empate a duas bolas persistiu.

 

Pampilhosense - Eirense 23ªJ 22-03-15 5.jpg

 

Foi um jogo bem disputado com equilíbrio entre as duas equipas. Entrou muito forte o Pampilhosense, marcou e depois baixou de produção permitindo o empate ao Eirense. No segundo tempo os forasteiros consomaram a cambalhota no marcador mas o Pampilhosense teve, ainda, forças para restabelecer a igualdade. Até final do desafio o triunfo podia ter caído para qualquer dos lados.

 

Pampilhosense - Eirense 23ªJ 22-03-15 6.jpg

 

O trio de arbitragem teve uma tarde para esquecer. Cometeu demasiados erros em prejuízo de ambas as equipas.

 

Resultados:

Pampilhosense 2-2 Eirense

Ramalho (2) (GDP); Afonso e Geovane (UCE)

 

Touring 1-2 Tocha

Veríssimo (Tou); João Lima e Renato (Toc)

 

Condeixa 0-1 Atl. Arganil

Gael

 

Vigor Mocidade 3-0 Cova Gala

Dani, Eric e Paulo Almeida

 

Carapinheirense 3-1 Académica OAF B

Cleiton (2) e Faria (Car); Rosas (AAC OAF B)

 

Penelense 1-2 Académica SF

Samuel Garrido (Pen); Seixas (2) (AAC SF)

 

Ançã FC 2-1 Lagares da Beira

João Pinto e Tiago Tavares (AFC); Diogo (LB)

 

Febres 0-3 União FC

Ruben, Faca e Willy

 

Classificação:

Class DH 23ªJ 22-03-15 1.jpg

 

Próxima Jornada:

Cova Gala – Atl. Arganil

Tocha – Vigor Mocidade

Académica OAF B – Touring

União FC – Carapinheirense

Académica SF – Febres

Lagares da Beira – Penelense

Pampilhosense – Ançã FC

Condeixa – Eirense

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:53

COM SERVIÇOS MINIMOS PARA UMA VITÓRIA JUSTA

por ultraserranos4605, em 16.03.15

PAMPILHOSENSE - CONDEIXA

Pampilhosense - Condeixa 22ªJ DH 15-03-15 1.jpg

 

22ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra

Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: Cerca de 150 espectadores

Árbitro: João Martins

Assistente: Marco Silva e João Teixeira

Ao intervalo: 1-1

 

Pampilhosense:

João Pedro, Tavares, Carlos Lima, Carapau, João Palheira, David Gonçalves, Gravata (Cristiano 73m), Rafa, Figueiredo (Joel Silva 79m), Flávio Salgado e ramalho.

Suplentes não utilizados: Vitória, Nuno Batista e Cristiano

Treinador: Carlos Alegre

 

Condeixa:

Firmino, Pedro Gaspar (Cordeiro 76m), Folhas, Tomé, Alex Tarquini, André Silva, Castro (Hugo 81m), Daniel Silva (Reiziguer 66m), Diogo, Marcelo e Rafa.

Suplentes não utilizados: Rui Dias, Carlos Paulo e Nelson

Treinador: Tó Sá

 

Ação disciplinar:

Amarelos: André Silva 39m, Reiziguer 83m e Alex Tarquini 87m (Condeixa).

 

Golos: David Gonçalves 7m, Carlos Lima 56m e Figueiredo 74m gp (Pampilhosense); Marcelo 23m e Reiziguer 92m gp (Condeixa).

 

Pampilhosense - Condeixa 22ªJ DH 15-03-15 2.jpg

 

A jogar em casa o Pampilhosense queria somar mais um triunfo e cimentar a posição na tabela, espreitando qualquer deslize das equipas mais próximas para tentar uma aproximação. Já o Condeixa vinha a Pampilhosa da Serra disposto a somar pontos na luta pela manutenção e a contrariar ao máximo a tarefa do Pampilhosense.

 

Pampilhosense - Condeixa 22ªJ DH 15-03-15 3.jpg

 

Começou bem a equipa da casa que logo aos 7m marcou por intermédio de David Gonçalves que, no meio da confusão, emendou sobre a linha um livre lateral de Flávio Salgado. A equipa serrana foi em busca do segundo tento, que podia ter acontecido por duas vezes, aos 13m e a14m. Na primeira ocasião, e na sequencia de um pontapé de canto, Carlos Lima emendou mal o desvio de ramalho ao primeiro poste, a segunda oportunidade nasce de uma intercepção de de João Palheira que isola Flávio Salgado mas este na cara de Firmino rematou a trave. Aos poucos o Pampilhosense foi perdendo gás, lento e algo apático, o que permitiu ao Condeixa ganhar confiança para procurar o empate. Empate que surgiu a passagem dos 23m, numa boa jogada colectiva na esquerda, Marcelo foi o principal protagonista com uma boa jogada individual da qual resultou um remate colocado sem hipótese para João Pedro. Antes do final do primeiro tempo, aos 42m, Daniel Silva podia ter colocado o Condeixa em vantagem, quando numa jogada de insistência surgiu isolado, mas o guarda-redes João Pedro não permitiu festejos ao adversário.

 

Pampilhosense - Condeixa 22ªJ DH 15-03-15 4.jpg

 

No segundo tempo a equipa do Pampilhosense entrou disposta a chegar a vantagem e, aos 56m, Figueiredo cobrou um livre para Carlos Lima saltar mais alto que os adversários e fazer de cabeça o golo. A equipa serrana tentou controlar o jogo e chegar ao golo da tranquilidade, mas o Condeixa não entregou o jogo e, aos 71m, Diogo cruzou e Reiziguer rematou de forma acrobática ao poste esquerdo da baliza de João Pedro. Este lance colocou a equipa pampilhosense em alerta e aos 74m, num cruzamento, a bola vai ao braço de um jogador do Condeixa no interior da grande área, sendo assinalada a respectiva grande penalidade. Figueiredo tinha a hipótese de resolver a questão e o jogador pampilhosense não desperdiçou a ocasião e fez o 3-1, dando maior tranquilidade a sua equipa. Até final a equipa serrana ainda podia ter elevando a vantagem, com Flávio Salgado a rematar com estrondo ao poste da baliza de Firmino, depois de uma recuperação de bola. Antes do apito final, o Condeixa ainda dispôs de uma grande penalidade que Reiziguer aproveitou para reduzir para 3-2, mas era demais para o Condeixa conseguir um resultado diferente.

 

Pampilhosense - Condeixa 22ªJ DH 15-03-15 5.jpg

 

O Pampilhosense não realizou um jogo brilhante, mas o suficiente para levar de vencida a equipa do Condeixa. Ao Pampilhosense faltou uma maior rapidez de processos, tornando-se numa equipa muitas vezes previsível. O Condeixa aproveitou e na primeira parte mostrou que queria discutir o resultado. No segundo tempo os serranos tiveram um pouco melhor e chegaram a vitória com naturalidade, contra um Condeixa que foi sempre uma ameaça.

 

Pampilhosense - Condeixa 22ªJ DH 15-03-15 6.jpg

 

O trio de arbitragem teve um excelente trabalho. Nos lances decisivos foram corretas as decisões.

 

Resultados:

Atl. Arganil 0-1 Vigor da Mocidade

Alex

 

Cova Gala 2-0 Touring

João Daniel e João Vasco

 

Tocha 0-3 Carapinheirense

Cleyton (2) e Rui jorge

 

Académica OAF B 3-2 Febres

Rui Pereira (2) e Brás (AAC OAF B); Miguel Luz e Chano (Feb)

 

União FC 0-0 Penelense

 

Académica SF 2-1 Ançã FC

Bruno Simões e Vladimir (AAC SF); Jessi Tatti (AFC)

 

Lagares da Beira 2-4 Eirense

Pedro Batista e Diogo Costa (LB); Estanqueiro (3) e Afonso (UCE)

 

Pampilhosense 3-2 Condeixa

David Gonçalves, Carlos Lima e Figueiredo (GDP); Marcelo e Reiziguer (Com)

 

Classificação:

Class DH 22ªJ 15-03-15.jpg

 

 

Próxima Jornada:

Pampilhosense – Eirense

Touring – Tocha

Condeixa – Atl. Arganil

Vigor da Mocidade – Cova Gala

Carapinheirense – Académica OAF B

Febres – União FC

Penelense – Académica SF

Ançã FC – Lagares da Beira

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:08


. ............ . . .

.


LIGAÇÕES - PLANTEL 18/19 E VIDEOS

.

.








RECORDAÇÕES

 

 

 

 

eXTReMe Tracker