Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mostra a Tua Alma Serrana!


ANÁLISE DA TEMPORADA PAMPILHOSENSE

por ultraserranos4605, em 07.06.22

Depois de cair o pano sobre a temporada, aquela que foi uma das mais longas de sempre com a turma serrana a realizar 39 jogos, é hora de fazer um balanço geral em termos de números. 

Pampilhosense 21-22 3.jpg

Com um plantel curto e assolado por muitas lesões ao longo da temporada (essencialmente na primeira fase) a equipa do Pampilhosense arrancou de forma fulgurante no campeonato ao averbar 6 triunfos consecutivos. Este começo serviu de mola, para que a equipa terminasse a primeira volta em primeiro lugar da Serie A com apenas duas derrotas, muito fruto de uma boa organização coletiva. A segunda volta não foi muito diferente, a equipa registou novamente duas derrotas e cedeu um empate (os únicos pontos perdidos em casa), terminando a primeira fase com 40 pontos (13 vitórias e um empate). Estes resultados deixaram a equipa na primeira posição ao fim da primeira fase do campeonato, fazendo elevar a fasquia para a segunda e decisiva fase de apuramento de campeão.

 

No entanto as expectativas cedo saíram goradas! Nas primeiras cinco jornadas a equipa conseguiu amealhar apenas dois pontos, isto apesar das boas exibições realizadas. Depois a equipa entrou numa crise de falta de confiança e, com pouco animo, caiu numa serie longa de resultados negativos. Só na parte final da temporada o Pampilhosense voltou a encontrar-se ao regressar às boas exibições e bons resultados. No entanto já tarde demais para entrar nas decisões que, antes do arranque da prova, a equipa ambicionava. Na primeira volta da Fase de Apuramento de Campeão a equipa apenas amealhou 5 pontos (2 empates e uma vitória), enquanto na segunda volta foram conquistados 14 pontos (4 vitórias e 2 empates). Assim, a equipa acabou na 8ª posição da tabela, com 5 triunfos, 4 empates e 9 derrotas, 20 golos marcados e 24 sofridos!

 

Relativamente à Taça AF Coimbra o Pampilhosense entrou na competição na II eliminatória e bateu o Os Águias por 7-1. Na eliminatória seguinte foi a vez de defrontar o Cova Gala, formação que deu mais trabalho, sendo necessário recorrer ao prolongamento para vencer por 2-1. Ambas as equipas militavam na 1ª Divisão. Já nos quartos-de-final, disputados logo a seguir ao final da primeira fase do campeonato, calhou em sorte ao Pampilhosense enfrentar o Ançã FC, equipa primeira classificada da Serie B. Em jogo realizado em Ançã, e que opôs os dois primeiros classificados de cada serie, o Pampilhosense foi derrotado por 2-1 e despediu-se da Taça AF Coimbra sem conseguir atingir os objetivos para esta prova.

 

Número de Jogos:

No total a equipa realizou 39 encontros, 36 para o Campeonato e 3 para a Taça AFC. Só um jogador esteve presente em todos os jogos.

6L2A0679.jpg

O médio João Luz, pela primeira vez no Pampilhosense, foi o único a participar em todos os jogos da equipa.

 

39 Jogos – João Luz

35 Jogos – Koné

34 Jogos – Miguel Rocha, Dani Cueto e Kiko

33 Jogos – Ladeira

31 Jogos – Curvelo

30 Jogos – Flávio Salgado

29 Jogos – Seco, Deco

28 Jogos – Bruno Santos

27 Jogos – Cristiano, Ricardo Santiago

25 Jogos – Frédéric Tang

21 Jogos – Henrique

18 Jogos – Erick Gabriel e Rica

17 Jogos – Igor Gouvea

13 Jogos – Luís Silva

8 Jogos – Márcio Machado

6 Jogos – Tibúrcio

 

Minutos Jogados:

Relativamente aos minutos disputados por cada atleta ao longo da temporada, apenas três ultrapassaram os 3000’ de utilização. O médio João Luz volta a figurar no topo desta lista com 3140’, não muito longe surge o guarda-redes Kiko com 3090’ e a fechar o pódio o médio Koné com 3072’.

Publicação2.jpg

O guardião Kiko e o médio Koné foram dos jogadores mais regulares ao longo da época.

 

João Luz – 3140’

Kiko – 3090’

Koné – 3072’

Miguel Rocha – 2852’

Ladeira – 2638’

Dani Cueto – 2440’

Ricardo Santiago – 2419’

Bruno Santos – 2394’

Seco – 2386’

Curvelo – 2311’

Flávio Salgado – 2259’

Henrique – 1660’

Frédéric Tang – 1559’

Rica – 1408’

Erick Gabriel – 1357’

Igor Gouvea – 1028’

Deco – 1014’

Cristiano – 927’

Luís Silva – 572’

Tibúrcio – 453’

Márcio Machado – 29’

 

Número de Golos:

Ao longo da época, e em momentos diferentes, foram três os jogadores que denotaram maior veia goleadora. Henrique com 14 golos teve nota de maior destaque na primeira fase, Curvelo marcou 13 golos ao longo de toda a temporada, enquanto Rica, reforço para a segunda fase, fez 10 remates certeiros.

Publicação1.jpg

Os três avançados somaram, em conjunto, 37 dos 59 golos que a equipa marcou nas duas provas (Campeonato e Taça).

 

14 – Henrique

13 – Curvelo

10 – Rica

5 – Seco e João Luz

4 – Bruno Santos

2 – Erick Gabriel e Dani Cueto

1 – Igor Gouvea, Ladeira, Miguel Rocha e Ricardo Santiago

 

Número de Assistências:

O médio João Luz volta a figurar no topo de uma tabela, desta feita nas assistências. No total foram 12 os passes “açucarados” para os seus companheiros finalizarem com sucesso.

P2270115.JPG

Ao liderar este dado estatístico João Luz reforça a preponderância que teve na equipa ao longo da época.

 

12 – João Luz

5 – Seco

4 – Flávio Salgado e Ladeira

3 – Miguel Rocha e Koné

2 – Igor Gouvea, Deco, Erick Gabriel, Bruno Santos, Curvelo e Dani Cueto

1 – Frédéric Tang e Henrique

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



. ............ . . .

.