Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mostra a Tua Alma Serrana!


EM DIA DE SOL, EXIBIÇÃO CINZENTA DOS SERRANOS

por ultraserranos4605, em 12.04.10

MOCIDADE FC - GD PAMPILHOSENSE

 3 - 0

 

.

24ª Jornada da 1ª Divisão Distrital Série A da AF Coimbra

Estádio: Campo da Serra, Cheira Penacova

Assistência: Cerca de 80 espectadores

Árbitro: Joaquim Ferreira

Auxiliares: Diogo Silva e Tiago Carrasqueira

Resultado ao Intervalo: 2-0

 

Pampilhosense:

Tiburcio, Fábio (Carlos Alegre 78m), Isidro, João Luís, Samuel Almeida, Rodrigo, Marco Alegre (Roldão 61m), Rabeca, Jorge Silva, Paulo Marques e David (Braçal 69m).

Suplentes: Braçal, Roldão e Carlos Alegre

Treinador: Carlos Alegre

Golos: Mocidade FC (15m, 34m e 70m)

 

 Depois de uma vitória na jornada passada frente ao campeão, o Pampilhosense partia para ente desafio frente à Mocidade FC com confiança num bom resultado. Já a equipa da casa, que ocupa o terceiro posto, partia como favorita no desafio, pois está na luta pela subida de divisão e proibida de perder pontos para não hipotecar os seus objectivos.

  

 

 A equipa da casa, a Mocidade FC, entrou bem no desafio. Beneficiou, nos primeiros 10m, de dois erros da equipa visitante que só não se traduziram em golo, porque os avançados da casa se mostraram algo perdulários. Na primeira ocasião, um remate em zona frontal, depois de uma perda de bola no ataque da equipa do GDP, faz passar a bola muito próximo do poste direito da baliza de Tiburcio. Já na segunda, em mais uma jogada rápida de ataque da Mocidade, um jogador da casa entra, pela esquerda, na área serrana e remata cruzado com muito perigo e sem ninguém a surgir para a emenda. Face ao que se assistia, foi sem surpresa que à passagem do primeiro quarto de hora a equipa da Mocidade FC se adiantou no marcador, na sequência de um livre na esquerda, com um jogador da casa a surgir solto ao segundo poste e a rematar a contar. Estava inaugurado o marcador, cabendo ao Pampilhosense correr atrás do prejuízo. Mas foi novamente a turma da casa que esteve perto de aumentar o placar, também de bola parada, desta feita na marcação de um livre da direita, que vai encontrar um jogador da Mocidade no coração da área serrana a cabecear à trave da baliza pampilhosense. O conjunto serrano só pouco depois dos 20m consegue equilibrar a contenda. Fruto do maior equilíbrio e sinal mais do conjunto visitante, Marco Alegre, aos 31m, vai surgir na direita e isolado conclui, sem êxito, uma boa jogada do ataque pampilhosense. O empate esteve próximo de acontecer, mas a resposta da Mocidade não tardou e terminou da melhor forma possível. Aos 34m nova jogada rápida do conjunto da casa com um jogador a partir de posição duvidosa para a baliza do GDP, este, na esquerda do seu ataque e só com Tiburcio pela frente, serve um companheiro que ao segundo poste apenas tem de encostar para o fundo da baliza. Este segundo tento veio serenar a toada do desafio e até ao intervalo o jogo iria desenrolar-se sobre a zona intermediária.

Na segunda parte o cariz do jogo manteve a mesma toada da parte final dos primeiros 45m. As duas equipas lutavam pela posse de bola sobre a zona central do terreno e nenhuma conseguia construir oportunidades de golo. O Mocidade FC, a vencer por 2-0, controlava o jogo enquanto a Pampilhosense tentava reduzir a desvantagem mas sem resultados práticos. Nos minutos iniciais do reatamento apenas um lance de registo, com Marco Alegre a cabecear atrasado à procura de um colega que não surgiu para concluir a jogada. E assim se manteve a toada morna do encontro até ao minuto 69, altura em que surge um jogador da Mocidade FC isolado perante Tiburcio, o guardião serrano acaba por derrubar em falta o avançado contrário dentro da grande área e o árbitro da partida assinala a grande penalidade, mostrando o segundo cartão amarelo ao jogador pampilhosense que, assim, vai tomar banho mais cedo. Na marcação, e já com Braçal na baliza, o jogador da Mocidade FC não perdoa e resolve de vez a partida ao colocar a sua equipa em vantagem por 3-0. A jogar com menos uma unidade a equipa do Pampilhosense sentiu ainda mais dificuldades, com os da casa a aproveitarem os espaços dados pela defensiva visitante criando lances para voltar a dilatar o marcador. Aos 75m um jogador da equipa da casa surge com espaço na grande área serrana e remata colocado para boa defesa de Braçal, de seguida o avançado da Mocidade FC aparece isolado na direita mas não consegue ultrapassar o guardião do Pampilhosense. Já perto do final do desafio seria Rabeca a salvar sobre a linha de golo o que seria o quarto tento do conjunto da casa. 

 Perante uma equipa que luta pela subida de divisão e a jogar em casa, o conjunto de Pampilhosa da Serra não conseguiu impor a sua estratégia, que cedo saiu gorada face ao golo madrugador do conjunto de Penacova. A equipa do Pampilhosense ainda esboçou a reacção ao primeiro golo sofrido, mas depressa a Mocidade FC fez o segundo e até final controlou o seu adversário não deixando o GDP com capacidade de resposta.

 

O trio de arbitragem fez uma exibição positiva, apenas mostrou alguma dualidade de critérios no capítulo disciplinar com prejuízo para os visitantes, mas, à excepção deste reparo, a nota global pelo trabalho realizado é positiva. 

  

Resultados:

 

Lagares Beira 1-1 São Pedro Alva

 Ricardo (LdB);

  

Atl. Arganil 1-3 Arouce-Praia

Galego (AAA);

 

 Esperança 4-3 Adémia 

Carlos Pinheiro (2), João Rebelo e Ricardo Silva (EAC); Mário Simão e Mamadu (Ade)

 

 Mocidade 3-0 Pampilhosense

  

Lorvanense 1-5 Eirense

- ; Agostinho (2), Mario Morcego, Telmo e Bombeiro (UCE)

 

 Agrário Lamas 2-3 Góis 

- ; Ricardo (3) (Goi)

  

Classificação:

  

 Próxima Jornada:

S. Pedro Alva - Atl. Arganil
Arouce Praia - Mocidade FC
Pampilhosense - Esperança
Adémia - Lorvanense
Eirense - Agrário Lamas
Góis - S. Mamede 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:54


1 comentário

De piada a 15.04.2010 às 23:29

so 14 jugadores? atao o outros?

Comentar post



. ............ . . .

.