Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mostra a Tua Alma Serrana!


E ASSIM SE ESFUMOU O SONHO

por ultraserranos4605, em 28.03.11

PAMPILHOSENSE - EIRENSE

 

5ª Jornada da 1º Divisão Distrital Série A da AF Coimbra – Fase Final

Estádio: Municipal de Pampilhosa da Serra

Assistência: Cerca de 90 espectadores

Árbitro: Carlos Abreu

Assistentes: Pinto Nunes e João Fernandes

Resultado ao intervalo: 0-0

 

GD Pampilhosense:

Braçal, Cigas (Pedro Barata 70m), Quirino, Pepe, Gonçalo Fernandes, João Luís, Marco Alegre, Figueiredo, Rabeca, Galego (Deco 87m), Samuel Chipenhe.

Suplentes: Tiburcio, Isidro, Cristiano, Deco, Jorge Silva, Pedro Barata e Samuel Almeida.

Treinador: Bruno Ferreira

Golos: Eirense (49m e 95m)

 

Na partida onde se encontravam os dois primeiros classificados da tabela, o Pampilhosense recebeu o Eirense com a esperança em obter os três pontos e, assim, manter acesa a chama na luta pelo título. Já o Eirense, com seis pontos de avanço sobre os serranos, tinha como objectivo principal não perder, sabendo que a vitória iria garantir, quase em definitivo, a conquista do título de campeão desta Série A.

 

 

A primeira metade pouco tem para contar, assistiu-se a 45m muito tácticos, sem oportunidades de golo, apenas alguns lances de relativo perigo em ambas as balizas. Mas, apesar de não existirem oportunidades de golo, assistiu-se a 45m muito bem disputados, com o domínio do jogo a ser repartido entre Pampilhosense e Eirense. A boa intensidade de jogo que ambas as equipas colocaram sobre o sintético do Municipal de Pampilhosa da Serra permitiu aos espectadores assistirem a uma partida entretida, onde cada lance era disputado como sendo o último o que favorecia ao espectáculo. Ao intervalo, apesar do zero a zero e da nulidade em oportunidades de golo, tinha se observado que ambos os conjuntos estavam a deixar tudo em campo tendo em vista o triunfo.

 

 

Num jogo com estas características era previsível que, a acontecer um golo, ele surgisse de um lance fortuito ou de inspiração de algum jogador. Foi o que aconteceu 4m depois do reatamento do desafio. O Eirense vai beneficiar da genialidade do seu jogador que, depois de correr alguns metros com o esférico controlado, desfere um remate do meio da rua surpreendendo o guarda-redes local que vê a bola entrar na sua baliza. A partir daqui, com o Eirense em vantagem, o Pampilhosense via-se obrigado a correr atrás do prejuízo e a assumir com clareza as despesas do desafio. E foi isso que aconteceu, a equipa serrana tentou remar contra o resultado adverso mas sem resultados práticos. O Eirense, depois de se colocar em vantagem no marcador, baixou as suas linhas, defendendo no seu meio campo não deixando espaços para que os jogadores pampilhosenses entrassem com a bola controlada ou para construir lances de ataque apoiado. A equipa de Eiras apostava no contra-ataque e sempre que ganhava a posse de bola tentava visar a baliza serrana. Já o Pampilhosense, não sendo capaz de furar a muralha “azul e branca” tentava, através de um futebol mais directo, criar alguma ocasião para chegar à igualdade. O que acabou por não acontecer, o Pampilhosense ainda dispôs de uma ou outra situação de algum perigo junto de baliza do Eirense, principalmente de bola parada, mas a verdade é que não conseguiu criar nenhuma clara oportunidade para marcar. O tempo foi passando e o Pampilhosense arriscou cada vez mais. Já na última jogada do desafio, no último minuto de compensação dado pelo árbitro da partida, o Eirense sai para o ataque e entra na área do GDP onde um jogador visitante atira ao poste, a bola caprichosamente sobra para outro atleta de Eiras que remata cruzado estabelecendo o resultado final.

 

 

Numa partida bem disputada, principalmente a primeira metade, venceu a equipa que primeiro marcou num dos poucos remates que houve as duas balizas. O resultado poderia ter “caído” para qualquer um dos lados mas o Eirense foi mais feliz valendo-se de um lance de inspiração, controlando, depois, as incidências da partida não deixando que o Pampilhosense fosse capaz de alcançar outro resultado. Uma derrota que deixa os serranos afastados do sonho do título restando, agora, concentrar-se exclusivamente na luta pelo segundo posto que, pode ainda, permitir uma possível subida de Divisão.

 

O trio de arbitragem realizou uma prestação positiva. Os jogadores do Eirense ficaram a pedir uma penalidade na primeira parte por uma mão na área serrana, valeu o critério do árbitro que foi uniforme em outras situações em que a bola foi também de encontro as mãos dos jogadores de Eiras. Numa partida que poderia se tornar difícil de gerir, o trio de arbitragem merece boa nota.

 

Resultados:
Góis 1-0 Lagares da Beira

Palrinhas

 

Pampilhosense 0-2 Eirense
Teles e Telmo (UCE)

 

Classificação:

 

 Próxima Jornada:
Góis - Eirense

Esperança - Lagares da Beira

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:03


. ............ . . .

.