Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mostra a Tua Alma Serrana!


A nossa casa irá receber, no próximo domingo, a Final da Taça AF Coimbra em futebol, um encontro que irá colocar frente a frente o Clube Condeixa ao Grupo Desportivo Sourense. A receita deste desafio reverte aos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa da Serra.


Que seja um bom espetáculo e uma bonita festa. Boa sorte para as duas equipas e sejam bem vidas ao Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra.

61210725_2250705148309134_1966930777723633664_n.jp

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:55

ANÁLISE DA TEMPORADA PAMPILHOSENSE

por ultraserranos4605, em 22.05.19

Terminou mais uma época do Pampilhosense na divisão maior da distrital de Coimbra, a oitava consecutiva, com um quarto posto. A equipa pampilhosense queria fazer melhor que na época anterior e tentar um apuramento para a Taça de Portugal. Esteve muito bem na primeira volta ao somar 32 pontos, o que permitiu terminar a primeira metade do campeonato no segundo lugar da tabela. Os serranos chegaram mesmo a ocupar a liderança de forma isolada durante três jornadas consecutivas (6ª, 7ª e 8ª). Nesta época o Pampilhosense conseguiu outra marca significativa, a melhor serie de jogos consecutivos sem perder, 17 no total, 14 para o campeonato e 3 para a taça.

 

Pampilhosense 18-19 trat 1.jpg

 

A segunda volta do campeonato foi menos produtiva em termos de pontos, a equipa somou apenas 24! Mesmo assim ocupou, quase sempre, os lugares do pódio durante toda a temporada.

 

Com o aproximar do final do campeonato o Pampilhosense tentou o terceiro lugar na tabela, classificação que seria a melhor de sempre do clube, e que, também, daria acesso à Taça de Portugal na próxima temporada, em virtude dos dois primeiros classificados da prova serem os finalistas da Taça AFC. Nos últimos dois encontros os serranos somaram dois empates, e na ultima jornada perderam esse objetivo para o Ançã FC, que acabou em igualdade pontual, mas com melhor score de golos!

 

Assim, o Pampilhosense terminou na quarta posição, com 56 pontos, a melhor pontuação de sempre num campeonato com 16 equipas (a melhor é de 57 pontos com 18 equipas), fruto de 15 triunfos, 11 empates e apenas 4 derrotas, 47 golos marcados e 39 sofridos.

 

Mas ficou um o sabor amargo na boca dos serranos, por deixarem fugir a terceira posição, e consequente acesso à Taça de Portugal, sobre a linha de meta!

 

Relativamente à Taça AFC a turma pampilhosense ambicionava chegar a uma inédita final que seria jogada, precisamente, em sua casa! Os serranos chegaram às meias-finais, pela quarta vez na historia, ao afastarem sempre equipas da Divisão de Honra: Académica SF, Marialvas e Ançã FC. Nas meias-finais o adversário foi o Condeixa, equipa que se sagou campeã, num jogo em Pampilhosa da Serra! A partida foi bem disputada e o Pampilhosense marcou cedo, mas viu o Condeixa a fazer a cambalhota no marcador nos últimos 10’! Esteve perto de acontecer uma inédita final!

 

Numero de Jogos:
A equipa serrana realizou no total da temporada 34 desafios, 30 para o campeonato e 4 para a taça. Apenas dois jogadores participaram em todos os desafios, Rafa e Dias.

Rafa 18-19.jpg

Rafa (na foto) e Dias foram os únicos atletas a participar nos 34 jogos realizados pelo Pampilhosense.

 

34 Jogos – Rafa e Dias
33 Jogos – Will e Miguel Barreto
32 Jogos – Ricky
31 Jogos – Amândio
30 Jogos – Renato e Ronaldo
29 Jogos – Seco
28 Jogos – Kiko
27 Jogos – Abel
25 Jogos – Kiko Dias
20 Jogos – Simão
19 Jogos – Flávio Salgado
15 Jogos – Rola
14 Jogos – Carlos Lima
13 Jogos – Cristiano
10 Jogos – Rui Velho
7 Jogos – Cédric
3 Jogos – César Palheira e Luís Ramos

 

Minutos Jogados:
Foi uma longa e desgastantes temporada, com muitos minutos de jogo. Três atletas estiveram à beira dos 3000’, Dias, Rafa e Ricky, sendo que estes últimos dois são dos mais experientes da equipa.

Dias 18-19.jpg

Dias ficou perto dos 3000’! O avançado pampilhosense realizou uma excelente temporada.

 

Dias – 2942m
Rafa – 2912m
Ricky – 2873m
Renato – 2634m
Ronaldo – 2532m
Seco – 2465m
Will – 2439m
Kiko – 2434m
Amândio – 1953m
Miguel Barreto – 1805m
Kiko Dias – 1533m
Flávio Salgado – 1357m
Simão – 1224m
Carlos Lima – 1176m
Abel – 1133m
Cristiano – 980m
Cédric – 628m
Rola – 572m
Rui Velho – 199m
Luís Ramos – 73m
César Palheira – 10m


Numero de Golos:
Quando falamos de goleadores, houve dois jogares a destacarem-se dos restantes. Dias, que volta a aparecer neste dado estatístico, e Ricky valeram, juntos, mais de 30 remates certeiros.

Dias Ricky 18-19 min.jpg

Os dois avançados discutiram até ao fim o “titulo” de melhor marcador da equipa. Ricky teve menos dois jogos e conseguiu o “feito” de marcar em seis jogos consecutivos.

 

18 Golos – Dias (15C+3T)
15 Golos – Ricky (13C+2T)
5 Golos – Simão
4 Golos – Ronaldo (3C+1T)
3 Golos – Seco
2 Golos – Amândio e Kiko Dias (1T+1C)
1 Golo – Rola, Will, Miguel Barreto e AG


Numero de Assistências:
Simão foi quem mais assistiu os seus companheiros para golo, seguido de perto por Ronaldo. Rola também merece uma referência pelas quatro assistências que fez tendo em conta o numero de jogos realizados.

528952_med_pampilhosense_x_marialvas_af_coimbra_di

Apesar de ficar afastado por lesão metade da temporada, Simão ainda conseguiu fazer 6 passes para golo e terminar na frente neste dado!

 

6 – Simão
5 – Ronaldo (3C+2T)
4 – Rola e Seco
3 – Renato e Dias
2 – Abel (1C+1T), Amândio, Miguel Barreto
1 – Kiko Dias, Flávio Salgado, Rafa, Ricky e Carlos Lima

 

A terminar, um agradecimento muitos especial a todos os adeptos que acompanharam e apoiaram a equipa ao longo de toda a temporada. Em muitos momentos foram a força “extra” para que a equipa conseguisse várias vitórias nas retas finais dos jogos, assim como em algumas cambalhotas no marcador.

 

Fica um video com alguns, dos muitos, momentos da época:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:02

FUTSAL - ANÁLISE DA TEMPORADA PAMPILHOSENSE

por ultraserranos4605, em 22.05.19

Com quase 20 anos desde da única participação do Pampilhosense em futsal nos campeonatos seniores da distrital de Coimbra, a equipa serrana regressou nesta temporada às lides mais velhas da modalidade! Composta por um plantel ambicioso e com qualidade, a equipa desejava fazer boa figura neste regresso e alcançar os playoff do titulo de campeão.

 

Pampilhosense futsal 18-19 2 min.jpeg

 

O arranque até começou mal, com duas derrotas nos jogos iniciais, mas as indicações de que poderia ser uma época auspiciosa para os serranos ficaram logo bem patentes. Depois o Pampilhosense arrancou para uma serie de bons resultados apesar de, pelo meio, ter contado com um afastamento prematuro e amargo na Taça AFC. Seguiu-se uma fase menos positiva, com seis jogos consecutivos sem vencer, que fizeram com que a equipa ocupasse um oitavo posto ao final da primeira metade do campeonato, mas com tudo em aberto para atingir os seus objetivos. A segunda metade foi fantástica, o Pampilhosense somou 9 triunfos, empatou um, e perdeu por apenas duas ocasiões. Estes resultados valeram à equipa a quarta posição na fase regular do campeonato com 44 pontos, fruto de 13 vitórias, 5 empates e 6 derrotas, 99 golos marcados e 72 sofridos!

 

Estava tudo em aberto para a fase decisiva da temporada, os playoff de campeão! E o Pampilhosense não poderia começar da melhor forma a fase a “doer”, com dois triunfos sobre o Lavos nos quartos-de-final. Com a equipa apurada para as meias-finais o sonho ganhava cada vez mais forma! E mais ficou quando o Pampilhosense derrotou o Domus Nostra, líder da fase regular, em casa deste, no primeiro jogo! Mas depois seguiram-se duas derrotas, a segunda em casa e a terceira, na “negra”, nas grandes penalidades, deixando o Pampilhosense afastado, sobre a linha de meta, da decisão do titulo e da subida à II Divisão Nacional.

 

Numa equipa que valeu sempre mais pelo seu coletivo, deixamos a lista dos marcadores, em que se destacaram dois atletas: Alberto Silva e a sua imprevisibilidade e explosão; Diogo Tomás e a sua frieza frente à baliza.

 

Alberto e Tomás GDP FUTSAL 18-19.jpg

 

Ao longo de toda a temporada a equipa serrana realizou 30 desafios e marcou 117 golos:

 

27 Golos – Alberto Silva
25 Golos – Diogo Tomás
17 Golos – Miranda
14 Golos – Parrança
13 Golos – Tiago Coelho
11 Golos – Nando Lara
3 Golos – João Coelho
2 Golos – Cláudio Leão, Marco Pestana e Latado
1 Golo – Rabeca

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

BENJAMINS FUTSAL - FINAL FOUR DA TAÇA AFC - FINAL

por ultraserranos4605, em 20.05.19

São João 8-0 Pampilhosense
Final Four da Taça AFC - Final

 

São João - Pampilhosense Final Taça AFC Benjami

 

Na final da Taça da AFC em Benjamins os nossos meninos não conseguiram superar o poderio do adversário. Mas estão de parabéns pelo trajeto até aqui. Na final realizada ontem a equipa do São João foi mais forte e venceu por uns esclarecedores 8-0.

 

De qualquer das formas, a nossa equipa realizou um excelente percurso ao conseguir alcançar a primeira final da história da formação pampilhosense.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:31

PAMPILHOSENSE MORRE NA PRAIA!

por ultraserranos4605, em 20.05.19

TOCHA - PAMPILHOSENSE

Tocha - Pampilhosense 30ªJ DH 19-05-19 1.jpg

 

30ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra
Complexo Desportivo da Tocha
Assistência: cerca de 100 espetadores
Árbitro: Rodrigo Pais
Auxiliares: Mário Serrano e João Ferreira
Ao intervalo: 0-1

 

Pampilhosense:
Kiko, Seco, Carlos Lima (Kiko Dias 83’), Renato, Amândio, Rafa (Abel 63’), Will, Ronaldo, Miguel Barreto (Rola 75’), Ricky e Dias.
Suplentes não utilizados: Cédric, Cristiano, Luís Ramos e Rui Velho
Treinador: Carlos Alegre

 

Tocha:
Hélio Dias, Juninho, Kanu, Gravato (Manuel Ramos 81’), João Neves, Fatia, Curto, Pato (João Silva 40’(Rafael Costa 81’)), Tiago Conceição, Sassa e Fred Silva.
Suplentes não utilizados: Henrique, Rui Pereira, Zé Miguel e Jeremias
Treinador: Davide Dias

 

Ação Disciplinar:
Amarelos: Dias 45’ e Carlos Lima 62’ (pampilhosense); Hélio Dias 83’ e Tiago Conceição 89’ (Tocha).
Vermelhos diretos: Juninho 78’ (Tocha)

 

Golos:
Dias 7’ (Pampilhosense); Sassa 47’ (Tocha)

Tocha - Pampilhosense 30ªJ DH 19-05-19 2.JPG

 

No ultimo desafio da temporada o Pampilhosense deslocava-se à Tocha com o intuito de segurar o terceiro lugar, posição que garantia a Taça de Portugal na próxima época. Do outro lado estava um conjunto que realizou uma excelente segunda volta e, praticamente com a posição definida, queria terminar a temporada com um triunfo em casa.

Tocha - Pampilhosense 30ªJ DH 19-05-19 3.JPG

 

A viagem aos ares da praia começou da melhor forma para os serranos que, aos 7’, vão chegar à vantagem no marcador. Na sequencia de uma boa jogada coletiva Ricky desmarcou-se e serviu Dias que, ao segundo poste, concluiu com êxito e pôs o Pampilhosense na frente. Era um bom pronúncio para a turma de Pampilhosa da Serra que precisava de somar os três pontos. E até final do primeiro tempo foram os serranos a controlar as operações, não criaram mais ocasiões de golo mas também não permitiu ao adversário.

Tocha - Pampilhosense 30ªJ DH 19-05-19 4.JPG

 

Na segunda metade a equipa da casa entrou mais atrevida e isso ficou patente logo aos 46’, com Juninho a cruzar e João Silva a rematar para uma excelente defesa de Kiko para canto! Mas na sequência do pontapé de canto o Tocha chega à igualdade, depois de um desvio ao primeiro poste Gravato surge ao segundo a atirar ao poste, no entanto a bola a sobrou para o coração da pequena área onde surge Sassa a finalizar de forma fácil. A equipa do Pampilhosense tinha de reagir e até marcou por intermédio de Ricky, aos 58’, mas o lance foi anulado por fora de jogo. Com os serranos a arriscarem o Tocha tinha mais espaço para explorar o contra-ataque! E aos 63’, numa rápida jogada de ataque dos da casa, Curto ofereceu o golo a João Silva, mas este não conseguiu levar a melhor sobre Kiko que lhe “roubou” a bola no 1x1! Depois dos 78’ as coisas complicaram para a formação do Tocha, Juninho agrediu Will e recebeu ordem de expulsão! Mas a partir deste momento o tempo útil de jogo foi bem menor e o Pampilhosense, apesar da maior pressão sobre o adversário, o mais perto que esteve da vitoria foi através de um “chapéu” de Will, aos 83’, que saiu por cima do travessão!

Tocha - Pampilhosense 30ªJ DH 19-05-19 5.JPG

 

O Pampilhosense já sabia que iria encontrar uma equipa muito diferente da primeira volta do campeonato. O que se confirmou no campo! Os serranos até marcaram primeiro, dando o sinal de que poderiam caminhar para o triunfo. Mas o empate surgiu no arranque do segundo tempo e, até final, a equipa pampilhosense não conseguiu alterar o rumo dos acontecimentos. Assim, com o empate, o Pampilhosense acaba por morrer na praia e deixar fugir o ultimo lugar do pódio, e consequente acesso à Taça de Portugal, sobre a linha de meta. Este resultado apenas servia para o Pampilhosense se o Ançã FC perdesse pontos em Penela ou, em caso de vitória do “ferryaço”, o Vigor Mocidade também vencesse na Figueira da Foz, deixando as três equipas em igualdade pontual! A igualdade pontual somente com o Ançã FC, o que se verificou, deixa o Pampilhosense na quarta posição!

 

A arbitragem não ficou isenta de erros. Duvidas em dois lances importantes: no golo anulado ao Pampilhosense e de uma grande penalidade para o Tocha nos instantes finais!

 

Ultima Jornada:
Académica SF 1-2 Brasfemes
Pacheco (AAC SF); Márito (2) (RB)

 

Eirense 2-2 Condeixa
João e Afonso (UCE); João Olavo e André Gonçalo (CC)

 

Sourense 3-0 Lagares da Beira
Marco, Quaresma e Mário Brito

 

Tocha 1-1 Pampilhosense
Sassa (UDT); Dias (GDP)

 

Naval 1893 2-1 Vigor Mocidade
Ricardo e Joary (Nav); Paganini (VM)

 

Tourizense 4-1 Marialvas
Jessi, Cadu (2) e Sané (GDT); Beny (Mar)

 

Carapinheirense 1-1 União FC
Ricardo (CAC); Nino (UFC)

 

Penelense 1-4 Ançã FC
Isma (Pen); Hugo, Bernardo e Valter Silva (2) (AFC)

 

Classificação Final:

Class Final DH 19-05-19.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:13

DOMUS NOSTRA - PAMPILHOSENSE

Domus Nostra - Pampilhosense meias finais ap campe

 

Meias Finais do Apu. de Campeão de Futsal AFC – Jogo 3
Pavilhão Municipal de Portomar
Ao intervalo: 0-0

 

Pampilhosense:
Dani Silva, Alberto Silva, Parrança, Diogo Tomás e Nando Lara.
Suplentes: Ferreira, João Coelho, Tiago Coelho, Marco pestana, Rabeca, Deco e Miranda
Treinador: Nuno Pestana

 

Golos: Alberto Silva 23’ (Pampilhosense); 24’ (Domus Nostra).

Penaltis: Parrança, Alberto Silva e Diogo Tomás (defendido).

 

Depois de dois jogos muitos intensos e recheados de emoção, com um triunfo para cada lado, Pampilhosense e Domus Nostra discutiam, na “negra”, a passagem à final do campeonato e automaticamente a subida de divisão, pois o São João Sub23 já tinha assegurado o lugar no jogo decisivo e, como se sabe, não pode ascender à II Divisão Nacional.

Domus Nostra - Pampilhosense meias finais ap campe

 

Com casa cheia o Domus Nostra queria aproveitar o facto de jogar perante os seus adeptos para levar a melhor sobre o Pampilhosense. Mas à semelhança dos dois anteriores jogos, os serranos estiveram muito bem e não se deixaram intimidar pelo ambiente mais hostil criado pela equipa da casa. O equilíbrio foi a toada do jogo, mas em vários momentos o Pampilhosense esteve por cima. No entanto os golos não surgiram no primeiro tempo.

 

Na segunda parte o Pampilhosense saiu na frente do marcador, aos 23’, depois de uma recuperação de bola, junto da baliza do Domus Nostra, e Alberto Silva a marcar para grande festa dos adeptos pampilhosenses. Mas ainda havia muito jogo! O conjunto da casa não demorou a reagir e, no minuto seguinte, vai restabelecer o empate! Numa reposição lateral de bola para o centro do terreno, o jogador da casa disfere um potente e colocado remate e bate Dani Silva! Estava inaugurado o marcador para ambas as equipas, mas, apesar de ainda faltar muito tempo, as balizas não voltaram a ser infringidas.

 

E, perante tal equilíbrio na eliminatória, a decisão final só podia ser encontrada nas grandes penalidades! Nessa “lotaria” a equipa da casa concretizou os três remates, enquanto Diogo Tomás, que tantas vitórias “deu” ao serranos ao longo da temporada com os seus golos, atirou para a defesa do guardião contrário que, assim, se tornou no herói do Domus Nostra!

 

Foi uma grande eliminatória entre Pampilhosense Domus Nostra, com a necessidade de recorrer à “negra” e, nesse encontro, às grandes penalidades para se encontrar o vencedor. Emoção, equilíbrio, muito publico e resultado incerto até ao ultimo segundo nos três jogos, fatores que tornaram esta eliminatória num verdadeiro hino ao futsal. A vitória poderia cair para qualquer um dos lados, acabou por pender para o lado do Domus Nostra, equipa que felicitamos. A equipa serrana termina, assim, de cabeça erguida uma fantástica época na modalidade.

 

Resultados:
Domus Nostra 1-1 (3-2 GP) Pampilhosense
U. Chelo 4-7 São João Sub23

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:32

BENJAMINS FUTSAL - FINAL FOUR DA TAÇA AFC

por ultraserranos4605, em 18.05.19

Domus Nostra 0-1 Pampilhosense
Final Four da Taça AFC - Meia Final

 

Domus Nostra - Pampilhosense meias finais da Taça


Um único golo bastou para os nossos meninos asseguram a primeira final da historia da formação Pampilhosense. Frente ao Domus Nostra o Pampilhosense venceu por 1-0 e assegurou a presença na final, a acontecer amanhã, frente ao São João. Recordamos que a Final Four está a decorrer neste fim de semana no pavilhão da Granja do Ulmeiro.

 

Resultados:
Domus Nostra 0-1 Pampilhosense
Serpinense 0-5 São João

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:22

FUTSAL - EMOÇÃO ATÉ AO FIM, A DECISÃO É NA "NEGRA"

por ultraserranos4605, em 18.05.19

PAMPILHOSENSE - DOMUS NOSTRA

Pampilhosense - Domus Nostra Meias Finais do Apu c

 

Meias Finais do Apu. de Campeão de Futsal AFC – Jogo 2
Pavilhão Municipal de Pampilhosa da Serra
Ao intervalo: 1-4

Pampilhosense:
Ferreira, João Coelho, Parrança, Diogo Tomás e Nando Lara.
Suplentes utilizados: Tiago Coelho, Alberto Silva e Miranda.
Treinador: Nuno Pestana

Golos: Nando Lara 7’ e Diogo Tomás 30’ e 31’ (Pampilhosense); 6’, 13’, 15’ e 16’ (Domus Nostra).

Pampilhosense - Domus Nostra Meias Finais do Apu c

 

Depois de vencer o primeiro jogo das meias-finais o Pampilhosense tinha a oportunidade de, em sua casa, carimbar a passagem para a final e fazer a festa. Já o Domus Nostra vinha a Pampilhosa da Serra com o intuito de vencer e levar a decisão para um terceiro jogo, a disputar em sua casa.

Pampilhosense - Domus Nostra Meias Finais do Apu c

 

Num fantástico ambiente nas bancadas, com muito publico a apoiar, principalmente a equipa serrana, foi o Domus Nostra que melhor entrou no jogo como, aliás, lhe competia, já que em caso de derrota ficava fora da competição. Sendo assim o conjunto visitante inaugurou o marcador logo à passagem dos 5’. A resposta do Pampilhosense não tardou e pouco depois Nando Lara repôs a igualdade, para enorme festa serrana na bancada. Dentro da quadra o jogo estava bem disputado e equilibrado, com as duas equipas a tentar chegar ao golo. E foi a equipa visitante que se colocou na frente do marcador, pouco depois de meio da primeira parte. A equipa pampilhosense acusou o golo sofrido e entrou numa fase de algum desnorte dentro da quadra. Aproveitou o adversário que, mais agressivo, de rajada marcou por duas vezes, colocando-se a vencer por 4-1! A terminar o primeiro tempo o Pampilhosense ainda teve uma excelente oportunidade para reduzir, mas Nando Lara, num livre de 10m, enviou por cima!

Pampilhosense - Domus Nostra Meias Finais do Apu c

 

Na segunda metade a equipa serrana tinha de correr atrás do prejuízo e arriscar para reentrar na discussão do resultado. E foi Diogo Tomás que deu maior crença aos serranos, com dois golos o jogador pampilhosense reduziu para a diferença mínima e colocou incerteza no resultado quando ainda faltava muito tempo para jogar. A turma pampilhosense continuou a arriscar no 5x4, na tentativa de alcançar o empate, mas o Domus Nostra respondeu com a mesma moeda, para fazer o tempo correr com a bola em sua posse! Até final a melhor ocasião pertenceu ao conjunto pampilhosense, mas a trave da baliza evitou a igualdade!

 

Num jogo muito intenso, com emoção e incerteza até ao ultimo segundo, o Domus Nostra acabou por vencer e levar a decisão final para um terceiro jogo a disputar em sua casa. O Pampilhosense não conseguiu contrariar a maior agressividade do adversário e, depois de algum desnorte no primeiro tempo, não foi a tempo de corrigir e conseguir um resultado que permitisse fazer a festa em Pampilhosa da Serra! Mas domingo há mais!

 

Resultados:
Pampilhosense 3-4 Domus Nostra
U. Chelho 4-7 São João Sub23

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:55

BENJAMINS FUTSAL - RESULTADOS E CLASSIFICAÇÃO

por ultraserranos4605, em 14.05.19

S. Martinho Cortiça 2-2 Pampilhosense
Ultima Jornada da taça de Encerramento de Benjamins Futsal AFC

S. Martinho Cortiça - Pampilhosense ultima J TE b

 

Resultados:
S. Martinho Cortiça 2-2 Pampilhosense
Esc. Viveiro 7-2 Esc. João Veloso

 

Classificação Final:

Class ultima jornada te benjamins futsal 11-05-19.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:53

EMPATE LEVA DECISÃO DO PÓDIO PARA A ULTIMA JORNADA

por ultraserranos4605, em 13.05.19

PAMPILHOSENSE - NAVAL 1893

Pampilhosense - Naval 1893 29ªJ DH 12-05-19 1.jpg

 

29ª Jornada da Divisão de Honra AF Coimbra
Estádio Municipal de Pampilhosa da Serra
Assistência: cerca de 100 espetadores
Árbitro: Joel Pacheco
Auxiliares: Luís Vilela e Nuno Severa
Ao intervalo: 0-1


Pampilhosense:
Kiko, Seco (Cristiano 95’), Renato, Carlos Lima, Rola (Abel 59’), Rafa, Ronaldo, Will, Miguel Barreto (Kiko Dias 74’) e Dias.
Suplentes não utilizados: Cédric, Rui Velho e Luís Ramos
Treinador: Carlos Alegre

 

Naval 1893:
Vasco Guimarães, Luís, Ricardo, Copinho, André (Rony 83’), César Jesus, Rodolfo, Graça, Amaral (Nogueira 57’), Joary (Arlindo 88’) e Fred.
Suplentes não utilizados: Rui e Tiago
Treinador: José Godinho

 

Ação disciplinar
Amarelos:
Carlos Lima 31’, Rola 44’, Will 73’ e Abel 89’ (Pampilhosense).

 

Golos:
Seco 49’ e Dias 92’ (Pampilhosense); Joary 40’ e Graça 80’ (Naval 1893).

Pampilhosense - Naval 1893 29ªJ DH 12-05-19 2.JPG

 

Em tarde quente na Pampilhosa da Serra a equipa do Pampilhosense despedia-se, em casa, dos seus adeptos com um desafio frente à Naval 1893, em que precisava de vencer para segurar o terceiro lugar. Já o conjunto da Figueira da Foz, com a classificação mais ou menos definida, vinha jogar com toda a tranquilidade e discutir o triunfo.

Pampilhosense - Naval 1893 29ªJ DH 12-05-19 3.JPG

 

A equipa serrana desde cedo começou a tomar as rédeas no desafio, embora sem conseguir criar situações de golo. A primeira ocasião surgiu, apenas, aos 32’, com Dias a aproveitar uma oferta de um defesa e, completamente isolado, a “embrulhar-se” com o guardião visitante e a não aproveitar a flagrante oportunidade. A equipa serrana não marcou e foi a Naval 1893 que, à passagem dos 40’, vai chegar à vantagem, depois de um pontapé de baliza largo, com Fred a ganhar com uma infração e isolar Joary que não perdoou. A equipa do Pampilhosense ainda reagiu sobre o apito final do primeiro tempo, com Ronaldo a cobrar um livre direto e obrigar Vasco Guimarães a defesa apertada, na recarga Carlos Lima permitiu nova intervenção ao guardião visitante.

Pampilhosense - Naval 1893 29ªJ DH 12-05-19 4.JPG

 

Na segunda metade a equipa pampilhosense entrou a "todo o gás" e o empate surge aos 49’, depois de um cruzamento largo de Ronaldo e Seco a concluir muito bem de cabeça. Pouco depois, aos 54’, a cambalhota no marcador fica perto de acontecer, com seco a cruzar à medida para Dias cabecear ao poste da baliza. Os serranos mantiveram a mesma toada e, aos 72’, Abel cruzou bem para Dias desviar ao primeiro poste com muito perigo. Mas, numa fase em que o jogo já estava mais equilibrado, os homens da Figueira da Foz vão sair de forma rápida para o ataque, aos 80’, com Graça a tabelar com um companheiro para surgir isolado a bater Kiko. O Pampilhosense voltou a reagir, Dias na pequena área, aos 83’, tem tudo para fazer o empate num remate que saiu por cima da trave. Até que aos 92’ Kiko Dias cruzou com perícia e Dias, de cabeça, desta vez não perdoou e estabeleceu o resultado final em 2-2.

Pampilhosense - Naval 1893 29ªJ DH 12-05-19 5.JPG

 

No geral a equipa Pampilhosense foi melhor que a Naval 1893. Mas o conjunto que viajou desde da Figueira da Foz fez pela vida e aproveitou, e bem, as oportunidades e os erros pampilhosenses. Os serranos acabaram por ter mais ocasiões, concretizaram duas delas, mas não foi o suficiente para somar os três pontos que garantiriam o terceiro lugar. Assim, na ultima jornada, o Pampilhosense terá de vencer na Tocha se quiser segurar o ultimo lugar no pódio.

 

Arbitragem arrogante e fraca de Joel Pacheco que apitou, pela segunda semana consecutiva, a Naval 1893! Para além de outros erros, o maior foi ao não assinalar uma infração clara no lance que resultou o primeiro golo da Naval 1893. Teve influência no resultado!

 

A uma jornada do final já temos campeão. O Condeixa, beneficiando do empate do Sourense, sagou-se campeão! Parabéns à equipa de Condeixa pelo titulo alcançado.

 

Resultados:
Brasfemes 1-2 Tocha
Fatia e Freire (UDT)

 

Condeixa 2-0 Académica SF
Rui Pereira (2)

 

Lagares da Beira 1-2 Eirense
;Marques (2) (UCE)

 

Pampilhosense 2-2 Naval 1893
Seco e Dias (GDP); Joary e Graça (Nav)

 

Vigor Mocidade 4-0 Carapinheirense
Marcos, Estanqueiro, Diogo Batista e Zé Marques

 

Marialvas 2-0 Penelense
João Maia e Didi

 

União FC 2-1 Tourizense
Silva (2) (UFC); Jessi (GDT)

 

Ançã FC 2-2 Sourense
Batista e Valter Silva (AFC); Rui Miguel e Mário Brito (GDS)

 

Classificação:

Class 29ªJ DH 12-05-19.jpg

 

Ultima Jornada:
Académica SF – Brasfemes
Eirense – Condeixa
Sourense – Lagares da Beira
Tocha – Pampilhosense
Naval 1893 – Vigor Mocidade
Tourizense – Marialvas
Carapinheirense – União FC
Penelense – Ançã FC

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:22


. ............ . . .

.


LIGAÇÕES - PLANTEL 18/19 E VIDEOS

.

.